remedio - Comichão Parte II

Comichão Parte II

Comichões ligadas a causas identificadas

Provocadas por lombrigas (oxiurose)

As comichões do nariz e do ânus são facilmente notadas na criança. Dois medicamentos são principalmente indicados:

  •  Cina 9CH., nas crianças muito nervosas, caprichosas, que rangem os dentes de noite e acordam cheias de medo a meio da noite.
  •  Sabadilla 9CH, quando a oxiurose se manifesta através de côltcas abdominais, e as comichões aparecem e/ou pioram na Lua Nova ou na Lua Cheia.

Posologia (para lodos estes medicamentos) 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante 1 mês.

De origem alérgica

  • Apis mellifica 7CH: lesões de urticárias que pioram com o calor e melhoram com agua fria ou aplicações frias.
  • Urtica urens 7CH: lesões de urticária que pioram com a água e com as apbcaçoes frias

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos de cinco em cinco minutos de uma meneira repetida, depois espace logo que haja melhoras.

  • Dolichos pruriens 7CH, medicamento de prurido ou de comichão que piora à noite o calor da cama.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias

  • Muriaticum acidum 9CH, em prevenção das alergias provocadas pelo sol, as lucites solares.

Posologia 2 grânulos ao levantar e ao deitar. Comece o tratamento 15 dias antes de partir de férias e continue o tratamento durante a primeira semana

Provocadas por doenças de pele

  • Lycopodium clavatum 7CH, no eczema acompanhado por comichões que o doente coça até fazer sangue, nos sujeitos que sofrem de perturbações digestivas
  • Staphysagria 9CH, em toda as doenças de pele características por comichões que mudam de lugar quando coçamos, ou seja, passam de uma zona para a outra logo que o paciente se atinou num sitio.

Posologia (para todos estes medicamentos) 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante 1 mês

Originally posted 2014-03-26 16:03:27.

faculdade de pediatria 14 - Dermite seborreica do bebé

Dermite seborreica do bebé

Aquilo a que chamamos “crostas de leite” é uma afeção extremamente frequente no bebé. É provocada por uma crise inflamatória com descamação do couro cabeludo.

Diagnóstico

O bebé pode apresentar, logo nos primeiros meses de vida, crostas espessas e amarelas no couro cabeludo, escamas nas sobrancelhas e pequenas borbulhas vermelhas (pápulas) nas bochechas. Muitas vezes, também tem as nádegas vermelhas.

Um consumo insuficiente de leite pode gerar ou perpetuar estas perturbações devido à vitamina B2

Regras de higiene

Champô suave todos os dias até ao desaparecimento das escamas e das crostas.

Tratamento

Os medicamentos mais vezes indicados são:

  • Mezereum 7CH, quando as crostas amarelas e espessas tornam os cabelos pegajosos.
  • Graphites 7CH convém melhor a um bebé gordo, pouco tónico.
  • Antimonium crudum 7CH, se o bebé for glutão.
  • Oleander 5CH, no bebé que é alimentado ao peito.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar, até ao desaparecimento das perturbações.

Originally posted 2014-04-01 14:45:34.

agenuspdornascostasfotomarcossantos003 - Tratamentos Complementares das Artroses

Tratamentos Complementares das Artroses

Acupunctura

Tem uma ação antálgica incontestável e deve ser o primeiro recurso contra a dor, antes da utilização de anti-inflamatórios. Se estes últimos forem indispensáveis, o tratamento por acupunctura permite diminuir as doses e portanto tomá-los mais suportáveis.

Fitoterapia

A cavalinha, a sílica, o harpagophytum, são as plantas mais utilizadas nesta indicação

Oligoelementos

O manganês, o cobalto, o magnésio, o potássio, o enxofre, o cobre, o ouro, são os principais oligoelementos utilizados em complemento nos tratamentos da artrose, o fósforo também faz pane no caso de contracturas musculares.

