Artigos

enurese 1024x768 - Perturbações esfincterianas

Perturbações esfincterianas

A criança torna-se asseada normalmente a partir dos três ou quatro anos para a micção, e dos dois ou três anos para a defecção. Para evitar estas perturbações extremamente frequentes, o método mais corrente consiste em recorrer a horários regulares, mostrando o bacio à criança.

Explicando-lhe como deve fazer, recompensando-a moderadamente, resolverá facilmente estes problemas. Evite as reprimendas no caso de fracasso, porque corre o risco de obter o efeito inverso e criar uma tensão entre a criança e você. Se este método fracassar, o melhor é retardar a aprendizagem de algumas semanas.

Encopresia

É a perda consciente das matérias fecais nas cuecas numa criança (com mais de quatro anos) de boa saúde, sem doença digestiva nem neurológica ou anomalia orgânica.

Rara — 1% das crianças com mais de quatro anos -, mas preocupante, necessita de uma consulta médica. Na maioria das vezes está ligada a uma prisão de ventre e a uma aprendizagem do asseio demasiado precoce e demasiado rígida.

Enuresia da criança

A enuresia é a emissão involuntária de urina durante o dia, mas na maioria das vezes durante a noite. Produz-se depois da idade de dois ou três anos, idade a partir da qual o controlo da micção (ação de urinar) deveria ser adquirido.
Para além de raras causas orgânicas — 1 a 2% dos casos, na maioria das vezes uma infeção urinária —, raramente é encontrada uma origem à enuresia.

Os meninos são mais atacados do que as meninas, e apresentam por vezes perturbações do sono associadas a um género de sonambulismo ou terrores noturnos. A enuresia está ainda presente em 30% das crianças de quatro anos, 10% das crianças de seis anos, 3% aos doze anos e 1% aos dezoito anos.

Se for secundária, ou seja, se a criança, depois de já ser asseada recomeçar a fazer chichi na cama regularmente, aconselho o leitor a consultar o seu médico homeopata — para que receite um tratamento de fundo coerente -, porque há muitas vezes uma causa psicológica subjacente ou um fator de stress na origem do problema.

O tratamento homeopático é muitas vezes dececionante sobretudo na ausência de tratamento de terreno específico.

Pequenos meios

  • Faça a criança desempenhar um papel ativo estimulando-a, fazendo-lhe desenhar num caderninho uma nuvem quando faz chichi na cama e um sol quando é asseada.
  • Não a castigue e não lhe ralhe sempre que fez chichi na cama.
  • Limite ao máximo as bebidas nas duas ou três horas que precedem o deitar, e faça-a urinar antes de ir para a cama.
  • Os “chichis-stops” — sistemas de alarme que acordam a criança logo às primeiras gotas de urina — parecem ter uma certa eficácia criando uma inibição parcial da micção durante o sono.

Originally posted 2014-04-07 09:54:08.

Delphinium staphisagria 002 - Staphysagria

Staphysagria

Origem

Delphinium staphysagria, a erva-piolheira, é uma planta da família das ranunculáceas que cresce no sul da Europa e na bacia do Mediterrâneo.

Composição

A tintura-mãe preparada a partir das sementes secas, contém alcaloides tóxicos que explicam a sua atividade cutânea e vesical (sobre a bexiga).

Indicações

Espasmofilia

  • Desencadeada:
  1. por contrariedades não exprimidas, contidas, recalcadas;
  2. por vexames, fúrias interiorizadas;
  3. nos sujeitos dominados, recalcados, que não podem exprimir-se (cônjuge ou superior muito autoritário);
  4. por uma indignação, uma humilhação, a injustiça.
  5. pelo excesso sexual ou a abstinência
  • Que aparece nos sujeitos que respondem bem na maioria das vezes, cujas fúrias interiorizadas, «contidas», passam muitas vezes despercebidas para os que estão à sua volta e provocam:
  1. tremores, esgotamento, insónia;
  2. perturbações somáticas, tal como cólicas com ou sem diarreia, palpitações, uma tosse nervosa, lombalgias e dorsalgias.

Perturbações do carácter

Da criança que responde bem.

Cistite

Com micções indolores e ardores nos intervalos destas últimas.

Staphysagria é indicada nas:

  • cistalgias com urinas claras, ou seja, ardores urinários sem infeção;
  • «cistites dos jovens casais» que aparecem a seguir às primeiras relações sexuais, ou nas cistites desencadeadas regularmente por uma relação sexual;
  • nas dores ao urinar que aparecem após a passagem de uma sonda na bexiga.

Na ausência de melhoras rápidas, o seu médico pedir-lhe-á para fazer um exame citobacteriológico das urinas.

Indicações cutâneas

  • A comichão que muda de lugar quando coçamos nas doenças de pele.
  • As feridas vivas, nítidas, feitas por um objeto cortante ou por incisões cirúrgicas.
  • Nos sujeitos que respondem bem os terçolhos, os calázios, as verrugas.

Vertigens

  • Que melhoram quando andamos à roda.
  • No enjoo dos transportes, principalmente de barco.

Staphysagria convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • A fúria interiorizada, a frustração.
  • A indignação, a humilhação, o vexame.
  • Os cortes nítidos, cirúrgicos ou feitos por uma faca.

As modalidades forem:

Uma agravação com o vexame, a contrariedade, a indignação, a fúria interiorizada, com o mais pequeno toque, com as carícias

Os sujeitos que respondem bem a Staphysagria

São os sujeitos – obcecados sexualmente, mas recalcados e secretos – extremamente suscetíveis, que não suportam nem a injustiça nem as contrariedades as quais recalcam.

As crianças são irritáveis, caprichosas, atiram fora os objetos que acabaram de reclamar com lágrimas e gritos Este estado piora quando os dentes estão a romper.

Posologia

A seguir a uma fúria recalcada ou a um vexame, tomar imediatamente e nos dias seguintes nos sujeitos que respondem bem:

  • no primeiro dia: uma dose de Staphysagria 9CH;
  • no segundo dia: uma dose de Staphysagria 15CH;
  • no terceiro dia: uma dose de Staphysagria 30CH.

Originally posted 2014-04-14 10:55:15.