Artigos

718085 25072577 - Cianose das mãos e/ou dos pés

Cianose das mãos e/ou dos pés

Algumas pessoas têm em permanência uma acrocianose, ou seja, uma cianose (coloração azul-arroxeada da pele) provocada por uma perturbação circulatória constante, simétrica indolor das mãos, dos pés, dos dedos das mãos e dos pés, acompanhada por suores nas extremidades.

A cor dos dedos varia do vermelho ao negro, passando pelo azul-arroxeado, conforme a intensidade da cianose. A acrocianose associam-se por vezes frieiras.

O fenómeno de Raynaud aparece durante o tempo frio ou por ocasião de estados emocionais intensos. Manifesta-se através de uma descoloração dos dedos que se tornam branco-lívidos entorpecidos, como mortos, depois cianosam-se, ficam com formigueiro e piadas. Este fenómeno pode sobreacrescentar-se a uma acrocianose.

Acrocianose e fenómeno de Raynaud aparecem sobretudo na mulher, começam na puberdade e pioram sempre com o frio.

Principais complicações

A maioria dos sintomas não tem uma causa reconhecida, expecto o fenómeno de Raynaud que tem várias origens e impõe uma consulta ao médico tanto mais que só é conhecido há pouco tempo, ou aparece num homem, ou não é simétrico, ou seja, só ataca um único lado.

Para alem disso, há certos medicamentos que podem provocá-lo.

Prevenção

Proteja as extremidades do seus membros contra o frio sobrepondo as camadas se possível: dois pares de luvas ou de meias de lã.

Tratamento

Quando as mãos e os pés estão frios e a cor da pele é normal

Encontramos sobretudo medicamentos de terreno:

  • Pulsatilla 9CH, nas mulheres que respondem bem que têm sempre frio nas mãos e nos pés
  • Silicea 9CH, nas mulheres magras, friorentas, muito sensíveis ao frio. Nunca chegam a aquecer as mãos e os pés (nem mesmo quando os encostam aos do companheiro durante a noite).

Posologia: 2 grânulos ao levantar.

Acrocianose

  • Agaricus 7CH: medicamento da acrocianose quando os dedos ficam vermelhos e arroxeados ou quando também ataca os dedos dos pés, o nariz ou a orelhas. Também é um medicamento de frieiras
  • Arnica montaria 7 CH: pela sua atividade sobre os vasos e os músculos e sobre todas as formas de traumatismos (até mesmo os traumatismos provocados pelo frio) comporta-se eficazmente nesta indicação.
  • Hamamelis 7 CH atua sobre as veias das extremidades.

Posologia 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Fenómeno de Raynaud

Só pode tomar este medicamento se o diagnóstico tiver sido feito pelo seu médico. Em todos os outros casos, deve consulta-lo.

Acrescente aos medicamentos precedentes:

  • Arsenicum álbum 15 CH, se as dores ardentes dos dedos melhorarem com o calor.
  • Secale cornutum 15CH, quando, ao contrario, as dores ardentes das extremidades melhorarem com o frio, e isto apesar da frieza objetiva destas ultimas.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar
Nestas indicações, o tratamento de terreno é indispensável.

Originally posted 2014-03-27 11:24:41.

img como fazer dieta com a ajuda dos medicos 1086 orig - Pluralista

Pluralista

Pluralista: médico homeopata que prescreve vários medicamentos para tratar o doente.

Originally posted 2014-04-17 09:55:18.

lirio3 - A Alopatia

A Alopatia

A alopatia é o nome dado por Hahnemann à medicina “clássica”. Forjado por oposição a
homeopatia, (allos significando outro, diferente), este termo significava, para Hahnemann mediana que não recorria ao princípio de similitude (amoios).

0s êxitos da terapêutica alopática já nem se contam Associada às condições de higiene de vida, a alopatia é um dos principais elementos da longevidade crescente da população.

Utiliza cada vez com mais frequência moléculas de síntese desenvolvidas pela indústria farmacêutica mas a fitoterapia e a oligoterapia, receitadas em doses ponderais, também fazem parte. Atualmente, a alopatia é a terapêutica “oficial”, ou seja aquela que é praticada nos hospitais, e ensinada na Universidade.

“Qual é a diferença entre o procedimento do médico homeopata e o do alopata?”

É preciso distinguir bem no procedimento do clinico, o diagnóstico, os atos técnicos (fibroscopia, coloscopia), com objetivo de diagnóstico e curativo, e as terapêuticas medicamentosas que podem cobrir diversos meios tais como a alopata, a homeopatia ou outros.

Por conseguinte, o ato médico compreende não só o diagnóstico da doença, ou seja, o seu reconhecimento, como também a escolha da utilização ou não de atos técnicos ou cirúrgicos, depois uma estratégia terapêutica médica variável conforme os clínicos. Assim, apenas a escolha do método de tratamento difere na última etapa do ato médico.

Para efetuar o diagnóstico, o médico homeopata ou alopata segue portanto – para além de algumas outras particularidades que abordaremos no capítulo sobre a consulta – o mesmo procedimento: interrogatório, exame clínico (observação, auscultação, palpação, etc.), exames complementares (análise de sangue, radiografias, etc.) se necessário.

Quando muito, o clinico homeopata interroga e observa de uma maneira um pouco diferente o seu doente porque está à procura de sinais indispensáveis à sua receita medicamentosa, mas inúteis ao diagnóstico por exemplo, a localização de uma dor de angina (dor de garganta á direita ou á esquerda) orientará o homeopata para dois medicamentos diferentes, contrariamente ao alopata que receitará antibióticos da mesma classe.

Originally posted 2014-03-21 15:42:06.