Artigos

DSC 0040 - Tratamento das Artroses Parte II

Tratamento das Artroses Parte II

Em função dos movimentos

Dores que melhoram logo com o movimento

  • Dulcamara 7CH.
  • Kalium iodatum 7CH é um medicamento de artrose evoluída, na qual as dores intensas pioram durante a noite e com o calor. O movimento (necessidade de se mexer) e o grande ar melhoram o estado do doente. As articulações mais atingidas são os joelhos, os calcanhares e os dedos grandes do pé.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 3 vezes por dia enquanto não vai a uma consulta.

Dores que melhoram depois de uma agravação passageira

Trata-se de sujeitos cujas dores pioram no início do movimento, durante o arranque da articulação, mas melhoram a seguir:

  • Rhus toxicodendron 7CH.
  • Calcarea fluorica 7CH é indicado quando a artrose é a consequência de um traumatismo da articulação ou de entorses a repetição. As dores pioram com o repouso, no início do movimento e com a humidade, e melhoram com o movimento contínuo e com o calor.
  • Radium bromatum 7CH refere-se às pessoas cujas dores — principalmente na raque lombar, sacro e joelhos — são acompanhadas por uma necessidade de se esticar, a uma sensação de fraqueza e de rigidez nestas regiões e nos membros inferiores.
  • Tuberculinum residuum 7CH, se o arranque matinal for doloroso e ficar aliviado coma continuação do movimento. Atua bem associado a Rhus toxicodendron, embora as dores, que podem atingir todas as articulações, sejam indiferentes à humidade.
  • Natrum sulfuricum 7CH.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 3 vezes por dia enquanto não vai a uma consulta.

Dores que pioram com o movimento

  • Bryonia alba 7 CH é o medicamento das dores e das crises de artrose crónica que aumentam com o mais pequeno movimento, e acalmam com o repouso. Estas dores agudas em pontadas, pioram com o mais pequeno toque, com o frio local. Melhoram com a pressão forte da articulação atingida e com o calor local.
  • Ledum palustre 7 CH é um medicamento de artrose e de gota. As articulações frias e violáceas são o centro de dores que se assemelham a picadas, dilacerantes, que evoluem sucessiva e progressivamente dos pés à cabeça. Os sujeitos apresentam dores que pioram com o movimento, durante a noite e com o calor local ou o da cama. O repouso e o contacto com o frio aliviam-nas.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 3 vezes por dia enquanto não vai a uma consulta.

Originally posted 2014-04-08 09:33:42.

mesoterapia 1 - Tratamento de Colopatias funcionais

Tratamento de Colopatias funcionais

Colopatias funcionais com prisão de ventre

Ver: “Prisão de ventre”

Colopatias funcionais com diarreia

As diarreias, muitas vezes intermitentes, são desencadeadas pelo frio.

  • Aconitum napellus 7CH: dores no estômago e no abdómen, com diarreia de fezes verdes que aparece depois de ter apanhado um frio seco ou a seguir a absorção de bebidas geladas.
  • Antimonium crudum 7CH: nas diarreias que aparecem a seguir a um banho frio.
  • Ipeca 7CH: cãibras abdominais e diarreia de fezes verdes por ocasião dos primeiros frios nas noites de Verão ou no Outono.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 ou 3 dias.
Também existem formas de colopatias funcionais com uma diarreia crónicas, para as quais o médico deve ser consultado a fim de eliminar uma doença subjacente.

Colopatias funcionais como espasmos abdominais

Os medicamentos de espasmos são:

  • Chamomilla vulgaris 7CH, nos espasmos digestivos que melhoram com o calor nos sujeitos que não suportam a dor e não podem ficar quietos.
  • Colocynthis 7CH, nas cãibras abdominais que acalmam com uma pressão forte no abdómen, com o calor, e quando o sujeito está dobrado ao meio.
  • Cuprum metallicum 7CH: nas cãibras de estômago violentas com um principio e um fim brutais, que acalmam quando bebemos algo frio.
  • Dioscorea villosa 7CH: as dores digestivas têm a particularidade de melhorarem quando o sujeito está bem direito, e piorarem quando se dobra ao meio.
  • Magnesia carbónica 7CH, nos espasmos abdominais que conseguimos aliviar quando nos dobramos ao meio, e que pioram à noite.
  • Magnesia phosphorica 7CH, nas dores fulgurantes, tipo cãibras ou espasmos, atenuadas com uma pressão forte no abdómen, com o calor e quando nos dobramos ao meio. É um medicamento muito próximo de Colocynthis ao qual é muitas vezes associado.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Tratamento de terreno

O tratamento de terreno da colopatia, mas também o tratamento das perturbações nervosas muitas vezes associadas necessitam de um consulta médica.

