Artigos

DioscoreaVillosa3 - Dioscorea villosa

Dioscorea villosa

Origem

O inhame selvagem, uma planta vivaz da família das dioscoreáceas, cresce nas pradarias húmidas dos Estados Unidos.

Composição

As parles subterrâneas da planta – ricas em dioscorina e saponina – são utilizadas em homeopatia para preparar a tintura-mãe.

Dioscorea villosa é o único medicamento que apresenta as modalidades que vêm a seguir.

Indicações

Colite espasmódica

Com dores violentas, espasmódicas, cambróides:

  • que pioram quando estamos dobrados ao meio;
  • que melhoram quando nos pomos em extensão, direitos como um I. ou inclinados para trás;
  • que são acompanhadas por aerofagia ou gases.

Menstruação dolorosa e dores de parto

Que têm as mesmas modalidades.

Nevralgia cervico-braquial

Com dores violentas, paroxísticas:

  • que pioram quando o ombro está colado ao corpo;
  • que melhoram com a extensão do membro, ou seja, quando o braço está esticado.

Ciática

  • que melhora quando estamos deitados, com a perna esticada, ou quando nos esticamos (membro em hiperextensão) ou de pé;
  • que pioram com a flexão do membro, portanto quando caminhamos ou estamos sentados.

Dioscorea villosa convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com a flexão da região dolorosa.
  • Melhoras com a extensão da região dolorosa.

Posologia

Dioscorea villosa é um medicamento de estados agudos, portanto é necessário, no caso de crises, tomar Dioscorea villosa 5CH, 2 grânulos de 10 em 10 minutos no acme da dor, depois espaçar logo que haja melhoras.

Originally posted 2014-04-09 14:17:54.

cochenille - Coccus cacti

Coccus cacti

Origem

A cochonilha é uma inseto da rodem dos homópteros (cigarras, psilas, pulgões) da família dos cicadídeos, originaria do México. Tem uma vida sedentária, vive sempre em vegetais e deixa de se alimentar muito jovem para se reproduzir consideravelmente.

Para além disso, através de um aparelho bucal muito bem adaptado, estes parasitas chupam a seiva dos vegetais e esgotam-nos, tornando-se assim um terrível inimigo das culturas.
De facto, a sua presença tornou necessária a introdução em França da joaninha australiana – o seu predador mais temível- a fim de limitar a sua extensão.

Composição

A tintura-mãe, preparada a partir do inseto fêmea, contém principalmente o ácido carmínico (um colorante vermelho vivo) e ácidos gordos.

Indicações

Rinofaringites

Aparecem sobretudo no tempo frio. O corrimento na garganta de mucosidades espessas, amareladas, difíceis de expulsar é característico destas rinofaringites.

Os ataques de tosse seca, espasmódica, sufocante são acompanhados por vermelhidão no rosto. Melhoram bebendo frio, e pioram bebendo quente, com o calor da cama, e ao acordar.

Tosses reflexas

Aparecem:

  • quando escovamos os dentes;
  • quando passamos um baixa-línguas;
  • quando usamos um aparelho dentário ou quando fazemos tratamentos dentários.

Coqueluche

  • No caso de coqueluche, com a sua tosse característica supracitada.
  • Nas tosses de coqueluche que aparecem a seguir às vacinas contra a coqueluche.

Menstruação dolorosa

Nas mulheres que têm a menstruação em avanço, longa, abundante de sangue negro, espesso, com coágulos grossos. As dores tipo espasmos assemelham-se às do parto.

Cólica nefrética

Na ausência de melhoras rápidas, 6 necessário recorrer a um tratamento clássico.

Coccus cacti convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o calor, quando escovamos os dentes.
  • Melhoras quando bebemos frio.

Originally posted 2014-04-09 13:24:19.

Colocynthis - Colocynthis

Colocynthis

Origem

A coloquíntide ou pepino amargo, Citrillus Colocynthis, originária do Oriente, é uma planta herbácea trepadeira ou rasteira, com flores e com frutos grandes amarelos com a casca dura.

