Artigos

13949perola - Hepar sulfur

Hepar sulfur

Origem

Hepar sulfur é um medicamento concebido por Hahnemann, contendo em partes iguais calcário de ostras (Calcarea carbónica) e flor de enxofre purificado (Sulfur).

Resulta daí um pó cinzento amarelado, quase insolúvel na água e no álcool, que se decompõe facilmente ao ar. A substância é preparada com lactose até á 2CH, depois com tintura-mãe a partir da 3CH.

Composição

A tintura-mãe contem principalmente enxofre sublimado lavado, carbonato de cálcio, sílica, matérias orgânicas e metais pesados.

Indicações

O pus está mal ligado, as zonas inflamadas têm edemas, são muito dolorosas, com a de uma lasca enfiada.

Supurações agudas

Da pele

Abcessos, furúnculos, eczema purulento, acne purulenta.

Da esfera ORL

  • Rinofaringites com corrimento de pus pelo nariz e na garganta.
  • Traqueítes, bronquites desencadeadas pela mais pequena corrente de ar ou too, o sujeito se destapa. A tossem primeiro seca, toma-se rapidamente grossa.
  • Anginas com supuração das amígdalas.
  • Laringite aguda típica na criança, que aparece quando esta última apanhou frio.
  • Otites, sinusites.

As conjuntivites

Com corrimento de pus e pálpebras inchadas

Supurações crónicas

Da esfera ORL

  • Rinofaringites a repetição.
  • Sinusites crónicas
  • Otites crónicas com tímpanos abertos

De qualquer origem

Perturbações do carácter da criança

Que aparecem nas crianças que respondem bem.

Laringite

Que aparece depois de lermos apanhado frio. com modificação da voz e tosse seca, rouca, dolorosa.

Diarreia da criança

Quando as fezes brancas ou esverdeadas, com um cheiro ácido ou azedo, pioram com as bebidas frias.

Contra-indicações:

Hepar sulfur é contraindicado nos processos supurativos das cavidades fechadas: cavidade sinuosa, dentes, ouvidos.

Hepar sulfur convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • As correntes de ar.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o mais pequeno contacto, com o frio, local ou geral (o Inverno), com as correntes de ar.
  • Melhoras com o tempo húmido e ameno.

Os sujeitos que respondem bem a Hepar sulfur

Os sujeitos linfáticos, friorentos, hipersensíveis à dor. A sua indolência e a sua moleza fatal fazem contraste com a sua precipitação habitual. O adulto é descrito como um emocional instável, insatisfeito crónico e amuado. A sua extrema irritabilidade é geradora de fúrias súbitas e violentas.

A criança e indolente, hipersensível e irritável, mas precipitada na ação: tem tendência para fazer tudo rapidamente e para responder através de impulsos e tunas violentas e matas. Por vezes é má, procurando lesar e fazer mal.

Crianças ou adultos estão sujeitos as rinofaringites a repetição. Nestas pessoas, a mais pequena fenda supura durante muito tempo e cicatriza lentamente. Têm numerosos gangliões. São atraídas pelo vinagre, os alimentos ácidos ou muito picantes, não gostam de alimentos gordurosos.

Posologia

Atenção: Nas supurações, a utilização de Hepar sulfur requer grandes precauções:

  • Para fazer amadurecer e supurar um abcesso: Hepar sulfur 5 CH, 2 grânulos 5 vezes por dia, depois abrandar as doses quando a supuração começa a atenuar-se.
  • Para parar um abcesso logo ao princípio: Hepar sulfur 30CH, uma dose.

Nas laringites: Hepar sulfur 30CH, uma dose ao deitar

Originally posted 2014-04-10 08:44:49.

untitled - Golpes de sol

Golpes de sol

Seja razoável, exponha-se progressivamente. Está de férias, toma finalmente o seu tempo! E sobretudo pense em proteger as crianças. Desconfie também da reverberação.

Diagnóstico

A exposição brutal e prolongada da pele ao sol provoca, conforme os indivíduos e conforme a duração da irradiação, ou uma ligeira vermelhidão, ou verdadeiras vesículas — bolhas, de tamanho variável, cheias de um líquido transparente — que descolam a pele.

Se aparecerem perturbações da consciência, dores de cabeça, vómitos ou febre, sofreu provavelmente um golpe de calor. Consulte imediatamente o médico.

