Artigos

stress1 - Nosologia

Nosologia

Nosologia: estudo dos caracteres distintivos que permitem definir a doença. Por extensão, doença com uma origem precisa e conhecida. Quadro nosológico: conjunto de doenças ou formas de doenças provocadas pelo mesmo agente patogénico.

Originally posted 2014-04-17 09:48:08.

herbs larger pic - Os Pluralistas

Os Pluralistas

Os médicos homeopatas opõem-se principalmente sobre dois conceitos que correspondem a praticas de prescrição diferentes. Os “pluralistas”, largamente maioritários em França, prescrevem alguns medicamentos homeopatias para cobrirem o mais completamente possível o modo reacional do paciente os “unicistas” utilizam um só medicamento com o mesmo objetivo; um pouco à parte, os “complexistas” utilizam misturas de numerosos medicamentos homeopáticos ou fisioterapêuticos em fracas diluições.

Os pluralistas

O pluralismo é a técnica de prescrição melhor adaptada à prática quotidiana, porque os doentes apresentam patologias múltiplas sobre um terreno reacional complexo. O seu procedimento, lógico e racional, permite a prescrição de um ou de deus medicamentos de terreno, e de um número similar de medicamentos de sintomas, é um método de estratégia terapêutica flexível e evolutiva que permite adaptar o medicamento em função das variações do estado clínico do doente.

O médico que utiliza esta técnica pode sempre justificar a sua prescrição e explicar ao paciente a que corresponde cada medicamento. A sua receita é clara, precisa, simples de aplicar para o paciente (melhor observância).

Compõe-se de. nos casos crônicos, cinco ou seis medicamentos, à razão de dois de manhã e a note aos quais se acrescenta uma dose hebdomadária; nas doenças agudas para as quais os sintomas são raramente individualizados mas nítidos, permite mudar rapidamente os medicamentos em função da evolução da doença.

Originally posted 2014-03-26 10:29:21.

medicomenu - Doenças das vias respiratórias

Doenças das vias respiratórias

A asma e a bronquite crónica são os terrenos de predileção da homeopatia em pneumologia. Esta ultima permite um melhor conforto do doente e evite principalmente as sobreinfecções invernais a repetição.

Asma

A asma da pessoa de idade é uma asma crónica cujas consequências mais ou menos a longo prazo são a insuficiência respiratória crónica.

A homeopatia tem uma dupla atividade: melhora o conforto do doente diminuindo a frequência das crises de asma e ajuda-o do ponto de vista respiratório, tal como provam os testes (explorações funcionais respiratórias) que permitem a medida da capacidade respiratória.

Conforme o estado do doente e a gravidade da doença, a homeopatia atua sozinha ou em complemento da alopatia.

Os principais medicamentos da asma crónica são: Ammonium carbonicum, Antimonium tartaricum, Arsenicum album, Blatta orientalis, Carbo vegetabilis, Hepar sulfur, Kalium carbonicum, Naja tripudians, Natrum sulfuricum, Psorinum, Quebracho, Sulfur.

Bronquite crónica

A bronquite crónica apresenta, a curto ou a longo prazo, os mesmos riscos que a asma. Ou seja, as sobreinfecções pulmonares e a insuficiência respiratória crónica

Os medicamentos mais correntes da bronquite crónica são Ammonium carbonicum, Antimonium sulfuratum aureum, Antimonium tartaricum, Blatta orientalis, Carbo vegetabilis, Natrum sulfuricum, Psorinum, Sonega, Sulfur.

Para evitar e prevenir as sobreinfecções dos brônquios e dos pulmões, os medicamentos úteis nesta fase são: Hepar sulfur, Mercurius solubilis, Silicea.

O interesse destes medicamentos consiste em espaçar as afeções e também encurtar uma eventual acamação muitas vezes na origem da perda de autonomia do sujeito de idade. Esta última pode aparecer num prazo muito curto durante uma doença aguda, após dez dias de acamação por exemplo.

Originally posted 2014-03-28 12:09:38.

MG 0194 - Orgânica

Orgânica

Orgânica (doença): doença em relação com uma alteração permanente da estrutura de um órgão. Opõe-se à doença funcional provocada unicamente por perturbações do funcionamento do órgão.

Originally posted 2014-04-17 09:49:53.

Highlighted human lung 745184 - Bronquites crónicas

Bronquites crónicas

A bronquite crónica é uma doença dos brônquios definida clinicamente pela presença de uma tosse e de uma expetoração (escarro) persistente pelo menos três meses por ano, dois anos consecutivos.

O número avaliado de sujeitos 1,8 que sofrem desta afeção é de 2,5 milhões dos quais 500.000 são mulheres. É responsável por 50.000 mortes por ano – ou seja, duas vezes mais do que o cancro bronco pulmonar – e custa em despesa de saúde à coletividade cinco biliões de francos por ano.

Para além disso, é uma doença ignorada, porque os fumadores acham normal tossir e expetorar.

Diagnóstico

A bronquite crónica é definida pela associação de uma tosse e de uma expetoração durante pelo menos trás meses por ano e pelo menos dois anos consecutivos.

O perfil típico do bronquítico crónico é um homem com mais de quarenta e cinco anos. Fumando paio menos um maço de cigarros por dia. vivendo numa atmosfera poluída. Os fatores de risco suplementares desta doença são as infecções respiratórias de origem virai na pequena infância as alergias, o alcoolismo.

Tratamento

O tratamento homeopático desta doença exige uma consulta medica e impõe cessar de fumar A bronquite crónica, pelas suas complicações (sobre infeciones brônquicas invernais, gripe, insuficiência respiratória crónica), as suas doenças associadas (asma, enfisema, insuficiência cardíaca), necessitam de um seguimento medico estrito e de um sério conhecimento da homeopatia.

Pela sua atividade, evita o aparecimento de infecções respiratórias e permite que o individuo seja tratado globalmente.

A maioria dos sintomas descritos no capitulo sobre as tosses pode ajudá-lo temporariamente. Portanto, consulte o capitulo sobre as tosses grossas, e o capitulo sobre a bronquite crónica das pessoas de idade.

Originally posted 2014-03-27 13:02:32.