116639 Papel de Parede Dia de sol 1400x1050 1 - Cistite

Cistite

A cistite na mulher é extremamente frequente. É uma infeção benigna de evolução habitualmente favorável. É muitas vezes rebelde e tem tendência para recomeçar.

Diagnostico

Quando tem uma cistite, a mulher queixa-se principalmente de ardores urinários. Sente necessidades frequentes e imperiosas de urinar, por vezes só algumas gotas. De tempo em tempos, há um pouco de sangue nas urinas e dores surdas na parte inferior do ventre.

A presença de febre e de dores lombares faz temer a propagação da infeção até aos rins. Nesse caso, deve ir a uma consulta sem demora, do mesmo modo na presença de um corrimento vaginal anormal, ou seja. perdas irritantes, coloridas e com mau cheiro.

Também pode acontecer que os homens tenham ardores urinários, é necessário nesse caso ir a uma consulta.

Principais complicações

As cistites, embora banais, têm tendência para recomeçarem. Na maioria das vezes nenhuma causa explica estas recaídas; por vezes, estão na sua origem mínimas malformações do aparelho urinário.

No caso de cistites reincidentes – definidas pelo aparecimento de mais de quatro crises por ano-, o seu médico pedirá exames complementares a fim de determinar a sua origem.

Regras de higiene

  • Beba pelo menos um litro e meio de água por dia.
  • Urine regularmente, ou seja, quando tem vontade; “retenha-se” o menos possível.
  • Urine a seguir às relações sexuais. As cistites consecutivas às relações sexuais desaparecem depois do primeiro filho.
  • Não faça duches vaginais.
  • Quando se lavar depois de ter ido à casa-de-banho, enxugue-se de diante para trás.
  • Lave-se com sabão de Marselha.

Originally posted 2014-03-28 14:37:54.

url - Tratamento das Rinites alérgicas

Tratamento das Rinites alérgicas

Quando o corrimento nasal é irritante e a lacrimação doce

O que significa que o nariz, ao pingar, irrita as narinas e a parte situada por cima dos lábios, e que as lágrimas provocadas pela alergia não são corrosivas para o contorno dos olhos.

  • Allium cepa 5CH, se os espirros frequentes, em descarga, começarem ao levantar, e se as perturbações forem desencadeadas pelos alérgenos sazonais (pólenes, feno e ervas cortadas), pioram num quarto quente, e melhoram ao grande ar. Estão por vezes presentes dores supra-orbitais (por cima dos olhos).
  • Ammonium muriaticum 5CH: os espirros são também muito frequentes, mas o doente não apresenta as mesmas modalidades que Allium cepa (agravação num quarto quente e melhoras ao grande ar). A sensação de nariz entupido é intensa e é acompanhada por perda do olfato.
  • Sanguinária 5CH: espirros em descarga, rinorreia irritante, nariz seco e entupido predominam. Estes sintomas pioram com os pólenes e com os cheiros de qualquer natureza, sobretudo de flores.
  • Aralia racemosa 5 CH: os espirros frequentes e o corrimento nasal, claro e muito irritante, aumentam com a mais pequena corrente de ar. A rinite alérgica complica-se frequentemente com a asma que provoca dificuldades respiratórias que pioram quando o doente se estende ao comprido, sobretudo ao deitar e no primeiro sono.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia em período de crise, depois espace os medicamentos à medida que as perturbações diminuem. Continue 3 vezes por dia e consulte o seu medico homeopata.

Quando o corrimento nasal é doce e a lacrimação irritante

  • Euphrasia 5CH convém quando o corrimento nasal é doce, a lacrimação muito abundar e muito irritante, e as pálpebras estão inchadas e ardentes (o contrário de Allium cepa). As perturbações pioram com o vento, a luz do sol e num quarto quente, e melhoram ao grande ar.
  • Ambrósia 5CH, se o corrimento nasal, embora nasal, for acompanhado por urra lacrimação irritante e muita comichão nas pálpebras. É um medicamento muito utilizado no Outono no vale do Rhône onde a ambrósia predomina nesta estação.
  • Sabadilla 5CH: este medicamento é individualizado por espirros frequentes, violara paroxísticos, em descarga, seguidos por uma rinorreia fluida, apesar da sensação intensa de nariz entupido e uma lacrimação irritante. Os espirros, provocados por uma forte comichão no nariz e no palato, acalmam com a aplicação e a fricção da língua neste último. A lacrimação e os espirros pioram com o cheiro das flores, os perfumes, e ao grande ar; melhoram com o calor.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia em período de crise, depois espace os medicamentos à medida que as perturbações diminuem. Continue 3 vezes por dia e consulte o seu médico homeopata.

