Artigos

116639 Papel de Parede Dia de sol 1400x1050 1 - Cistite

Cistite

A cistite na mulher é extremamente frequente. É uma infeção benigna de evolução habitualmente favorável. É muitas vezes rebelde e tem tendência para recomeçar.

Diagnostico

Quando tem uma cistite, a mulher queixa-se principalmente de ardores urinários. Sente necessidades frequentes e imperiosas de urinar, por vezes só algumas gotas. De tempo em tempos, há um pouco de sangue nas urinas e dores surdas na parte inferior do ventre.

A presença de febre e de dores lombares faz temer a propagação da infeção até aos rins. Nesse caso, deve ir a uma consulta sem demora, do mesmo modo na presença de um corrimento vaginal anormal, ou seja. perdas irritantes, coloridas e com mau cheiro.

Também pode acontecer que os homens tenham ardores urinários, é necessário nesse caso ir a uma consulta.

Principais complicações

As cistites, embora banais, têm tendência para recomeçarem. Na maioria das vezes nenhuma causa explica estas recaídas; por vezes, estão na sua origem mínimas malformações do aparelho urinário.

No caso de cistites reincidentes – definidas pelo aparecimento de mais de quatro crises por ano-, o seu médico pedirá exames complementares a fim de determinar a sua origem.

Regras de higiene

  • Beba pelo menos um litro e meio de água por dia.
  • Urine regularmente, ou seja, quando tem vontade; “retenha-se” o menos possível.
  • Urine a seguir às relações sexuais. As cistites consecutivas às relações sexuais desaparecem depois do primeiro filho.
  • Não faça duches vaginais.
  • Quando se lavar depois de ter ido à casa-de-banho, enxugue-se de diante para trás.
  • Lave-se com sabão de Marselha.

Originally posted 2014-03-28 14:37:54.

galena - Plumbum metallicum

Plumbum metallicum

Origem

Plumbum metallicum, Pb, o chumbo, é um elemento químico metálico de número atómico 82 e de peso molecular 207,19.

Este metal pesado, branco azulado, maleável, insolúvel na água e no álcool, tem efeitos tóxicos bem conhecidos na origem do saturnismo.

Por intermédio das indústrias químicas e dos veículos, tem, por outro lado, contaminado a biosfera inteira, incluindo os calotes polares assim, a sua concentração no gelo da Gronelândia é duzentas vezes supera à de há 6.000 anos.

Indicações

Prisão de ventre crónica

  • De fezes pequenas, duras, escuras, difíceis de evacuar, com falsa vontade de ir à casa-de-banho, e espasmos do ânus.
  • Acompanhada por espasmos abdominais extremamente dolorosos, que melhoram corai pressão forte nesta região e na posição dobrada ao meio.

Gengivite

Das pessoas de idade com hálito fétido, gengivas retraídas e por vezes sublinhadas cor linha azulada

Doenças das pessoas de idade

Principalmente:

  • Hipertensão arterial com perturbações renais;
  • Arteriosclerose;
  • Polinevrites, paralisias, nevralgias;
  • Anemia.

Plumbum metallicum convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com a pressão forte.

Os sujeitos que respondem bem a Plumbum metallicum

São as pessoas de idade doentes, lentas, magras, secas, trémulas e com uma grande prisão de ventre. Têm dificuldades de compreensão e perturbações da memória.

Originally posted 2014-04-11 11:43:52.

medicamentos - Prisão de ventre e Tratamento Parte II

Prisão de ventre e Tratamento Parte II

Doença do laxativos

De facto, diz respeito às mulheres — muitas vezes de vinte a quarenta anos, nas profissões paramédicas — que têm ou pensam ter prisão de ventre e abusam de laxativos para irem à casa-de-banho. Por esta razão, imitam os intestinos, provocam dores abdominais violentas, e abundantes e inúteis perdas de minerais preciosos.

Criam assim um círculo vicioso onde alternam diarreia e prisão de ventre. Estas pacientes sofrem por vezes de perturbações psiquiátricas associadas que necessitam de uma consulta especializada.

Devemos desconfiar de algumas plantas ou tisanas taxativas irritantes tais como o sene, o aloés, o amieiro preto e o ruibarbo, infelizmente em venda livre. Alguns médicos utilizam estas plantas por ocasião de dietas para emagrecer nefastas, sobretudo se forem tomadas durante muito tempo.