Originally posted 2014-03-27 16:40:23.

Aesculus hippocastanum fruit - Aesculus hippocastanum

Aesculus hippocastanum

Origem

O castanheiro-da-índia é uma árvore — da família das hipocastanáceas — originária da região oeste da Ásia. Que encontramos atualmente na Europa e na América do Norte.

Esta planta teria sido trazida por mercadores venezianos como planta ornamental; estava muito presente em Viena no século XVI é uma árvore que atinge por vezes 25 m de altura, cujos botões florescem na Primavera para se transformarem em grandes folhas verde-escuro.
As flores com um perfume estonteante, brancas e cor-de-rosa, dispostas em espiga sobressaem; os frutos, as castanhas-da-índia, contém os princípios ativos.

Composição

A tintura-mãe contém:

  • flavonoides que conferem propriedades vitamínicas – e um poder venoso.
  • um saponócido, a escina, que tem uma atividade vasoconstritora, anti-inflamatória e antiedema.

A castanha, ou seja, a semente e o seu tegumento, é utilizada em homeopatia.

Indicações

Perturbações circulatórias nos membros inferiores

  • Pernas pesadas com sensação de batidas e de peso, pioram com tudo o que aumenta a estase (abrandamento muito importante da circulação) venosa, melhoram com tudo o que a alivia.
  • Varizes nos membros inferiores.
  • Úlceras varicosas.

Hemorroides

  • Que sangram pouco mas são muito dolorosas, com a sensação de congestão na parte inferior do ventre e picadas “como uma pregadeira de alfinetes” no ânus:
  1. pioram ao levantar, com o calor, com a posição de pé;
  2. melhoram quando sangram, com o frio, com o exercício moderado e prolongado.
  • Muito indicado para as mulheres grávidas com prisão de ventre.

Dores sacroilíacas

  • Dores nas nádegas com a impressão de desmembramento revelando por vezes uma hipertrofia pélvica (uterina ou prostática).

Aesculus hippocastanum convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação ao levantar, com o calor, com a posição de pé.
  • Melhoras quando sangram, com o frio, com o exercício moderado e prolongado.

Posologia

  • Pernas pesadas: Aesculus hippocastanum 6DH, 50 a 100 gotas por dia conforme a intensidade das dores.
  • Hemorróides: 100 gotas 3 vezes por dia durante 3 dias.

Originally posted 2014-04-08 11:47:32.

IMG 3100 - Tratamento das Ciáticas

Tratamento das Ciáticas

Medicamentos das ciáticas

A localização evidente da ciática facilita a procura do medicamento. No entanto, as circunstâncias de melhoras ou de agravação (as modalidades) predominam na lateralidade, ou seja, na predominância de um dos dois lados do corpo.

A lateralidade não exclui que o medicamento possa ser prescrito do lado oposto àquele que está indicado se as outras modalidades do medicamento estiverem presentes. Assim, por exemplo, Gnaphalium, medicamento habitual das ciáticas direitas, pode ser eficaz nas ciáticas esquerdas se a modalidade principal, melhora sentado, for encontrada.

Ciáticas direitas

  • Gnaphalium 4CH, se as dores e os entorpecimentos melhorarem sentado, com o membro fletido: e piorarem deitado e em repouso.
  • Phytolacca 9 CH é um medicamento de ciáticas que apresentam dores fulgurantes, com o início e o fim bruscos, na face externa da coxa (L4-L5). Pioram durante a noite e com o tempo frio e húmido, e são acompanhadas por uma agitação e uma necessidade de movimento que não aliviam o doente.
  • Magnesia phosphorica 9CH, nas ciáticas com dores fulgurantes tipo cãibras, que pioram com o frio e melhoram em contacto com o calor, a pressão forte e a flexão da coxa sobre a bacia.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, até mesmo mais vezes no primeiro dia, depois 3 vezes por dia durante 10 dias.

Ciáticas esquerdas

  • Colocynthis 9CH, a dor ciática melhora com a coxa fletida sobre a bacia e a perna dobrada, com o calor, com a pressão forte, com o movimento. Piora quando o membro inferior está esticado, assim como com o frio e o repouso. Formigueiro e cãibras acentuam ainda mais a dor.
  • Iris versicolor 9CH, pequeno medicamento de ciática esquerda que piora com movimento.
  • Kalium bichromicum 9CH, a dor não é linear, mas é sentida pelo doente como pontos dolorosos situados no trajeto do nervo. Esta última piora com o frio e melhora com o calor, o movimento, a flexão.
  • Medorrhinum 9CH, quando as dores melhoram deitado de barriga para baixo e com o movimento contínuo.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, até mesmo mais vezes no primeiro dia, depois 3 vezes por dia durante 10 dias

Ciáticas de lateralidade indiferente

Para todos estes medicamentos, a ciática aparece indistintamente de um lado ou do outro. Em contrapartida, se as modalidades dos medicamentos citados mais atrás estiverem presentes mas o lado não corresponder, o medicamento é indicado. Esta localização preferencial não exclui a indicação do lado oposto.