Quando o corrimento nasal e a lacrimação são irritantes

  • Kalium iodatum 5 CH: os espirros acompanham um corrimento nasal e ocular aquoso, abundante e ardente. Os olhos e o nariz estão vermelhos e inflamados. As crises acalmam com o calor e pioram com o ar fresco.
  • Naphtalinum 5 CH: o corrimento nasal e ocular – principalmente a lacrimação – são muito abundantes e irritantes. Os espirros em descarga são incessantes. Os sintomas melhoram em pleno ar.
  • Arsenicum álbum 5 CH, se a rinorreia e a lacrimação muito irritantes e abundantes piorarem durante a noite e melhorarem com o calor.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia em período de crise, depois espace os medicamentos à medica que as perturbações diminuem. Continue 3 vezes por dia e consulte o seu médico homeopata.

Tratamento de terreno

Os tratamentos de terreno têm o interesse de prevenirem as crises de rinites alérgicas espasmódicas ou febres-dos-fenos.

Devem ser começados pelo menos um mês antes do período pressuposto da crise. e devem continuar durante esta última. A sua grande eficácia constitui uma alternativa certa aos tratamentos alopáticos.

As rinites alérgicas peranuais, para as quais as crises são mais ou menos permanentes durante o ano, também necessitam de um tratamento de terreno. São mais difíceis de tratar, mas os resultados são muito bons a longo prazo.

Originally posted 2014-03-27 15:16:02.

pediatra - Eritema nadegueiro do bebé

Eritema nadegueiro do bebé

O eritema nadegueiro, ou seja, as nádegas vermelhas, é um eczema. As fraldas oclusivas, o talco, os produtos detergentes ou amaciados para roupa podem ser causa.

Diagnóstico

O eritema nadegueiro do bebé começa à volta do ânus, depois espalha-se progressivamente em placa vermelha e inflamatória até às partes genitais.

Esta placa, com um contorno irregular, pode ficar vermelha e seca ou tomar-se transudante. Por vezes, faz sofrer o bebé e infecta-se com um fungo, o Candida albicans.
As clássicas nádegas vermelhas do bebé prolongam-se devido à hiperacidez das fezes, por vezes das urinas em contacto com a pele, e das fraldas que não deixam respirar a pele.

Principais complicações

A sobre-infeção cutânea, a micose.

Higiene e prevenção

  • O banho quotidiano numa água não muito quente (inferior a 36°C) hidrata a pele. O bebé deve ser bem lavado e bem seco, para evitar a maceração e a humidade que favorecem esta doença de pele.
  • Mude a fralda com frequência, a seguir a cada mamada ou refeição.
  • É necessário limpar bem e secar as nádegas a cada muda, com pancadinhas nestas.
  • Evite as fraldas oclusivas, o talco (maceração), os produtos detergentes ou amaciadores para a roupa

Tratamentos

Tratamento locais

  • Limpa a pele com Leite de Calendula
  • Proteja-a das fezes com uma pasta de agua tipo Aloplastinel.
  • Deixa as nádegas do seu bebé ao ar o máximo de tempo possível.

Tratamento homeopático

Um tratamento homeopático simples é muitas vezes suficiente.

Dê-lhe sistematicamente

  • Medorrhinum 15CH
  • Calcarea carbonica 15CH

Posologia: 2 grânulos 3 vezes por dia de cada medicamento enquanto as nádegas estão vermelhas

No caso de complicações, se o eczema começar a transudar

  • Desinfete localmente a pele.
  • Associe a Medorrhinum. sistematicamente:
  1. Cândida albicans 7CH, 2 grânulos 3 vezes por dia e
  2. Staphylococcinum 7CH. 2 grânulos 3 vezes por dia durante 8 dias.

No caso de diarreia e de comichão forte

Não espere muito par ir a uma consulta, se a criança não ficar aliviada rapidamente

  • Croton tiglium 7CH, 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vez durante 6 dias.

Originally posted 2014-04-01 15:06:31.

fundo02 - Eczema atópico

Eczema atópico

Ou dermatite atópica, não deve ser confundido com o eczema de contacto que é desencadeado por uma substancia colocada diretamente em cima da pele. As causas são múltiplas, os fatores psíquicos também desempenham um papel

Diagnostico

  • Na maioria das vezes, o eczema atópico ataca a criança, mas não pouco o adulto. Aparece num terreno geneticamente predisposto, o terreno atópico, no qual outras manifestações alérgicas – asma, febre-dos-fenos, conjuntivite alérgica – podem aparecer. Neste ultimo caso, encontramos com frequência alergias nos pais.
  • Um sinal constante do eczema: a comichão que desencadeia um circulo vicioso prurido-coçadela-erupção-prurido.
  • No bebé, situa-se sobretudo nas bochechas, nos refegos dos cotovelos e dos joelhos, no couro cabeludo e no traseiro; na criança pequena, predomina nos cotovelos, por detrás dos joelhos, nas mãos e à volta da boca.

