Artigos

valeriana 2 - Valeriana

Valeriana

Origem

A valeriana oficinal, a cura-tudo, é uma planta herbácea vivaz, originária da Europa e da Ásia, da família das valerianáceas. Com cerca de 1,50 m de altura, desenvolve-se nos terrenos húmidos e floresce de Maio a Agosto.

A sua utilização oficinal remonta à Idade Média onde era utilizada para lutar, entre outras, contra a epilepsia e a histeria.

Tem virtudes que provocam euforia nos animais, principalmente nos gatos, que reagem ao seu simples cheiro. No homem, não tem qualquer destes efeitos e, ao contra no, e utilizada tradicionalmente em fitoterapia nas perturbações nervosas (palpitações, insónia), no esgotamento, nos espasmos digestivos e em algumas vertigens.

Composição

A parte subterrânea da planta, utilizada para preparar a tintura-mãe, contém numerosas substâncias que explicam as suas diferentes atividades.

Indicações

Espasmofilia

Humor versátil, agitação.
Fenómenos dolorosos muito presentes tipo espasmos e cãibras sina matéria desencadeados ou agravados por um stress qualquer.
Indicado nos espasmófilos com:

  • nó na garganta, tiques;
  • espasmos digestivos, aerofagia, colite espasmódica.

E alternando perturbações físicas e psíquicas; quando o paciente vai melhor nervosamente, sofre mais psiquicamente, e inversamente.

Insónia

De adormecimento, como sono agitado dos sujeitos nervosos esgotados.

Ciática

Sobretudo com dores na barriga das pernas.
Que piora em repouso sem se mexer.
Que melhora com o movimento, quando caminhamos.

Valeriana convém se

Os fatores desencadeantes:

  • O esgotamento.
  • O stress.

Posologia

Insónia de adormecimento: Valeriana 6DH, portanto em doses fitoterápicas, 50 a 100 gotas ao deitar.

Originally posted 2014-04-14 15:27:12.

aaf76221 a26a 4d2f b97a a1e53b55e92c - Passiflora incarnata

Passiflora incarnata

Origem

A passiflora, a flor da paixão, da família das passifloráceas, é originária da América tropical. Foi introduzida na farmacopeia em 1867 a seguir aos trabalhos de Phares nos Estados Unidos.

É uma planta trepadeira com caule lenhoso que pode atingir vários metros de comprimento; as flores têm pétalas brancas, os frutos ovóides são bagas alaranjadas.

Composição

A tintura-mãe é preparada a partir da parte aérea da planta. Contém alcaloides que têm os mesmos recetores que os benzodiazepinos, o que poderia explicar a sua ação sedativa; a presença de flavonas com uma atividade sinérgica potencializa esta propriedade.

Indicações

Insónia

Ajuda a adormecer nas insónias leves.

Nervosismo, ansiedade

Medicamento de complemento de um tratamento de terreno.

Posologia

No adulto, utilização em doses fitoterápicas:

Insónias: Passiflora incarnata, 50 a 100 gotas 2 horas antes do deitar.
Nervosismo: Passiflora 10H, 20 gotas 3 vezes por dia, durante as refeições.

Originally posted 2014-04-11 10:38:39.

Strychnos nux vomica 0021 - Nux vomica

Nux vomica

Origem

Strychnos nux vomica, a noz vomica, é a semente do fruto da árvore que dá a noz-vómica, árvore da Ásia do Sudeste, da família das loganiáceas, que cresce no estado selvagem na Índia, em Ceilão e no Indochina.

Composição

A tintura-mãe, preparada a partir da semente seca, contém os mesmos alcaloides tóxicos que Ignatia, a estricnina e a brucina, mas em proporções diferentes.

As preparações à base de estricnina eram utilizadas antigamente como estimulante, como tonicardíaco, nas gripes, na neurastenia, nas perturbações digestivas, na impotência, e em certas formas de paralisias.

Indicações

Perturbações do carácter

Dos sujeitos que respondem bem.