  • Aconitum napellus 15CH é um medicamento de ciática que aparece brutalmente durante o tempo frio e seco. As dores pioram por volta da meia-noite e são acompanhadas por formigueiro e entorpecimento do membro, e por vezes por agitação e ansiedade.
  • Ammonium muriaticum 9CH, quando o estado do doente piora na posição sentada ou quando se endireita depois de se ter inclinado para a frente, e melhora de pé ou a caminhar, e sempre na posição deitada. Contracturas musculares concomitantes dão-lhe a sensação de membros demasiado curtos.
  • Arsenicum álbum 9CH, se as dores ardentes melhorarem com o calor e o movimento, piorarem com o frio e entre 1 e 3 horas da manhã. O sujeito anda às voltas no quarto às 2 horas da manhã para acalmar a sua ansiedade e tentar aliviar as dores.
  • Rhus toxicodendron 9CH, nas ciáticas muito dolorosas acompanhadas por uma sensação de fratura. São desencadeadas pelo tempo húmido, pioram com o repouso, melhoram com o movimento contínuo e com o calor.
  • Ruta graveolens 9CH e um medicamento de lombosciáticas cujas dores pioram sentado ou deitado e com o repouso, e melhoram deitado de costas, com o movimento e o calor.
  • Magnesia carbónica 9CH e adaptado às ciáticas com dores fulgurantes que pioram durante a noite e com o repouso, e melhoram com o movimento e a pressão. O doente levanta-se e caminha para tentar aliviar as dores.

Posologia (para lodos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas do ou dos medicamentos mais indicados, depois espace as doses à medida que as melhoras se fazem sentir. Depois, 3 vezes por dia durante 10 dias

Originally posted 2014-04-08 10:08:33.

wp12b6bea4 - Sinusites frontais

Sinusites frontais

Ao princípio quando o nariz está seco e entupido

  • Sticta pulmonaria 5CH é indicado nas sinusites frontais que aparecem durante uma gripe. O nariz seco e entupido torna o assoar impossível; as dores na raiz do nariz e as cefaleias frontais melhoram logo que o nariz começa a pingar. Aparece uma tosse seca, dolorosa, que piora durante a noite.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

  • Lachesis mutus 5CH, quando as dores suborbitais são desencadeadas pelo cessar brutal do corrimento nasal – ou espontaneamente, ou provocado por pomadas ou instilações nasais – e melhoram quando recomeça.

Posologia: tome com 6 horas de intervalo, sucessivamente, uma dose de Lachesis mutus 7CH, depois uma dose de Lachesis mutus 9CH, e finalmente uma dose de Lachesis mutus 15CH.

  • Hepar sulfur 15CH deve ser utilizado com precaução nas sinusites frontais acompanhadas por dores pulsativas intoleráveis, que pioram com o frio.

Posologia: uma única dose de Hepar sulfur é o suficiente para retirar o bloqueio. Não utilize diluições inferiores (5CH, 7CH, 9CH) nesta indicação, porque existe o risco de agravação. Não utilize Hepar sulfur se o nariz pingar, porque corre o risco de parar o corrimento e agravar a sinusite. Não utilize Hepar sulfur no caso de dúvidas.

Quando o nariz pinga

  • Cinnabaris 5CH
  • Kalium bichromicum 5CH
  • Kalium iodatum 5CH, nas sinusites frontais, com dores intensas nos ossos da face e na raiz do nariz, que aparecem a seguir a uma constipação cujo corrimento nasal muito irritante se tornou esverdeado. As dores melhoram com o calor e pioram com o ar fresco. É também um medicamento de sinusite maxilar.
  • Mercurius solubilis 5 CH, nas sinusites acompanhadas por nevralgias, uma tosse grossa muco-purulenta, uma febre intensa, muita sede e suores noturnos que não aliviam o doente
  • Corallium rubrum 5 CH convém nas sinusites agravadas por uma tosse seca, violenta, difícil de parar, com vermelhidão intensa no rosto.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Tratamento de terreno

É indispensável nas sinusites crónicas ou a repetição.

Tratamento complementares

A acupuntura é muito eficaz nas sinusites frontais e maxilares: acalma as dores e favorece o corrimento nasal. É pena não fazer, porque acelera a cura verdadeiramente.

Originally posted 2014-03-27 15:42:45.