Antálgicos e anti-inflamatórios

Serão um recurso se os tratamentos precedentes forem insuficientes; do mesmo modo as infiltrações e a cirurgia se necessário.

Cinesiterapia

Evita a fundição muscular, a anquilose e o hábito de atitudes viciosas. É adaptada em função das articulações atingidas e também luta contra a rigidez muscular concomitante. A reeducação funcional será empreendida com discernimento.

Manipulações vertebrais

As técnicas (osteopatia, quiropractia) são diferentes. É indispensável um diagnóstico médico antes de as começar. É necessário evitar praticá-las em períodos de crises intensas.

Tratamentos termais

Os doentes retiram um grande benefício deste tratamento, principalmente os doentes com poliartrose (várias articulações atingidas).

Originally posted 2014-04-08 09:42:43.

116639 Papel de Parede Dia de sol 1400x1050 1 - Hipertensão arterial

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial essencial, sem causa reconhecida, é a mais frequente das causas de hipertensões. Embora não produza qualquer sintoma, o eu tratamento é indispensável, porque reduz as complicações desta doença, sobretudo as hemorragias cerebrais.

Diagnóstico

Um sujeito é definido como hipertenso quando a pressão arterial sistólica, ou PAS (número mais elevado), é superior ou igual a 160mm Hg e/ou quando a pressão arterial diastólica. ou PAO
(número mais baixo), é superior ou igual a 95mm Hg.

A tensão arterial é tomada em condições bem precisas no fim de dez minutos, deitado, aos dois braços, depois de pé.
No adulto jovem, definimos a hipertensão arterial em função do número da pressão arterial diastólica (PAD); chamamos-lhe:

  • Hipertensão arterial limite quando a PAD é 90 e £ 95 mm Hg, e a PAS é 140 e £ 169mm Hg;
  • Hipertensão arterial ligeira quando a PAD é 95 e £ 105 mm Hg;
  • Hipertensão arterial moderada quando a PAD é «105 e £ 115mm Hg;
  • Hipertensão arterial severa quando a PAD é 115mm Hg

Na mulher grávida e na criança, os valores são diferentes; no sujeito de idade, uma PAS mais elevada é aceite.

  • Uma tensão arterial elevada, na maioria das vezes, não dá nenhum sintoma. No entanto, alguns sintomas devem atrair a atenção e levá-lo a uma consulta ao seu médico. Estes sinais são dores de cabeça, batidas rápidas no coração, vertigens, zumbidos nos ouvidos, sangrar do nariz.
  • Se a descoberta da hipertensão for feita durante um controlo sistemático – medicina do trabalho, enfermeira, farmacêutico, verificação pessoal da sua tensão arterial -,uma consulta médica e indispensável. De facto, o médico fará um balanço da doença procurará, por um lado, os fatores de riscos suplementares e a presença de complicares e, por outro, uma doença subjacente responsável ou medicamentos culpados. Tratará esta doença, expecto urgência, depois de ter verificado varias vezes, e durante a mesma consulta – a persistência da elevação dos números tencionais.

Principais complicações

  • Cardíacas: insuficiência cardíaca, insuficiência coronária.
  • Neurológicas: acidentes vasculares cerebrais.
  • Renais: insuficiência renal.
  • Vasculares: arterite dos membros inferiores.
  • Hipertensão arterial maligna: urgência médica.

Prevenção

  • Pratique uma dieta alimentar correta ou hipocalórica no caso de peso a mais ou de obesidade.
  • Recomece uma atividade física regular se possível, marcha para as pessoas de idade bicicleta, natação para os outros.
  • Deixe de fumar
  • Encare uma contraceção diferente da pílula.

Tratamento

Hipertensões arteriais limites ou ligeiras

 

  • Nux vomica 15CH medicamento típico da hipertensão ligeira que encontramos no homem ou na mulher modernos, dinâmicos, atarefados e hiperativos, mas sedentários e demasiado “Bons vivants”, que só se “aguentam” graças aos estimulantes dos quais abusam. Nux vomica pode tornar se um medicamento de fundo nas hipertensões moderadas ou severas se os sujeitos não acalmarem os seus ardores e os seus temperamentos.
  • Ignatia amara 15 CH é indicado quando a hipertensão aparece a seguir a uma emotividade mal controlada. É um medicamento de complemento muito benéfico que evita, associado a um tratamento de fundo, recorrer aos ansiolíticos.