Principais Complicações

As sobre-infeções das lesões devido às coçadelas

Regras de higiene, prevenção
Para o seu filho:

  • Não lhe vista roupa de fibras sintéticas
  • Não aplique perfuma ou agua de toilette
  • Não utilize amaciadores na lavagem da roupa, passe bem a roupa por agua limpa~limite se possível o contacto com os animais
  • Não o tape demasiado, coloque-lhe um humidificador no quarto;
  • Não lhe dê banho numa agua que ultrapasse 36ºC; utilize um sabonete sobre-gorduroso, acrescente à agua óleos vegetais ou extratos de aveia com propriedades amaciadores, enxague-o sem esfregar a pele com a talha. Corte-lhe as unhas no máximo.
  • No Inverno, proteja-lhe as mãos no rosto com um creme tipo Cold-Cream.

Tratamento homeopáticos

Logo ao início

  • Belladonna 7 CH. logo ao principio do eczema quando a pele está vermelha, quente e dorida.

Logo que a comichão aparece

  • Apis mellifíca 7CH, quando o eczema começa por um ligeiro edema da pele, com comichão que arde e que melhora com aplicações frias.
  • Urtica urens 7CH, se a comichão piorar com aplicações frias.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Quando as vesículas surgem

As vesículas, ou seja, as bolhas com o tamanho de uma cabeça de alfinete cheias de um liquido transparente, picam e ardem.

  • Cantharis vesicatoria 7CH é indicado quando estas sensações melhoram com aplicações frias.
  • Rhus toxicodendron 7CH, quando as vesículas pequenas melhoram com as coçadelas e com as aplicações de água muito quente.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Na fase do corrimento e das crostas

  • Graphites 9 CH, se as crostas forem grossas e colarem deixando sair um líquido viscoso e amarelado. As lesões predominam nos ouvidos, no couro cabeludo, na boca, nos joelhos e nos cotovelos. A comichão piora com o calor, a lavagem e o calor da cama, e melhora com aplicações frescas. É o eczema do Verão.
  • Petroleum 7CH, muito próximo de Graphites, mas distingue-se dele através do corrimento claro e fluido das vesículas. As lesões prevalecem não só no rosto, como também nas mãos, nos órgãos genitais e nos dedos dos pés. A comichão piora com o frio e o Inverno, e melhora com o calor e o Verão. É o eczema do Inverno.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante 1 mês.

Quando a pele começa a recuperar

  • Arsenicum album 7CH, quando o eczema se torna seco, quando a pele escama e as crostas caiem “em pó”. Persistem sensações de queimaduras e comichão que melhoram com aplicações quentes, pioram com as coçadelas – que provocam sangue -, com o frio, e durante a noite entre 1 e 3 horas da manhã.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante 15 dias.

No caso de infecções cutâneas

Enquanto não vai ao médico:

  • Mezereum 7CH, 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Tratamentos termais

Avène-les-Bains, La Bourboule, Les Fumades-les-Bains, Molitg-les-Bains, Neyrac-les-Bains, La Roche-Posay, Rochefort-sur-Mer, Sail-les-Bains, Saint-Gervais, Saujon, Uriage-les-Bains.

Originally posted 2014-03-26 16:27:25.

sonambulismo 0 - Sonambulismo

Sonambulismo

Diagnóstico

O sonambulismo aparece durante o sono profundo, sobretudo na criança de cinco a doze anos; é muitas vezes desencadeado por um acontecimento angustiante. Manifesta-se por uma deambulação noturna, durante a qual a criança sente-se confundida.

Evita os objetos, responde às ordens, mas no outro dia já não se recorda. Tal como para os terrores noturnos, o sonambulismo desaparece à medida que os anos passam. No entanto, a sua persistência na adolescência deve obrigar a procurar uma perturbação psicológica subjacente.

Tratamento

Os medicamentos mais frequentes são:

  • Kalium bromatum 9CH.
  • Natrum muriaticum 9CH, indicado nas crianças que respondem bem com tendência para os herpes, eczemas, rinofaringites a repetição e para o emagrecimento apesar de um bom apetite.
  • Phosphorus 9CH é por vezes um medicamento do sonambulismo nas crianças sonhadoras, imaginativas, que ficam angustiadas e fechadas consigo próprias quando já não se sentem em confiança
  • Silicea 9CH: sonambulismo das crianças que respondem bem regularmente infestadas com oxiúros durante a Lua Nova, ou estudantes esgotados, com sono agitado não reparador, com despertar em sobressalto.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao deitar.

Originally posted 2014-04-07 09:26:03.