Artigos

febre - Tratamento dos Vómitos da Criança

Tratamento dos Vómitos da Criança

Regurgitações

Após o biberão, coloque o seu bebé na posição vertical encostado ao seu ombro e dê-lhe pancadinhas nas costas para favorecer o arroto. O seu bebé pode e deve dormir deitado de costas.
Escolherá entre:

  • Aethusa 5CH, se o jato de leite coalhado for acompanhado por fezes líquidas a seguir à mamada.
  • Sanicula 5CH, se o jato de leite coalhado acontecer logo a seguir à mamada.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos antes de cada mamada, depois espace
a dose logo que começam a aparecer melhoras.

Refluxo gastroesofagiano

É uma afeção extremamente frequente: de facto, a análise dos balanços de saúde das crianças seguida pela Caixa de Segurança Social de Paris mostra que cerca de 20% das crianças têm, no seu primeiro ano, um refluxo gastroesofagiano.

Tratamento postural indispensável

Quando o bebé está acordado, deve ser instalado meio-sentado a quarenta e cinco graus numa cadeira comprida com as costas rígidas ou numa cadeira normal, se for capaz de se manter sentado.

Para o fazer dormir, se o refluxo for severo, ou seja, se o bebé estiver mal disposto, o seu médico decidirá qual atitude adotar.

Se o refluxo for benigno, o bebé pode dormir de costas, como é recomendado, atualmente, para prevenir a eventualidade de morte súbita do bebé.

Algumas regras simples

  • Evite dar de beber ao bebé fora das refeições e ao deitar.
  • Suprima os sumos de frutos que são ácidos e provocam irritações do esófago quando sobem do estômago.
  • Não lhe vista roupas ou fraldas muito apertadas.
  • Também deve engrossar o leite com Gumilk ou Gelepectose, ou dar-lhe leites especiais (Enfamil) concebidos para este uso.

Tratamento homeopático

A dificuldade do tratamento homeopático nesta indicação vem do facto de a criança não poder exprimir os sintomas que sente. A observação dos sinais que podem orientá-lo é portanto fundamental.

  • Sulfuricum acidum 7CH, se a criança chorar durante as regurgitações; portanto, os vómitos são dolorosos e, por conseguinte, provavelmente ácidos.
  • Iris versicolor 7CH: também aqui, no bebé, os vómitos são ácidos, mas a possibilidade de diarreias muito dolorosas que o fazem sofrer permite por vezes fazer a distinção com Sulfuricum acidum.
  • Robinia pseudo-acacia 7CH, se o refluxo aparecer durante a noite e acordar a criança.
  • Magnesia carbónica 7CH, nos bebés intolerantes ao leite artificial, com regurgitações dolorosas que provocam choros.

A associar a um tratamento clássico, enquanto não for a uma consulta:

  • Cadmium sulfuricum 7CH, se os vómitos começarem logo a seguir ao biberão e se o bebé fizer pausas respiratórias durante o sono.
  • Lobelia inflata 7CH, se as regurgitações forem acompanhadas por mal-estar.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos antes de cada biberão.

Originally posted 2014-04-03 10:36:14.

medicamentos - Exemplos de Casos Parte I

Exemplos de Casos Parte I

Exemplo 1: se tiver febre

Primeiro caso

Suponhamos que encontrou todos os sinais de Belladonna que estão indicados na terceira parte deste guia no capítulo) sobre a febre. O medicamento corresponde então a todos os sintomas que sente tomará Belladonna em 15CH

Do mesmo modo se conhecer a causa exata dessa febre, uma insolação por exemplo, utiliza esta diluição
Nesse caso, uma dose de Belladonna 15 CH pode ser o suficiente.

Para lembrar:

  • um inicio brutal da doença;
  • uma subida súbita e rápida da febre a 39°/ 40°.
  • com uma sede intensa;
  • afrontamentos no rosto:
  • uma transpiração abundante;
  • um desalento importante acompanhado por agitação e exataçâo cerebral, e cefaleias.
  • fica muito incomodado com a luz.

Segundo caso
Se agora encontrar “apenas” os sinais principais, se ignorar a origem dessa febre, tomará Belladonna em 5CH.