A propósito disso, na criança, o golpe de calor associa dor de cabeça, náuseas ou vómitos e dores abdominais. Se estes sintomas aparecerem, ponha a criança à sombra, dispa-a, deite-a de lado, molhe-a com água fresca, refresque-a de qualquer maneira possível, e faça-lhe vento com a ajuda de um pedaço de cartão. Peça a alguém para ir pedir ajuda. Nunca deixe uma criança num carro exposto em pleno sol.

Prevenção

Tome certas precauções elementares:

  • Ponha-se à sombra durante alguns dias e sobretudo evite o sol entre 10 e 14 horas “hora solar” (das 12 às 16 horas no relógio). Se for obrigado a sair durante estas horas, vista roupas que o tapem de algodão espesso, um chapéu e óculos de sol. A t-shirt sozinha apenas protege um quarto da superfície corporal; o chapéu-de-sol não preserva da irradiação refletida pela areia, que ainda é mais importante, contrariamente ao que se diz, do que a irradiação refletida pela água. Estas precauções devem ser tomadas imperativamente com a criança e ainda mais porque é pequena.
  • Beba muita água, até antes de ter sede.
  • Não faça esforços excessivos.

Originally posted 2014-04-07 14:55:01.

1280px Ranunculus bulbosus 003 - Ranunculus bulbosus

Ranunculus bulbosus

Origem

Ranunculus bolbosus, o ranúnculo bulboso, é uma erva vivaz com flores amarelo-brilhante, da família das ranunculáceas, muito vulgar nas pradarias secas da Europa.

Composição

A tintura-mãe, preparada a partir da planta inteira florida no estado fresco, contém saponina, assim como proto anemonina e anemonina (metabolites da ranunculosidade) com atividades principalmente antiespasmódicas e antibacterianas.

Indicações

Doenças de pele

  • Zona intercostal e oftálmica, assim como as sequelas dolorosas, ardentes desta última.
  • Herpes.
  • Varicela.

Ranunculus bulbosus apresenta vesículas (bolhas) idênticas às da varicela, mas cheias de um líquido azulado. Encontramos este tipo de vesiculas tanto na zona como no herpes ou na varicela.

  • Calos dolorosos.
  • Frieiras nos dedos muito dolorosas.

Nevralgias intercostais

Que pioram com o movimento, o toque leve, as mudanças de tempo, a humidade.

Ranunculus bulbosus convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com as mudanças de tempo, a humidade, o toque leve, o movimento.

Originally posted 2014-04-11 14:09:15.

shutterstock 52361635 - Pequenas queimaduras

Pequenas queimaduras

Este parágrafo refere-se às queimaduras superficiais, locais e pouco espalhadas, que no melhor dos casos provocam uma vermelhidão difusa na pele e no pior bolhas (flitenas) muito dolorosas

Aviso

Vá a uma consulta se as queimaduras

  • Atingirem o rosto ou a bacia, seja qual for a sua importância;
  • Estiverem espalhadas até às mãos e aos pés;
  • Atingirem um braço inteiro ou uma perna por exemplo;
  • Atingirem as crianças com menos de dez anos ou as pessoas com mais de sessenta anos;
  • Tiverem pus ao fim de quarenta e oito horas.

Não aplique

  • Manteiga ou outros produtos gordurosos;
  • Eosina, porque esconde o especto da queimadura;
  • Biogás na criança pequena (até aos seis ou oito anos), porque contém cânfora que pode provocar convulsões;
  • Pomadas com corticoides que atrasam a cicatrização;
  • Pomadas com antibióticos na origem de efeitos secundários e que, para além disso correm o risco de selecionar um germe.
  • Verifique se a vacina antitetânica está em dia.

Tratamento

Localmente

Atue:

  • Retire as roupas se forem de tecido natural. Deixe em contacto com a pele as roupas de fibras sintéticas, porque ao tirá-las correria o risco de agravar as lesões.
  • Passe imediatamente a parte queimada sob água fria (a 10 cm da pele) entre 8 e 25°C (água da torneira entre 8 e 15°C), durante pelo menos dez minutos (é muito tempo!), ou seja, até sentir uma paragem da dor e uma sensação de bem-estar. Há estudos que mostraram que pôr água a correr por cima diminuía a profundidade da lesão, o edema, a dor e até mesmo a mortalidade em queimaduras graves.
  • Aplique na queimadura três vezes por dia uma pomada de Calendula por digestão.