Natrum muriaticum 15CH, na hipertensão arterial progressiva dos sujeitos jovens, que respondem bem e muito emotivos.

Originally posted 2014-03-27 11:46:08.

fundo02 - Cicratizaçao

Cicratizaçao

Diagnóstico

A cicatrização termina a cura de uma fenda através de um tecido fibroso que substitui o que foi destruído. Esta última faz-se normalmente bem e só deixa uma cicatriz quase invisível; algumas vezes, a cicatrização tarda, a fenda fecha-se lentamente.

Mais raramente, faz-se excessivamente: a cicatriz toma-se quelóide – ou seja, forma-se um refego duro na pele. mais ou menos ramificado em patas de lagostim – e por vezes vermelho e inflamatório.

Tratamento homeopático

Nas pessoas que cicatrizam mal

  • Arnica montana 9 CH, depois de uma intervenção cirúrgica, favorece a cicatrização e limita as hemorragias

Para as pessoas que cicatrizam lentamente, cujas feridas supuram durante muito tempo e/ou são multo dolorosas

  •  Hepar sulfur 9CH, nos sujeitos muito sensíveis à dor quando o pus se mistura com o sangue nas feridas.
  • Silicea 9CH, nos sujeitos magros e friorentos, cujas feridas são acompanhadas por dores do género daquelas que sentimos quando enfiamos uma lasca na pele. Medicamento muito eficaz nas feridas que supuram muito tempo devido a sujidade ou corpo estrangeiros incluídos, ate mesmo há muito tempo enquistados, e muito difíceis de eliminar.
  • Sulfur 9CH, nos sujeitos alérgico, que transpiram facilmente e que têm sempre muito calor.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar ate a supuração parar.

Se os sujeitos não responderam em, utilizaremos sistematicamente

  • Hepar sulfur 5CH
  • Silicea 5CH

Posologia: 2 grânulos 3 vezes por dia durante 8 dias, deverá ir consultar um médico na ausência de melhoras.

Cuidado

Estes dois medicamentos aumentam a supuração no principio da sua utilização. Utilize-os enquanto o pus puder sair. Pare logo que a fenda estiver limpa e/ou começar a fechar-se.

Se não seguir estes conselhos, corre o risco de provocar uma supuração sob a pele e portanto agravar e retardar a cura da ferida
Em todo o caso, assegure-se do asseio da ferida.

Para lutar contra a dor

  • Hypericum perforatum 5CH acalma a dor, sobretudo nas feridas das extremidades (dedos) ricas em pequenos fios nervosos

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Para lutar contra as quelóides

  • Graphites 7 CH, sistematicamente.
  • Causticum 7CH, nas cicatrizes quetóides dolorosas.
  • Radium bromatum 7CH, quando as cicatrizes quelóides estão inflamadas, ou seja, vermelhas, dolorosas, e que pequenos vasos aparecem à volta.
  • Lachesis mutus 7CH, quando a cicatriz se toma vermelha e deita sangue
  • Tuberculinum residuum 9 CH, nas cicatrizes de acne.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 3 vezes por dia pelo menos durante 1 mês.

Tratamentos termais

São ainda mais eficazes se forem feitos precocemente. São principalmente indicados para as cicatrizes de queimaduras e quando houve enxertos na pele.

Avène-les-Bains, La Bourboule, Les Fumades-les-Bains, Molitg-les-Bains, Neyrac-les-Bains, La Roche-Posay, Rochefort-sur-Mer, Sail-les-Bains, Saint-Christau, Saint-Gervais, Saujon, Uriage-les-Bains.

Originally posted 2014-03-26 15:32:56.