Artigos

DSC 0223 - Atrose

Atrose

A artrose é uma doença benigna, mas dolorosa e invalidante, que constitui um problema de saúde pública devido à sua frequência — 3,5% dos motivos de consulta. 5% da população dos cinquenta e cinco aos sessenta e cinco anos —, ao seu custo e ao envelhecimento da população (mais de 28% da população terá ultrapassado sessenta anos no ano 2020).

É a doença articular mais frequente, principalmente nas pessoas de idade, visto que 80% dos sujeitos com mais de setenta anos apresentam sinais de artrose nas radiografias.

O que é?

A renovação da cartilagem articular é feita pelas suas próprias células (os condrócitos) que mantém um equilíbrio entre a sua formação e a sua destruição. A rutura deste equilíbrio está na origem da artrose.

Esta “condropatia fissuraria” provoca alterações nas funções biomecânicas de deslize, de elasticidade e de amortização da cartilagem que acabam por fazer sofrer toda a articulação. Implantam-se então dores ligamentares, musculares, ósseas que complicam a terapêutica.

É por isso que o tratamento tanto deve englobar a alopatia como a homeopatia, a fitoterapia, a oligoterapia, a acupunctura, as manipulações vertebrais, a cinesiterapia, a fisioterapia. Cada uma destas terapêuticas possui ações eficazes e complementares que variam conforme as fases da doença.

Diagnóstico

A artrose pode ser isolada ou englobar o conjunto das articulações; a sua evolução e progressiva ou rápida.

O primeiro sinal da artrose é a dor. Esta última é em primeiro lugar mecânica, ou seja, acalma com o repouso ou com a continuação do movimento, e começa ao levantar ou durante o arranja da articulação. Fica mais ou menos encoberta durante o dia, aumenta com os esforços, é maximal no fim do dia e cede se o sujeito se repousar ou deitar e de noite.

A seguir, toma-se crónica e obriga, ao levantar ou após um repouso prolongado, a um arranque — um tempo de desenferrujamento — mais ou menos longo das articulações dolorosas. Este arranque é acompanhado por estalidos articulares primeiro indolores, depois dolorosos à medida que a doença progride. Aparece um inchaço na articulação durante as crises (principalmente no joelho). Bastante mais tarde, a dor aparece durante a noite quando mudados de posição na cama.

A artrose pode aparecer ou durante um processo normal de envelhecimento, ou a segura a um traumatismo articular ou movimentos repetitivos excessivos na prática de um desporto ou de uma profissão (trabalhadores de força). As articulações atacadas mais vezes são as ancas, os joelhos e as pequenas articulações dos dedos.

Originally posted 2014-04-08 08:51:47.

Endometriose 2 - Tratamento dos sintomas pré-menstruais

Tratamento dos sintomas pré-menstruais

Manifestações físicas

Quando os seios estão doridos

  • Actea racemosa 7CH, quando as dores no peito predominam no lado esquerdo numa mulher que tem uma ovulação e menstruação dolorosas.
  • Bryonia alba 7CH é indicado nas mulheres com seios pesados cujas dores pioram com o mais pequeno choque, e melhoram quando carregam com força no peito, ou com a pressão firme do soutien, ou então quando dormem de barriga para baixo.
  • Comum maculatum 7CH é um medicamento de dores e de nódulos mamários densos, que aparecem no período pré-menstrual, nas mulheres com a menstruação no geral pouco abundante e em atraso.
  • Lac caninum 7CH está próximo de Bryonia alba, porque as dores nos seios melhoram com a pressão forte e pioram com abanões ou com o tocar. Distingue-se pelo carácter alternante das dores que mudam regularmente de lado, ou seja, o seio direito dói numa dada altura, depois o esquerdo, e assim de seguida.
  • Phytolacca 7CH, nas mulheres com seios esticados e inchados antes da menstruação que chega em avanço, abundante e dolorosa.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Em caso de inchaço abdominal importantes

  • Lycopodium clavatum 7CH, nas mulheres que respondem bem e cujo inchaço na parte inferior do ventre piora antes da menstruação. No geral, esta última é abundante, longa, chega em atraso e com coágulos.
  • Nux vomica 7CH, quando as perturbações digestivas, inchaço do estômago e sonolência após as refeições, pioram antes da menstruação. O estado nervoso, principalmente a irritabilidade, é também acentuado. Este medicamento convém às mulheres que respondem bem, cuja menstruação é banal, ou seja, sem características especiais.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Quando as pernas estão pesadas

  • Aesculus hippocastanum 6DH, quando as sensações de batidas e de peso nas pernas dominam. São aliviadas através da atividade física e de duches frios nas pernas pioram ao levantar, de pé e com o calor.

Posologia: 30 a 50 gotas ao levantar e ao deitar, 1 ou 2 dias antes da data suposta do início das perturbações até ao primeiro dia da menstruação.

Não continue com estes dois medicamentos durante a menstruação, senão seria ainda abundante.

Originally posted 2014-03-31 15:16:52.

wp12b6bea4 - Sinusites frontais

Sinusites frontais

Ao princípio quando o nariz está seco e entupido

  • Sticta pulmonaria 5CH é indicado nas sinusites frontais que aparecem durante uma gripe. O nariz seco e entupido torna o assoar impossível; as dores na raiz do nariz e as cefaleias frontais melhoram logo que o nariz começa a pingar. Aparece uma tosse seca, dolorosa, que piora durante a noite.

Posologia: 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

  • Lachesis mutus 5CH, quando as dores suborbitais são desencadeadas pelo cessar brutal do corrimento nasal – ou espontaneamente, ou provocado por pomadas ou instilações nasais – e melhoram quando recomeça.