Cultivada nas regiões mediterrânicas mais quentes, e encontrada no estado selvagem no Sara, era dada a beber, pelos autóctones, misturada com alho para tratar os indivíduos mordidos pelas víboras. É uma planta da família das cucurbitáceas, extremamente tóxica, muito purgativa, literalmente em grego: “Remexer o ventre”.

Composição

A tintura-mãe homeopática é preparada a partir da polpa seca – branca e esponjosa quando tasca – do fruto desembaraçado das suas sementes e do epicarpo. Contém alcalóides e cucurbitacinas responsáveis pelos seus efeitos digestivos.

Indicações

Colite espasmódica

Desencadeada por uma fúria, pela contrariedade, ou pela alimentação (frutos)
As dores abdominais, muito violentas, assemelham-se a cãibras:

  • melhoram dobrado ao meio (flexão do abdómen);
  • acompanhadas por diarreia muito dolorosa (frutos).

Menstruação dolorosa

Com dores na parte inferior do ventre, muito vivas, como cãibras Melhoram com a posição de feto, com a pressão, com o calor local.

Cólica hepática, cólica nefrética (esquerdas)

Melhoram quando estamos dobrados ao meio e com a pressão nas regiões dolorosas

Ciática

Predomina no lado esquerdo e melhora se mantivermos a coxa fletida sobre a bacia, perna dobrada, com o calor; e piora com o repouso e o frio.

Nevralgia do trigémeo

Também mais frequente do lado esquerdo, é desencadeada pela fúria. As dores são tão violentas que o doente até grita.

Colocynthis convém se

Os fatores desencadeantes forem:

A fúria, a contrariedade

As modalidades forem:

  • Uma agravação com a fúria, a contrariedade, o repouso.
  • Melhoras com a pressão forte, a flexão da região dolorosa, com o calor.

Posologia

Para todas as dores, dado a violência das suas manifestações: Colocynthis 5CH, 2 grânulos a repetir com muita frequência (de 10 ou de 15 em 15 minutos), depois espaçar as doses logo que a dor diminui.

Para as nevralgias (ciática, nevralgia do trigémeo), preferir Colocynthis 9CH, 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 10 dias.

Originally posted 2014-04-09 13:47:45.

Endometriose 2 - Tratamento dos sintomas pré-menstruais

Tratamento dos sintomas pré-menstruais

Manifestações físicas

Quando os seios estão doridos

  • Actea racemosa 7CH, quando as dores no peito predominam no lado esquerdo numa mulher que tem uma ovulação e menstruação dolorosas.
  • Bryonia alba 7CH é indicado nas mulheres com seios pesados cujas dores pioram com o mais pequeno choque, e melhoram quando carregam com força no peito, ou com a pressão firme do soutien, ou então quando dormem de barriga para baixo.
  • Comum maculatum 7CH é um medicamento de dores e de nódulos mamários densos, que aparecem no período pré-menstrual, nas mulheres com a menstruação no geral pouco abundante e em atraso.
  • Lac caninum 7CH está próximo de Bryonia alba, porque as dores nos seios melhoram com a pressão forte e pioram com abanões ou com o tocar. Distingue-se pelo carácter alternante das dores que mudam regularmente de lado, ou seja, o seio direito dói numa dada altura, depois o esquerdo, e assim de seguida.
  • Phytolacca 7CH, nas mulheres com seios esticados e inchados antes da menstruação que chega em avanço, abundante e dolorosa.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Em caso de inchaço abdominal importantes

  • Lycopodium clavatum 7CH, nas mulheres que respondem bem e cujo inchaço na parte inferior do ventre piora antes da menstruação. No geral, esta última é abundante, longa, chega em atraso e com coágulos.
  • Nux vomica 7CH, quando as perturbações digestivas, inchaço do estômago e sonolência após as refeições, pioram antes da menstruação. O estado nervoso, principalmente a irritabilidade, é também acentuado. Este medicamento convém às mulheres que respondem bem, cuja menstruação é banal, ou seja, sem características especiais.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Quando as pernas estão pesadas

  • Aesculus hippocastanum 6DH, quando as sensações de batidas e de peso nas pernas dominam. São aliviadas através da atividade física e de duches frios nas pernas pioram ao levantar, de pé e com o calor.

