Artigos

Disease of the stomach - Gastroenterologia

Gastroenterologia

A gastroentorologia é o estudo das afeções do tubo digestivo (do esófago ao ânus) e dos órgãos (fígado, vesícula biliar, pâncreas) que lhe estão ligados.

A função do tubo digestivo é a transformação dos alimentos a fim de permitir a sua assimilação pelo organismo. De facto, durante o seu trajeto no tubo digestivo, 95 a 99 % do conteúdo alimentar vai passar para o sangue Esta integração nem sempre se faz sem alguns embaraços que podem incomodar a vida quotidiana

Os principais problemas abordados aqui são a aerofagia, o inchaço, a diarreia, a prisão de ventre as hemorroides, as colopatias funcionais. Estas ultimas, ocasionais ou permanentes, embora pouco graves, são ou difíceis de suportar, ou pelo menos “indelicadas” em sociedade.

Não falamos, voluntariamente, das dores abdominais agudas tais como as gastrites as úlceras e as hepatites, porque o seu risco potencial necessita da ajuda de um medico homeopata com um objetivo diagnóstico e terapêutico.

O capitulo dedicado ao refluxo gastroesofagiano situa-se na pediatria, porque ataca essencialmente a criança.

Originally posted 2014-03-27 15:58:49.

img como fazer dieta com a ajuda dos medicos 1086 orig - Pluralista

Pluralista

Pluralista: médico homeopata que prescreve vários medicamentos para tratar o doente.

Originally posted 2014-04-17 09:55:18.

homeopatia1 - Interesse da Homeopatia

Interesse da Homeopatia

É difícil falar da geriatria e da homeopatia sem passar em revista toda a medicina. Por isso, vamos examinar a principais indicações médicas nas quais a sua atividade deve ser conhecida. Sabia no entanto que é indispensável, para se tratar, consultar um médico homeopata.

Originally posted 2014-03-28 11:49:30.

lirio3 - A Alopatia

A Alopatia

A alopatia é o nome dado por Hahnemann à medicina “clássica”. Forjado por oposição a
homeopatia, (allos significando outro, diferente), este termo significava, para Hahnemann mediana que não recorria ao princípio de similitude (amoios).

0s êxitos da terapêutica alopática já nem se contam Associada às condições de higiene de vida, a alopatia é um dos principais elementos da longevidade crescente da população.

Utiliza cada vez com mais frequência moléculas de síntese desenvolvidas pela indústria farmacêutica mas a fitoterapia e a oligoterapia, receitadas em doses ponderais, também fazem parte. Atualmente, a alopatia é a terapêutica “oficial”, ou seja aquela que é praticada nos hospitais, e ensinada na Universidade.

“Qual é a diferença entre o procedimento do médico homeopata e o do alopata?”

É preciso distinguir bem no procedimento do clinico, o diagnóstico, os atos técnicos (fibroscopia, coloscopia), com objetivo de diagnóstico e curativo, e as terapêuticas medicamentosas que podem cobrir diversos meios tais como a alopata, a homeopatia ou outros.

Por conseguinte, o ato médico compreende não só o diagnóstico da doença, ou seja, o seu reconhecimento, como também a escolha da utilização ou não de atos técnicos ou cirúrgicos, depois uma estratégia terapêutica médica variável conforme os clínicos. Assim, apenas a escolha do método de tratamento difere na última etapa do ato médico.

Para efetuar o diagnóstico, o médico homeopata ou alopata segue portanto – para além de algumas outras particularidades que abordaremos no capítulo sobre a consulta – o mesmo procedimento: interrogatório, exame clínico (observação, auscultação, palpação, etc.), exames complementares (análise de sangue, radiografias, etc.) se necessário.

Quando muito, o clinico homeopata interroga e observa de uma maneira um pouco diferente o seu doente porque está à procura de sinais indispensáveis à sua receita medicamentosa, mas inúteis ao diagnóstico por exemplo, a localização de uma dor de angina (dor de garganta á direita ou á esquerda) orientará o homeopata para dois medicamentos diferentes, contrariamente ao alopata que receitará antibióticos da mesma classe.

Originally posted 2014-03-21 15:42:06.