Posologia: tome com 6 horas de intervalo, sucessivamente, uma dose de Lachesis mutus 7CH, depois uma dose de Lachesis mutus 9CH, e finalmente uma dose de Lachesis mutus 15CH.

  • Hepar sulfur 15CH deve ser utilizado com precaução nas sinusites frontais acompanhadas por dores pulsativas intoleráveis, que pioram com o frio.

Posologia: uma única dose de Hepar sulfur é o suficiente para retirar o bloqueio. Não utilize diluições inferiores (5CH, 7CH, 9CH) nesta indicação, porque existe o risco de agravação. Não utilize Hepar sulfur se o nariz pingar, porque corre o risco de parar o corrimento e agravar a sinusite. Não utilize Hepar sulfur no caso de dúvidas.

Quando o nariz pinga

  • Cinnabaris 5CH
  • Kalium bichromicum 5CH
  • Kalium iodatum 5CH, nas sinusites frontais, com dores intensas nos ossos da face e na raiz do nariz, que aparecem a seguir a uma constipação cujo corrimento nasal muito irritante se tornou esverdeado. As dores melhoram com o calor e pioram com o ar fresco. É também um medicamento de sinusite maxilar.
  • Mercurius solubilis 5 CH, nas sinusites acompanhadas por nevralgias, uma tosse grossa muco-purulenta, uma febre intensa, muita sede e suores noturnos que não aliviam o doente
  • Corallium rubrum 5 CH convém nas sinusites agravadas por uma tosse seca, violenta, difícil de parar, com vermelhidão intensa no rosto.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Tratamento de terreno

É indispensável nas sinusites crónicas ou a repetição.

Tratamento complementares

A acupuntura é muito eficaz nas sinusites frontais e maxilares: acalma as dores e favorece o corrimento nasal. É pena não fazer, porque acelera a cura verdadeiramente.

Originally posted 2014-03-27 15:42:45.

homeopathbottles - Tratamento homeopático da Perimenopausa

Tratamento homeopático da Perimenopausa

Perimenopausa

Conforme a duração do ciclo

Quando a perimenopausa começa, os ciclos tornam-se irregulares, ou seja, as menstruações mais próximas no tempo, ou mais afastadas.
Tome sistematicamente:

  • Folliculinum 9 CH, uma dose por semana, para travar a secreção de estrógenos e contribuir para o reequilíbrio hormonal.

Acrescente os medicamentos seguintes:

  • Se a menstruação estiver em avanço, ou seja, volta de quinze em quinze ou de vinte em vinte dias:
  • Sabina 7CH é indicado para a menstruação de sangue vermelho vivo com coágulos. Esta última é abundante, longa e piora com o mais pequeno movimento. As dores predominam nas nádegas e nos rins, e propagam-se até à parte da frente na direção do púbis.
  • Trillium pendulum 3DH é um medicamento muito próximo de Sabina, mas a menstruação é ainda mais dolorosa e abundante. As algias estão situadas nas nádegas; pioram com o mais pequeno movimento, e melhoram com a pressão forte, como usar uma cinta por exemplo.
  • Secale comutum 7CH, se a menstruação fluida for vermelha-escura, irregular, abundante, demasiado longa (podendo durar até ao ciclo seguinte). O fluxo aumenta com o mais pequeno movimento.
  • Thlaspi bursa pastoris 7CH é um medicamento que convém às mulheres cuja menstruação, vermelha-escura com coágulos, é muito abundante e leva muito tempo a começar. Dura entre oito e quinze dias, e as dores na parte inferior do ventre melhoram quando se dobra ao meio.
  • Ferrum metallicum 7CH convém às mulheres cuja menstruação, em avanço, com sangue pálido, é abundante, esgotante, acompanhada por afrontamentos e cefaleias congestivas

Posologia: Trillium pendulum 3DH, 10 a 20 gotas de meia em meia hora quando a hemorragia é muito forte, depois menos vezes quando a hemorragia começa a diminuir.

Para os outros medicamentos: pelo menos todas as horas, enquanto a menstruação for abundante, depois com menos frequência a seguir. Em tratamento preventivo: 2 grânulos por dia do medicamento mais apropriado.

  • Se a menstruação estiver em atraso, ou seja, mais espaçada do que de hábito Gossypium 7CH, quando a menstruação de sangue claro é pouco abundante. A mulher tem dores e uma sensação de peso na parte inferior do ventre nos dias que preceda sua chegada, “como se estivesse a aparecer”. Magnesia carbonica 7CH quando a menstruação rara e de sangue negro só com noite ou em posição deitada.

Posologia: ao principio todas as horas, depois, quando a hemorragia começa a enfraquecer diminua a frequência das doses. Em tratamento preventivo: 2 grânulos por dia do medicamento mais apropriado.

  • Se a hemorragia não parar rapidamente, consulte o seu médico para que verifique se essas hemorragias não escondem uma doença subjacente, um fibroma por exemplo.

No caso de perturbações do comportamento

  • Murex purpúrea 9CH, nas mulheres depressivas em período pré-menstrual cuja menstruação muito fatigante, chega em avanço, dolorosa e muito abundante.
  • Lilium tigrinum 9CH convém às mulheres com menstruação pouco abundante que corre durante o dia.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Se tiver hemorragias entre as menstruações

Consulte o seu médico.

Tratamento de terreno

Os principais medicamentos de fundo são: Calcarea carbónica, Graphites, Sepia, Sulfur, Thuya occidentalis.

Originally posted 2014-03-31 12:12:31.