Espasmofilia

A seguir a esgotamentos impostos de propósito por algumas pessoas, que fazem delas sujeitos abatidos, moles, sem gosto para nada. Tornam-se rabugentos, irritáveis, violentos, consumidores abusivos de tabaco, álcool, medicamentos.

Não suportam mas nada, nem a luz, nem o barulho, nem os cheiros, nem o frio, e têm um sono muitas vezes perturbado.

Este medicamento, primeiro masculino, dizia cada vez mais respeito às mulheres devido aos constrangimentos da vida atual.

Insónia dos hiperativos

É o medicamento da pessoa esgotada que sofre de insónias. As perturbações do sono podem manifestar-se sob várias formas:

  • ou um adormecimento tardio devido a uma hiperatividade cerebral, seguido por um despertar por volta das 4 horas da manhã com impossibilidade de voltar a adormecer antes da madrugada no momento em que deve levantar-se;
  • ou uma pequena sesta num sofá depois do jantar, seguida por grandes dificuldades para voltar a adormecer quando está na cama;
  • ou um sono leve com despertares frequentes e sonhos agitados.

O levantar é difícil, o mau humor e a fadiga estão presentes. De facto, gostaria de ficar
deitado e, se puder, dorme uma pequena sesta para se restabelecer.

Inchaços

  • Caracterizados:
  1. pelo aspeto da língua: branca na parte posterior;
  2. por inchaços epigástricos que aparecem uma a duas horas a seguir às refeições;
  3. por sonolência, até mesmo necessidade de dormir uma pequena sesta reparadora;
  4. pela necessidade de desapertar o cinto das calças ou da saia, pouco suportável no período de digestão.
  • O paciente está sujeito às hemorroides.

Prisão de ventre ocasional

  • Quando há necessidade frequente e improdutiva de ir à casa de banho, ou expulsão de pequenas quantidades a cada esforço com a impressão de não ficar aliviado.

Se a prisão de ventre for recente e persistir, uma consulta médica é indispensável.

Excessos alimentares ou de álcool

  • Em prevenção
  • A seguir a excessos alimentares ou de álcool com náuseas, dores abdominais, inchaços, diarreias de pequenas fezes, e vómitos que o sujeito provoca para ficar mais aliviado.

Alcoolismo crónico: em complemento das terapêuticas clássicas.

Gripe

Reconhecida através:

  • de intensas dores no corpo que pioram durante a noite e predominam nos lombos. As dores são tais que o doente é obrigado a sentar-se na cama para se virar;
  • de arrepios logo que se destapa;
  • de constipação, típica pelo seu corrimento nasal claro e diurno que piora com o calor e melhora com o ar fresco; nariz seco e entupido durante a noite; espirros irrepressíveis ao levantar. Convém bem ao bebé se apresentar estes sintomas rinofaríngeos;
  • da sede importante no acme da febre.

Rinite alérgica

Dos sujeitos que respondem bem, com espirros em descarga, sobretudo ao levantar.

Nux vomica convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • O esgotamento.
  • Os excitantes (o tabaco, o álcool, o café).

As modalidades forem:

  • Uma agravação ao levantar, a seguir às refeições, com os excitantes (o tabaco, o álcool, o café), com o frio, as correntes de ar.
  • Melhoras com uma curta sesta.

Os sujeitos que respondem bem a Nux vomica

São as pessoas esgotadas, muito ativas e dinâmicas, que só resistem graças aos estimulantes (café, tabaco, álcool, especiarias, medicamentos) dos quais abusam, e graças à sesta que os restabelece. São intoxicados crónicos.

No limite, tornam-se autoritários, hipernervosos, muito irritáveis, a mais pequena contradição provoca-lhes uma fúria fora de proporção.

Posologia

Em prevenção dos excessos alimentares: uma dose de Nux vomica 15CH antes das refeições.

A seguir a excessos alimentares: Nux vomica 5CH, 2 grânulos todas as horas ou com mais frequência conforme a intensidade.

