Artigos

homeopathbottles - Primeira Impressão Parte I

Primeira Impressão Parte I

A “imagem” que o paciente lhe envia constitui a primeira aproximação global do medico. Esta ultima, essencialmente visual, fornece elementos de orientação baseados na sua observação.
Assim, algumas obras concedem muita importância ao aspeto físico e descrevem muitas vezes, nesta etapa, caricaturas que, na nossa opinião, desvalorizam a pratica da homeopatia e transformam-na em terapêutica de salão.

“A aparência física de um Individuo terá um sentido?”

Algumas obras só consideram o aspeto físico e atribuem a todas as mulheres louras com
olhos azuis as características de Pulsatilla, e as de Sepia ou lodum a todas as morenas com olhos negros e com a pele mate.

Do mesmo modo, o trajo é valorizado: todas as mulheres Sepia vestem-se de preto ou de castanho, e as mulheres Platina só vestem roupa extravagante, multicolor, e joias que brilham por todo o lado.
Estas descrições feitas ao principio do século ainda persistem.

A propósito disso, haverá mais línguas que poderiam facilmente afirmar que Sepia conviria maioritariamente às mulheres de África do Norte, e Pulsatilla às mulheres de origem germânica ou escandinava. E o que dizer dos africanos e dos asiáticos! A derivação racial pode facilmente aparecer.

Estas descrições que agradam ao publico fazem em parte o êxito da homeopatia. No entanto estes retratos realmente encontrados na pratica devem ser postos no seu lugar, no ultimo, porque
a prescrição do medicamento homeopático só depende dos sinais homeopáticos.

Basear-se nestes quadros para a prescrição só conduz ao fracasso, faz pensar que a homeopatia e uma terapêutica fácil, e contribuiu para dar uma ideia errada. Estas descrições caricaturais fazem parte do folclore, do carnaval homeopático.

“A morfologia a o temperamento de um individuo terão um interesse para o médico homeopata?”

Embora não autorizem a prescrição homeopática, mais interessantes são aquelas a que verdadeiramente da observação do homem doente, e não da sua fachada.

Hahnemann nunca as descreveu; datam do final do século XIX, época reinante da fisiognomonia (ou estudo do carácter e do temperamento de um individuo segundo os traços e a conformação geral do seu rosto), da classificação, da quantificação e da medida.

As constituições foram desertas primeiro por Grauvogl, depois retomadas por Antoine Nebel, Lèon Vannier e Henri Bernard (escola de Bordéus), que descreveram constituições especiais, as quais corresponderiam portanto a morfologias e a temperamentos característicos, predisporiam para patologias, e orientaram para certos medicamentos.

Assim, foram representados carbónicos, fosfóricos, sulfúricos (por Henri Bernard), fluóricos:

  • os carbónicos seriam de temperamento linfático, brevilíneos, ou seja, pequenos e atarracados, e com predisposição para as doenças da nutrição, para a artrose e para arteriosclerose;
  • os fosfóricos seriam nervosos a fatigáveis, longilíneos, portanto altos mas curvados, e com tendência para o emagrecimento e para as doenças anergizantes;
  • entre os dois, os sulfúricos ou normolíneos seriam “normais” física e psiquicamente; e no extremo da “normalidade” estariam os fluóricos que apresentariam perturbações nervosas o físicas nos arretes do patológico.

Estas constituições são modelos de teorização de doentes e de doenças, que dependem simultaneamente da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. Portanto, não podem ser universais, visto que a pretensa normalidade do homem dependeria destes dois fatores.

Para alem disso, a constituiçao do adulto é quase invariavel no tempo. O tamanho, o temperamento, as predisposições mórbidas de um sujeito não podem – felizmente- ser modificadas, nem mesmo moduladas por um tratamento qualquer e, para alem disso, preexistiam às patogenesias, ou seja, ou seja, às experimentações medicamentosas homeopáticas. Mesmo as prováveis manipulações genéticas futuras – esperamo-lo – terão pouco impacto sobre uma situação realizada.

Por outro lado, estas constituições descrevem sujeitos de boa saúde – não doentes – apresentando predisposições mórbidas que conselhos de higiene de vida podem prevenir ou retardar. A utilização de uma terapêutica, neste caso. é de um interesse limitado em relação às regras de higiene.

Para além disso. estes retratos, ausentes da medicina moderna, também deveriam desaparecer da homeopatia.
Apenas o modo reacional do individuo tem um carácter universal: é a razão pela qual apenas os sinais homeopáticos são sinais de prescrição, e é também por isso que as classificações emergiram a fim de tentar facilitá-la.

Originally posted 2014-03-26 09:22:13.

mininacooking - Perturbações na Alimentação

Perturbações na Alimentação

Anorexia banal da criança pequena

Os pais consultam muitas vezes os médicos, porque acham que a criança come muito pouco à medida que cresce. Isto é raramente o caso porque, de tato, a criança entre dois e oito anos, devido a um abrandamento do crescimento, come menos.

O mais simples, par evitar tensões familiares, consiste, se a criança comer muito pouco as refeições, em não a forçar, mas restringir ao máximo a sua alimentação entre as refeições para abrir o apetite no momento destas últimas. Uma criança que tem uma curva de peso normal que segue o mesmo ritmo — uma criança franzina e que se mantém franzina — está de boa saúde.
Pode ficar descansado.

Crianças que comem demasiado

Esta atitude é o reflexo ou de um comportamento familiar global, no qual os dois pais são obesos e/ou a cultura do “comer demasiado” é um sinal de boa saúde, ou de uma atitude que aparece nas criança mais crescidas ou nos adolescentes que têm problemas afetivos ou relacionais.

