shutterstock_13330168

No adulto, as tosses têm origens diversas. A persistência de uma tosse para além de três semanas deve levá-lo a consultar um médico, que decidirá, em função do contexto clínico, praticar ou não exames complementares.

As causas mais frequentes de tosses persistentes são: um corrimento nasal tenaz a seguir a uma constipação, a asma, a bronquite crónica, o refluxo gastroesofagiano. Estas últimas aumentam com o tabagismo e a poluição.

É evidente que se estiverem presentes outros sinais – dificuldades para respirar, escarros de sangue, febre persistente -. deve ir a uma consulta antes deste prazo.

A tosse grossa é aquela que, por ocasião de esforços de tosse, traz escarros; é fácil de por em evidência no homem, mas muito mais delicada de reconhecer na mulher que raramente sabe escarrar, ou antes, detesta fazê-lo, e na criança que ingurgita os escarros em vez de os expulsar.

Para mais pormenores, consulte os capítulos seguintes: a “tosse”, as “Rinofaringites” do adulto que são tratadas com as “Rinofaringites da criança”, o “Refluxo gastroesofagiano”, as “Sinusites agudas”, as “Laringites”, a “Asma”, e a “Bronquite crónica”.
Se a sua temperatura estiver alta, consulte também o capítulo sobre as febres da criança.

Originally posted 2014-03-27 15:48:54.

Comments

comments