Artigos

estetica corporal - Drenagem

Drenagem

Drenagem: define, em medicina, um procedimento que consiste em fazer correr os líquidos contidos numa ferida. Por extensão, em homeopatia ou antes, em fitoterapia, a drenagem inclui o conjunto dos meios a utilizar para eliminar as toxinas por ação direta sobre o fígado, o rim, ou a pele. Este procedimento é muito contestado por numerosos médicos homeopatas.

Originally posted 2014-04-17 09:27:35.

medicina - O Sinal Homeopático

O Sinal Homeopático

O médico homeopata tem a sorte de poder tratar muitas vezes com êxito, graças a um procedimento terapêutico especial, as doenças que entram ou não, através da noção de globalidade, num conjunto característico.

Tal como já vimos, o médico clássico só se preocupa com os sanais interessantes para o diagnostico em vista da terapêutica. Por seu lado, uma vez feito o diagnóstico, o médico homeopata procura os sinais clínicos habitualmente deixados de lado pela semiologia clássica, e valoriza-os, porque estes últimos são a base para encontrar o medicamento homeopático.

Vamos dar um exemplo normalmente, a suspeição de úlcera gástrica baseia-se na presença de cãibras de estômago que aparecem após as refeições e que duram de trinta minutos a duas horas. As dores evoluem através de crises de uma a três semanas.

Os outros sinais apresentados pelo doente – irradiações da dor, condições de desencadeamento ou de melhoras desta última – confirmam o diagnóstico, que será afirmado pela fibroscopia.

No entanto, não têm qualquer interesse terapêutico para o médico clássico, a não ser por vezes a prescrição de ansiolíticos ou de outros medicamentos a fim de tomar em consideração a personalidade do paciente.

O médico homeopata seguirá o mesmo procedimento mas não deve negligenciar estas informações, porque são indispensáveis à sua prescrição. Procurará indicações:

Sobre a própria úlcera:

  • as modalidades (as condições) de melhoras ou de agravação da dor através de uma posição, de alimentos, quente ou frio (aplicado ou engolido);
  •  os sinais de acompanhamento náuseas, vómitos, diarreias. os sinais fibroscópicos.

E sobre o doente: procurará os sinais gerais que permitem determinar o seu reacional geral, o seu terreno.

Originally posted 2014-03-25 15:20:04.

Samuel Hahnemann 3 - O Procedimento de Hanhemann

O Procedimento de Hanhemann

Estudos e reflexões

A seguir aos estudos de medicina efectuados em Leipzig. Hahnemann apresenta a sua tese de medicina em 1779 e instala-se em Hettstedt como medico, paralelamente às suas actividades de tradutor.

 

Poliglota, conhece o grego, o latim, o hebreu, o inglês, o francês, o húngaro, o romano, o russo: traduz numerosas obras médicas, científicas e literárias. Em 1777, com vinte a um anos, Hahnemann traduz uma obra de Nugent, Ensaio sobre hidrofobia descrevendo um método terapêutico contra-irritante que consiste em provocar espasmos violentos mas benignos com substâncias, a fim de curar os espasmos do doente.

 

Na sua tese de medicina intitulada Exame das causas e do tratamento das afecções espasmódicas ia começa a aparecer uma reflexão que conduzira Hahnemann, dezassete anos mais tarde, à terapêutica homeopática. Começa por mencionar o conceito de irritabilidade e de sensibilidade defendido por Haller.

 

Este último, vitalista, aluno de Boerhaave, coloca o problema da transmissão nervosa: distingue os nervos “irritáveis”, que se contraem sob a influência de um estímulo exterior, a os nervos sensíveis, não contrácteis, que transmitem as impressões da alma, as forças vitais.

Na sua tese, cita Whytt que sustém que a energia da arma e os nervos comandam todos os movimentos, voluntários e involuntários. Hahnemann ordena as afecções espasmódicas segundo a classificação de referência das doenças de Boissier de Sauvages que tenta ligar os sintomas a uma doença específica. Hahnemann propõe para além disso uma classificação nosológica de referência das doenças. Menciona Storck que experimenta substâncias tóxicas com um objectivo terapêutico.

 

Um médico diferente dos outros.

A seguir, Hahnemann assinala-se rapidamente no mundo médico pelo seu espírito contestatário, porque denuncia, no Método para tratar cuidadosamente as fendas antigas e as úlceras pútridas, a falta de rigor no procedimento de diagnóstico, a incoerência e o perigo dos tratamentos que são propostos.

Contrariamente à prática da sua época em que os tratamentos eram muito numerosos, apenas elogia a utilização de alguns medicamentos. Propõe este procedimento para tentar tomar a terapêutica mais coerente a evitar interacções medicamentosas desconhecidas.

Evidencia, sob a influência provável de Franck – fundador da higiene moderna -, a higiene de vida, o modo alimentar, o exercício físico e o ar puro. Também propõe a utilização de banhos frios com o objectivo terapêutico.

Este método é vivamente contestado pela corporação médica, porque Hahnemann recusa os tratamentos tóxicos da sua época. Avança ideias revolucionárias que são naquela altura a higiene, a hidroterapia da vis medicatrix naturae, a acção médica da natureza. Hahnemann já é um adepta da medicina experimental; ele; “A medicina não deve afastar-se de um passo da esfera das experiencias e das observações puras, se quiser evitar cair no nada e no charlatanismo.”

Originally posted 2014-03-20 16:53:38.

mesoterapia 1 - Primeira Impressão Parte II

Primeira Impressão Parte II

Para lembrar

  • Em homeopatia, a aparência física tem uma importância secundária As constituições datam do século XIX: corresponderiam a morfologias e a temperamentos característicos, que predisporiam para doenças. De facto, variam em função da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. A constituição é fixa no tempo, descreve homens de boa saúde: os tratamentos (expecto nas áreas de prevenção especificas) têm pouco interesse nestes casos. A terapêutica homeopática não se serve destas constituições para encontrar os medicamentos apropriados.
  • A homeopatia baseia-se no modo reacional geral do individuo para descobrir os medicamentos apropriados.
  • O tipo sensível é uma pessoa que reage melhor (experimental ou clinicamente) a certos medicamentos do que a maioria dos outros sujeitos.

“O que é o tipo sensível?”

A noção de tipo sensível é diferente, visto que o procedimento é inverso. A experimentação de uma substância desencadeia os sinais habituais do medicamento homeopático, expecto nos sujeitos ditos sensíveis, que desenvolvem para um mesmo produto mais sinais homeopáticos do que os outros.

O tipo sensível permite portanto pôr em evidência, por um lado, as reações características do sujeito ao medicamento e, por outro, a maioria dos sinais deste medicamento.

Não toma em consideração a constituição do sujeito, porque deve poder ser distinguido seja qual for a raça, a etnia. Considera antes de mais o modo reacional do individuo, sem se demorar sobre as suas eventuais particularidades morfológicas e caracterológicas.

O tipo sensível deve ser reconhecido pela maneira especial de reagir do indivíduo, ou experimentalmente ao medicamento homeopático, ou clinicamente à doença.

Originally posted 2014-03-26 09:29:06.