Nos dois casos, impõe-se uma consulta médica. Primeiro para tentar explicar aos pais o interesse de modificar o seu comportamento alimentar para eles e para as crianças, depois para ajudar o adolescente nas dificuldades que encontra. Nestas situações, um tratamento homeopático de terreno pode ajudar estes sujeitos a passarem um cabo difícil.

Originally posted 2014-04-07 09:01:01.

entorse1 - Entorses

Entorses

A entorse é uma lesão de uma articulação resultando da distorção brutal dos ligamentos que a rodeiam. As entorses são mais ou menos graves, conforme houver lesão óssea ou não.

Diagnóstico

O diagnóstico é muitas vezes evidente: a entorse benigna aguda recente aparece a seguir a uma queda ou a um movimento falso e traduz-se logo por uma dor da articulação que foi atingida. A seguir, a articulação incha mais ou menos e é mais difícil de movimentar.

Tratamento homeopático

  • Nas entorses benignas agudas recentes, tome sistematicamente Arnica montana 5CH.

Acrescente:

  • Rhus toxicodendron 5CH e Rula graveolens 5CH se as dores acalmarem com o movimento e piorarem com o repouso.
  • Bryonia alba 5CH, no caso inverso, ou seja, se as dores piorarem com o movimento e melhorarem com o repouso.

Posologia 2 grânulos 5 vezes por ria durante 2 dias, depois 3 vezes por da durante 15 dias

Localmente, aconselho o leitor a aplicar:

  • Linimento de Rhus toxicodendron, se a dor melhorar com o movimento depois de uma agravação inicial.
  • Linimento de Bryonia alba, se a dor, ao contrário, piorar com o mais pequeno movimento e melhorar com o repouso.

Posologia (para todos estes medicamentos): 3 aplicações por dia enquanto tiver dores.

Atenção!

Se, no momento do acidente, sentiu um estalido, uma sensação de rasgão ou de deslocação da articulação, deve ir togo consultar um médico. Do mesmo modo se, ao fim de alguns dias, as dores se mantiverem vivas e se a mobilidade da articulação for limitada.

Outros tratamentos

A acupunctura e as manipulações da articulação (depois da radiografia), associadas a este tratamento, dão excelentes resultados.

Originally posted 2014-04-07 13:55:01.

lirio3 - Frieiras

Frieiras

Diagnostico

  • As freiras são lesões provadas pelo frio, caracterizadas por uma tumefação vermelha, violácea e dolorosa das zonas atacadas: os dedos das mãos, dos pés, as orelhas ou o nariz são os sítios que são mais atacados.
  • Na fase seguinte, por exemplo muito frio (gelo) e se não tivermos a possibilidade de nos aquecermos, a frieiras gela; um consulta médica urgente impões-se logo que possível.
  • Recentemente, Affca mostrou que as vitimas das frieiras são mulheres jovens, que não fumam, não estão expostas ao frio no local de trabalho, e cujas mães apresentam o mesmo problema.

Principais complicações

Os enregelamentos com as sua complicações: bolhas (flictenas), rachas e escaras.

Prevenção

  • Quando o tempo está frio ou muito frio, a cabeça deve ser agasalhada, as luvas ou as meias devem manter-se o mais secas possível, e os sapatos não devem ser demasiados apertados para não incomodarem a circulação.
  • Mexa as mãos e os pés logo que a sensação de entorpecimento aparecer.

Tratamento local

  • Aquecer as partes atacadas molhando as mãos ou os pés em agua quente com uma temperatura suportável (entre 38ºC e 43ºC).
  • Pomada de Calendula: aplicação em massagem leve, até encontrar as sensações normais na ponta dos dedos das mãos ou dos pés.

Tratamento homeopático

Sistematicamente

  • Agaricus 7CH, em todas as fases: no inicio, quando as partes atacadas têm formigueiro e começam a tornar-se vermelhas e violáceas. A seguir, quando as frieiras ou os enregelamentos são acompanhados por comichão e dores que picam e ardem. Tanto ataca os dedos das mãos e dos pés, como o nariz e as orelhas.

Posologia: 2 grânulos de cinco em cinco minutos togo que possível, depois 5 vezes por dia durante 2 dias no caso de urgência. Senão, 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante os períodos de frio.

Associado a

  • Petroleum7CH, se as frieiras começarem a ficar com gretas e aparecerem todos os Invernos.
  • Nitricum acidum 7CH, se a pele tiver gretas e deitar sangue.
  • Ranunculus bulbosus 7CH, se a dor predominar
  • Urtica urens 7CH, se a comichão ganhar
  • Secale comutum 7CH, se os formigueiros e as queimaduras melhorarem com o frio.

Posologia: 2 grânulos de cinco em cinco minutos logo que possível, depois 5 vezes por dia durante 2 dias no caso de urgência. Senão, 2 grânulos ao levantar e ao deitar durante os períodos de frio.

Originally posted 2014-03-26 16:41:45.

banner2 - Constituição

Constituição

Constituição: a constituição de um indivíduo é definida a partir da sua morfologia e do seu temperamento. Não pode ser modificada por um tratamento qualquer. Descreve sujeitos de boa saúde com predisposições mórbidas que podem ser prevenidas ou retardadas com conselhos de higiene de vida correta. Não permite encontrar o medicamento homeopático.

Originally posted 2014-04-17 09:19:03.