Para esperar obter um resultado qualquer, é necessário persuadir estas pessoas do carácter nocivo da continuação intempestiva destes tratamentos, e da necessidade absoluta de os parar, mesmo à custa de um desconforto passageiro.
Enquanto não vai a uma consulta.

  • Hydrastis 6DH, se as fezes forem pequenas, duras, ligadas entre elas por muco. Num fase mais avançada, existe uma repercussão sobre o estado geral com perda de apetite e emagrecimento

Posologia: 20 gotas 2 vezes por dia deste medicamento permite uma readaptação e um reeducação progressiva do cólon.

  • Nux vomica 15CH é classicamente utilizado para permitir ao organismo eliminar as substâncias tóxicas ingeridas.

Posologia: tomar uma dose de Nux vomica 1 CH, 3 dias de seguida ao levantar, depois 2 grânulos ao levantar.

Tratamentos termais

Podem ser úteis a prisão de ventre entrar no enquadramento de uma colopatia funcional.

Originally posted 2014-03-28 11:27:13.

maxresdefault - Prisão de Ventre

Prisão de Ventre

Uma criança que não vai a casa-de-banho todos os dias não 6 uma criança com prisão de ventre. Respeitar as regras dietéticas é a melhor maneira para assegurar um funcionamento normal do intestino de toda a família.

Não passe a sua prisão de ventre para os seus filhos. Peça-lhes para irem à casa-de-banho a horas fixas e controle a frequência das suas fezes.

Diagnóstico

A prisão de ventre na criança define-se por uma diminuição da frequência das fezes, seja qual for o seu volume e a sua consistência. Retemos este diagnóstico quando:

  • o bebé que é amamentado ao peito tem menos de duas fezes por dia;
  • a criança mais crescida tem menos de três fezes por semana.

As fezes normais do bebé (uma a seis por dia são líquidas, grumosas, amarelo-dourado. “ovo
mexido”, contendo mais líquido do que matéria.

Desconfie, na criança mais crescida, de fezes de frequência normal mas pouco abundantes, duras e desidratadas.

Se a prisão de ventre persistir, embora tenha respeitado as regras higieno-dietéticas, aconselhamo-la a consultar um médico a fim de começar um tratamento homeopático de fundo.
Devemos sempre procurar um problema psicológico e/ou afetivo.

Regras higieno-dietética

No bebé com menos de cinco meses

Existe muitas vezes uma prisão de ventre com as preparações lácteas para bebés. Podemos ajudar a criança:

  • dando-lhe sumo de ameixa seca ou de laranja, legumes verdes;
  • utilizando uma farinha à base de cevada ou cevada-ameixas secas:
  • preparando um em cada dois biberões com agua Hepar, durante uma semana, ate mesmo um mês. mas não de uma maneira prolongada a fim de não modificar o equilíbrio iónico do bebé;
  • dando-lhe, togo que o bebé possa, pequenos pedaços de alimentos, em vez de alimentos em puré.

Na criança mais crescida

É necessário aumentar o volume das fezes da criança:

  • dando-lhe suficientemente de beber,
  • enriquecendo a sua alimentação em fibras
  • cereais (pão completo, arroz completo, farelo de arroz, farelo de trigo),
  • cereais com grão completo ao pequeno-almoço.
  • legumes secos, espinafres,
  • frutos (maçãs, laranjas)

Limitando os alimentos seguintes:

  • açúcar e bombons, arroz, cenouras, maçãs, marmelos, chocolate, pão branco, massas brancas.

Por outro lado, faça com que a criança vá à casa-de-banho a horas regulares. Isto com um duplo interesse:

  • habitua a criança a ir à casa-de-banho a horas fixas. Pode ajudá-la ao principio e durante um curto prazo com supositórios de glicerina ou com microclisteres.
  • controla a frequência das fezes.

Não adote uma atitude rígida que corre o risco de agravar a prisão de ventre.

Originally posted 2014-04-03 09:15:42.

Strychnos nux vomica 0021 - Nux vomica

Nux vomica

Origem

Strychnos nux vomica, a noz vomica, é a semente do fruto da árvore que dá a noz-vómica, árvore da Ásia do Sudeste, da família das loganiáceas, que cresce no estado selvagem na Índia, em Ceilão e no Indochina.

Composição

A tintura-mãe, preparada a partir da semente seca, contém os mesmos alcaloides tóxicos que Ignatia, a estricnina e a brucina, mas em proporções diferentes.