Para lembrar:

  • um início brutal da doença;
  • uma febre alta;
  • uma sede intensa
  • uma transpiração abundante;
  • um desalento importante.

Terceiro caso
Agora, se constatar os sinais seguintes, não tome Belladonna, de nada serviria porque não há qualquer sintoma que lhe corresponda.

Para lembrar:

  • início brutal da doença;
  • uma ausência de sede, expecto quando tem arrepios;
  • uma alternância de transpiração e de suores;
  • um estado físico mais ou menos igual.

Nestas duas últimas situações, deve tomar os medicamentos com frequência: todas as horas, ao princípio, até a febre baixar; depois vá espaçando à medida que a temperatura vai baixando.

Por exemplo, tomará 3 grânulos todas as oras ou de duas em duas horas, conforme a intensidade, depois , logo que constatar que a temperatura diminui, deve começar a espaçar.

Não se esqueça:
Tome os medicamentos espaçados à medida que os sintomas se vão atenuando: é um grande principio que nunca deve ignorar senão reativa os sintomas ou perpetua a doença.

Originally posted 2014-03-26 11:28:09.

718085 25072577 - Cianose das mãos e/ou dos pés

Cianose das mãos e/ou dos pés

Algumas pessoas têm em permanência uma acrocianose, ou seja, uma cianose (coloração azul-arroxeada da pele) provocada por uma perturbação circulatória constante, simétrica indolor das mãos, dos pés, dos dedos das mãos e dos pés, acompanhada por suores nas extremidades.

A cor dos dedos varia do vermelho ao negro, passando pelo azul-arroxeado, conforme a intensidade da cianose. A acrocianose associam-se por vezes frieiras.

O fenómeno de Raynaud aparece durante o tempo frio ou por ocasião de estados emocionais intensos. Manifesta-se através de uma descoloração dos dedos que se tornam branco-lívidos entorpecidos, como mortos, depois cianosam-se, ficam com formigueiro e piadas. Este fenómeno pode sobreacrescentar-se a uma acrocianose.

Acrocianose e fenómeno de Raynaud aparecem sobretudo na mulher, começam na puberdade e pioram sempre com o frio.

Principais complicações

A maioria dos sintomas não tem uma causa reconhecida, expecto o fenómeno de Raynaud que tem várias origens e impõe uma consulta ao médico tanto mais que só é conhecido há pouco tempo, ou aparece num homem, ou não é simétrico, ou seja, só ataca um único lado.

Para alem disso, há certos medicamentos que podem provocá-lo.

Prevenção

Proteja as extremidades do seus membros contra o frio sobrepondo as camadas se possível: dois pares de luvas ou de meias de lã.

Tratamento

Quando as mãos e os pés estão frios e a cor da pele é normal

Encontramos sobretudo medicamentos de terreno:

  • Pulsatilla 9CH, nas mulheres que respondem bem que têm sempre frio nas mãos e nos pés
  • Silicea 9CH, nas mulheres magras, friorentas, muito sensíveis ao frio. Nunca chegam a aquecer as mãos e os pés (nem mesmo quando os encostam aos do companheiro durante a noite).

Posologia: 2 grânulos ao levantar.

Acrocianose

  • Agaricus 7CH: medicamento da acrocianose quando os dedos ficam vermelhos e arroxeados ou quando também ataca os dedos dos pés, o nariz ou a orelhas. Também é um medicamento de frieiras
  • Arnica montaria 7 CH: pela sua atividade sobre os vasos e os músculos e sobre todas as formas de traumatismos (até mesmo os traumatismos provocados pelo frio) comporta-se eficazmente nesta indicação.
  • Hamamelis 7 CH atua sobre as veias das extremidades.

Posologia 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Fenómeno de Raynaud

Só pode tomar este medicamento se o diagnóstico tiver sido feito pelo seu médico. Em todos os outros casos, deve consulta-lo.

Acrescente aos medicamentos precedentes:

  • Arsenicum álbum 15 CH, se as dores ardentes dos dedos melhorarem com o calor.
  • Secale cornutum 15CH, quando, ao contrario, as dores ardentes das extremidades melhorarem com o frio, e isto apesar da frieza objetiva destas ultimas.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar
Nestas indicações, o tratamento de terreno é indispensável.

Originally posted 2014-03-27 11:24:41.