Posologia: 30 a 50 gotas ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Não continue com estes dois medicamentos durante a menstruação, senão seria ainda abundante.

Originally posted 2014-03-31 15:16:52.

Fotolia 14888626 XL - Chamomilla vulgaris

Chamomilla vulgaris

Origem

A camomila alemã, ou matricária, da família das asteráceas, é a variedade utilizada em homeopatia. Esta planta selvagem vivaz com 10 a 30cm de altura, com caules deitados depois erguidos, apresenta flores amarelas no centro das inflorescências, e flores brancas na periferia.

Composição

É cultivada para uma utilização fitoterápica devido às poderosas virtudes anti-inflamatórias (chamazuleno, bisabolol), assim como pelas suas propriedades antiespasmódicas (polifenol, sobretudo o ácido cafeico) e aperitivas (nobilina).

A tintura-mãe homeopática preparada a partir da planta inteira florida confirma estas diferentes utilizações.

Indicações

Perturbações caracteriais da criança

Nos sujeitos que respondem bem, as perturbações (ver o quadro a seguir) são crónicas; senão aparecem ocasionalmente quando há dentes a romper ou quando há uma dor que a criança não suporta

Dentes a romper

Chamomilla vulgaris é o medicamento utilizado no bebé ou na criança pequena que tem dentes a romper, que acalma notavelmente.

É muitas vezes utilizada a título sistemático nesta indicação.

No entanto, a sua eficácia é ainda maior quando é acompanhada por:

  • sinais caracteriais já descritos;
  • sinais gerais: febre com suores quentes no rosto;
  • e/ou os sinais locais seguintes:
  1. ou uma bochecha vermelha e quente do lado em que o dente está a romper, e pálida e fria no lado oposto, com dor no ouvido;
  2. ou uma diarreia amarelo-verde com um cheiro fétido de ovos podres, e uma colite reconhecível pela agitação e pelos gritos da criança, ou um eritema nadegueiro;
  3. ou uma rinofaringite com tosse noturna que não acorda a criança.

Colite espasmódica

Cujas dores melhoram com o calor, ou seja, quando se aquece o abdómen. Este tipo de coito predomina nos sujeitos intolerantes a dor que se tomam, sob o seu efeito, desagradáveis, nervosos, agitados, irritáveis e coléricos

Menstruação dolorosa

Aparece nas mulheres com menstruação abundante (de sangue negro com coágulos), que não suportam a dor e acalmam com a aplicação de calor na parte inferior do ventre.

Chamomilla vulgaris convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • A fúria, as contrariedades.
  • Dentes a romper.
  • O abuso de café, de chá.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com a fúria, a contrariedade, durante a noite até por volta da meia-noite.
  • Melhoras quando está ao colo, embalado, transportado de carro, com o calor (exceto para as dores dentárias).

Os sujeitos que respondem bem a Chamomilla vulgaris

O tipo exato é a criança caprichosa, má, insuportável Tenaz, reclama um brinquedo com grandes gritos e atira-o fora logo que o obtém Tem fúrias violentas, rebola-se no chão, grita, parte tudo e só acalma quando conseguimos pegar-lhe ao colo ou quando a levamos a passear de carro.

O adulto fica furioso facilmente. Não suporta nem a contradição nem a dor que o tornam ainda mais irritável.

Posologia

Dentes a romper:

  • Chamomilla vulgaris 5CH, de quarto em quarto de hora no momento da sua utilização sistemática a partir da simples noção de dentes a romper.
  • Chamomilla vulgaris 15CH, de quarto em quarto de hora, faz ceder rapidamente a dor, se a prescrição se basear nos sinais de acompanhamento supracitados.

Nos dois casos, espaçar as doses logo que haja melhoras:

  • Menstruação dolorosa: Chamomilla vulgaris 15CH, 2 grânulos todas as horas ou de 2 em 2 horas. Espaçar as doses logo que haja melhoras.

Originally posted 2014-04-09 11:11:51.