As preparações à base de estricnina eram utilizadas antigamente como estimulante, como tonicardíaco, nas gripes, na neurastenia, nas perturbações digestivas, na impotência, e em certas formas de paralisias.

Indicações

Perturbações do carácter

Dos sujeitos que respondem bem.

Espasmofilia

A seguir a esgotamentos impostos de propósito por algumas pessoas, que fazem delas sujeitos abatidos, moles, sem gosto para nada. Tornam-se rabugentos, irritáveis, violentos, consumidores abusivos de tabaco, álcool, medicamentos.

Não suportam mas nada, nem a luz, nem o barulho, nem os cheiros, nem o frio, e têm um sono muitas vezes perturbado.

Este medicamento, primeiro masculino, dizia cada vez mais respeito às mulheres devido aos constrangimentos da vida atual.

Insónia dos hiperativos

É o medicamento da pessoa esgotada que sofre de insónias. As perturbações do sono podem manifestar-se sob várias formas:

  • ou um adormecimento tardio devido a uma hiperatividade cerebral, seguido por um despertar por volta das 4 horas da manhã com impossibilidade de voltar a adormecer antes da madrugada no momento em que deve levantar-se;
  • ou uma pequena sesta num sofá depois do jantar, seguida por grandes dificuldades para voltar a adormecer quando está na cama;
  • ou um sono leve com despertares frequentes e sonhos agitados.

O levantar é difícil, o mau humor e a fadiga estão presentes. De facto, gostaria de ficar
deitado e, se puder, dorme uma pequena sesta para se restabelecer.

Inchaços

  • Caracterizados:
  1. pelo aspeto da língua: branca na parte posterior;
  2. por inchaços epigástricos que aparecem uma a duas horas a seguir às refeições;
  3. por sonolência, até mesmo necessidade de dormir uma pequena sesta reparadora;
  4. pela necessidade de desapertar o cinto das calças ou da saia, pouco suportável no período de digestão.
  • O paciente está sujeito às hemorroides.

Prisão de ventre ocasional

  • Quando há necessidade frequente e improdutiva de ir à casa de banho, ou expulsão de pequenas quantidades a cada esforço com a impressão de não ficar aliviado.

Se a prisão de ventre for recente e persistir, uma consulta médica é indispensável.

Excessos alimentares ou de álcool

  • Em prevenção
  • A seguir a excessos alimentares ou de álcool com náuseas, dores abdominais, inchaços, diarreias de pequenas fezes, e vómitos que o sujeito provoca para ficar mais aliviado.

Alcoolismo crónico: em complemento das terapêuticas clássicas.

Gripe

Reconhecida através:

  • de intensas dores no corpo que pioram durante a noite e predominam nos lombos. As dores são tais que o doente é obrigado a sentar-se na cama para se virar;
  • de arrepios logo que se destapa;
  • de constipação, típica pelo seu corrimento nasal claro e diurno que piora com o calor e melhora com o ar fresco; nariz seco e entupido durante a noite; espirros irrepressíveis ao levantar. Convém bem ao bebé se apresentar estes sintomas rinofaríngeos;
  • da sede importante no acme da febre.

Rinite alérgica

Dos sujeitos que respondem bem, com espirros em descarga, sobretudo ao levantar.

Nux vomica convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • O esgotamento.
  • Os excitantes (o tabaco, o álcool, o café).

As modalidades forem:

  • Uma agravação ao levantar, a seguir às refeições, com os excitantes (o tabaco, o álcool, o café), com o frio, as correntes de ar.
  • Melhoras com uma curta sesta.

Os sujeitos que respondem bem a Nux vomica

São as pessoas esgotadas, muito ativas e dinâmicas, que só resistem graças aos estimulantes (café, tabaco, álcool, especiarias, medicamentos) dos quais abusam, e graças à sesta que os restabelece. São intoxicados crónicos.

No limite, tornam-se autoritários, hipernervosos, muito irritáveis, a mais pequena contradição provoca-lhes uma fúria fora de proporção.

Posologia

Em prevenção dos excessos alimentares: uma dose de Nux vomica 15CH antes das refeições.

A seguir a excessos alimentares: Nux vomica 5CH, 2 grânulos todas as horas ou com mais frequência conforme a intensidade.

Originally posted 2014-04-11 09:46:40.