Originally posted 2014-04-11 09:46:40.

Jetlag Woman in bed looking at alarm clock - Insónias

Insónias

Na maioria dos países industrializados, a prevalência da insónia é de 25 a 30%. O último estudo realizado em 1987 mostra que 10% dos franceses absorvem hipnóticos, dos quais 6,17% de uma maneira crónica.

O seu consumo em França é o mais elevado de Europa. O custo socioeconómico em termos de tratamento médico e de repercussão sobre o trabalho (absentismo), sobre o risco cada vez maior de acidentes, sobre o desencadeamento de outras doenças (depressão por exemplo), embota sem números concretos é, secundo a opinião de todos os perito, enorme.

O que é o sono?

No geral, o sono manifesta-se por um estado de bem-estar que se repercute sobre o dia todo. Um bom sono, é um bom dia; todas as pessoas que sofrem de insónias “sonham” com isso.

O sono é normalmente composto por cinco a seis a ciclos. A sucessão de um período de sono lente e de um período de sono paradoxal constitui um ciclo de sono.

O sono lento compreende cada uma das fases seguintes:

  • A fase 1, transição entre a vigília e o sono, é acompanhada por uma perda de controlo das faculdade de atenção e dos movimentos voluntários dos olhos. Ocupa 10% da duração do sono.
  • A fase 2, é uma fase de sono ligeiro que engloba metade da duração total do sono.
  • A fase 3, período de sono profundo durante o qual o despertar é difícil.
  • A fase 4, fase mais profunda do sono, corresponde a 20% do tempo do sono.

O sono paradoxal, cuja duração aumenta durante a noite, é a fase do sonho em que o sono é mais difícil.

O que é a insónia?

A insónia é uma queixa de mau sono que se traduz por dificuldade de adormecimento por despertares em série ou a horas fixas, e/ou por um despertar precose que não é sempre um novo adormecimento.

Para alem de qualquer doença psiquiátrica, a acumulação nervosas (o “stress”), a hiperatividade intelectual ou física, a ansiedade crónica são a insónia.

Originally posted 2014-04-01 10:06:06.

IMG 0504 - Coffea cruda

Coffea cruda

Origem

O café verde, variedade arábica, da família das rubiáceas, é um arbusto originário dos altos planaltos da Abissínia. As suas virtudes teriam sido descobertas por um imã que não suportava ver os seus escravos a dormirem a sesta.

Um dia, viu “dançar” um camelo que tinha comido os frutos de um cafezeiro, assim se espalhou o uso do café.

Talhada de maneira a não ultrapassar 2,5m nas plantações, é uma planta muito perfumada, com flores brancas, cujos frutos vermelhos se assemelham a pequenas cerejas quando estão maduros A torrefação colora-os de castanho e desenvolve o seu aroma bem conhecido.

Composição

A tintura-mãe de Coffea cruda, preparada a partir do café verde – ou seja, do grão, sem os seus tegumentos, que ainda não foi torrificado -, contém, para além da cafeína, lípidos, matérias minerais responsáveis pelas suas propriedades estimulantes do sistema nervoso central e do aparelho cardiovascular.

Indicações

Insónia de adormecimento

Provocada, entre outros, por uma grande alegria, um abuso de café. No momento do adormecer, o sujeito apresenta uma efervescência intelectual e dos outros sentidos, por vezes com palpitações. A excitação nervosa impede-o de dormir.

Os hiperemotivos

A emotividade manifesta-se através de tremores, palpitações, até mesmo diarreia ou vontade frequente de urinar.

Os hipersensíveis

Ao barulho, à luz, aos cheiros, ao tocar, à dor.

Dentes a romper

Com muitas dores, que melhoram bebendo frio.

Coffea cruda convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • O excesso de café.
  • Uma grande emoção alegre.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com os excitantes (café, chá, álcool), com as emoções excessivas e alegres.
  • Melhoras com o calor (exceto na dor de dentes).

Originally posted 2014-04-09 13:33:19.