Tratamentos homeopáticos

Tome:

  • Arnica montana 5CH, e para prevenir a infeção, Pyrogenium 5CH
  • Associe, conforme o aspeto da queimadura, um dos medicamentos seguintes
  • Belladonna 5CH, nas queimaduras superficiais pouco espalhadas que se manifestam através de uma intensa vermelhidão da pele e uma dor que melhora com a água fria.
  • Apis mellifica 5CH: a pele apresenta um ligeiro edema cor-de-rosa avermelhado acompanhado por dores como se fossem picadas e ardores, que melhoram com as aplicações de água fria.
  • Cantharis vesicatória 5CH, se, ao contrário, a queimadura for acompanhada por vesículas largas (bolhas).

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos dos medicamentos indicados de 10 em 10 minutos logo a seguir à queimadura.
Depois espace as doses à medida que a dor diminui. Continue ao ritmo de 5 vezes por dia durante alguns dias.
Verifique se a vacina antitetânica está em dia.

Originally posted 2014-04-07 15:24:04.

Conheca a terapia floral2 - Varizes

Varizes

As varizes são a segunda fase da insuficiência venosa superficial. Podem aparece concomitantemente ao fenómeno das pernas pesadas ou suceder-lhe. O custo global da doença venosa é avaliada em dois biliões de francos.

Diagnostico

As varizes resultam da associação de uma dilatação e de uma elongação de uma veia cujo trajeto se tomou tortuoso. O diagnóstico é evidente visto que as varizes são visíveis nos membros menores.

Principais complicações

Na fase seguinte aparecem as varizes, e perturbações cutâneas tais como comichões, eczema, modificações da cor da pele em relação aos trajetos venosos, úlceras

Prevenção

Reveja o paragrafo sobre as pernas pesadas

Tratamento

Varizes

  • Aesculus hippocastanum 6DH também convém a esta fase da doença. O doente tem uma sensação de batidas e de peso nas pernas, pioram ao levantar, de pé e com o calor, e melhoram com a atividade física e duches frios nas pernas

Posologia: 30 a 50 gotas de manhã e à noite

  • Calcarea fluorica 9CH, se as varizes, reagrupadas num monte volumoso, forem dolorosas, dilatadas e tortuosas. As dores pioram com o principio do movimento, a mudança de tempo e a humidade, e melhoram com a continuação do movimento. Nesta fase, podem aparecer as primeiras perturbações cutâneas
  • Fluoricum acidum 9CH tem as mesmas indicações que o medicamento precedente, mas as comichões fazem-se sentir, e por vezes as perturbações cutâneas já estão presentes Em contrapartida, as dores pioram com o calor e melhoram com o tempo frio, os duches e as aplicações frias.
  • Hamamelis 5CH, quando as varizes e varicosidades estão dilatadas, dolorosas, sensíveis ao tocar, pioram com o ar quente e húmido ou com traumatismos mínimos que ocasionam equimoses, ou então melhoram com o repouso.
  • Vipera redi 7 CH, se as varizes melhorarem com as pernas alteadas, e piorarem com a posição de pé prolongada ou pernas penduradas.

Posologia; (para todos estes medicamentos); 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

No caso de perturbações cutâneas associadas

Consulte o seu médico.

Tratamento de terreno

  • Graphites: nos sujeitos que respondem bem.
  • Lachesis mutus: nas mulheres durante a menopausa.
  • Lycopodium clavatum: nos sujeitos que respondem bem e que sofrem de perturbações digestivas.
  • Pulsatilla: nas jovens que respondem bem.
  • Sepia: nas mulheres que respondem bem cujas dores nas pernas melhoram com a dança ou a ginástica.
  • Sulfur é um medicamento de varizes complicadas com comichões e ardores intensos que pioram com o calor e a posição de pé, e por vezes com perturbações cutâneas. É indicado na mulher durante a menopausa, no alcoólico, e nos sujeitos que respondem bem.
  • Thuya occidentalis: nas mulheres com uma tendência marcada para a celulite.

Outros tratamentos

Meias para varizes

São sempre indicadas nesta fase.

Originally posted 2014-03-27 11:57:50.