Homeopatia-para-adelgazar-2

A zona é uma infeção neurológica provocada pelo vírus varicela-zona. Aparece na maior parte das vezes através da reativação deste vírus nas pessoas que tiveram a varicela.

De facto, o vírus que ficou nos gangliões do crânio ou da espinal medula espalha-se na pele por intermédio tios nervos sensitivos. Ataca cerca de 10 a 20% da população e é inquietante nas pessoas de idade cuja imunidade está diminuída ou nas pessoas que tomam corticóides devido a uma doença grave.

Diagnóstico

  • Distinguimos principalmente duas espécies de zonas: a zona intercostal (50 % dos casos) que ataca o tórax, e a zona oftálmica que ataca o rosto. De facto, o vírus pode estar localizado em qualquer nível da medula. Portanto, a zona pode situar-se no abdómen, nos lombos, nas nádegas, e nos membros.
  • Caracteriza-se por uma erupção unilateral de vesículas — pequenas bolhas cheias de líquido — idênticas às da varicela, mas circunscritas ao território do nervo atacado, e por nevralgias ligadas à infeção do ou dos nervos sensitivos. As dores aumentam com o aparecimento das vesículas, a sensação de queimadura é intensa e não deixa dormir. No fim de quatro ou cinco dias, as vesículas secam e formam-se crostas.
  • A chegada da zona é muitas vezes precedida por dores ou ardores no território atacado, as erupções evoluem por crises.

Na zona oftálmica, um exame oftalmológico é indispensável.

Principais complicações

  • Na zona intercostal, a sobre-infeção e a generalização da erupção são raras. As cicatrizes são mais ou menos importantes.

A principal complicação é a persistência das dores depois da cura da zona. Estão presentes em 25 a 50% dos sujeitos com mais de cinquenta anos; a sua frequência aumenta mais com a idade.

A dor nem sempre desaparece com o tempo, visto que 50% dos sujeitos ainda sofrem um ano depois.

  • Na zona oftálmica, as principais complicações são oculares: a conjuntivite é frequente, e a ceratite aparece em 35% dos casos.

Regras de higiene

  • Corte as unhas muito curtas.
  • Tome um banho todos os dias, depois aplique uma solução de eosina aquosa a 1% ou de hexamidina.
  • Se estiver a tratar um doente, deve sempre lavar as mãos depois de cada contacto.

Tratamento homeopático

No início
Se o diagnostico for feito precocemente, deve tomar com seis horas de intervalo:

  • Um dose de Vaccinotoxinum 30CH
  • Uma dose de Stephylococcinum 30CH
  • Um dose de Sulfur 15CH

Originally posted 2014-03-27 10:43:41.

Comments

comments