Artigos

mujer bebe varicela - Dentes a romper

Dentes a romper

Os dentes a romper são um problema benigno que pode estragar a vida da criança e a dos pais. Os tratamentos homeopáticos são muito eficazes neste indicação.

Tratamento

  • Chamomilla vulgaris: as mães que conhecem o “truque” dão, muitas vezes com êxito e eficácia, de uma maneira quase sistemática, Chamomilla vulgaris quando a criança tem dor de dentes. Saiba que este medicamento é ainda mais indicado e portanto ativo quando as crises aparecem:
  1. numa criança normalmente — ou que se tornou devido à dor que não tolera insuportável, colérica, caprichosa.
  2. e/ou são acompanhadas por sinais gerais: febre com suores quentes no rosto.

A bochecha do lado do dente a romper está vermelha e quente, ao passo que a outra está fria. As dores pioram quando o biberão está quente (gritos); e melhoram quando andamos de criança ao colo ou a embalamos.

  • Chamomilla vulgaris também é indicado quando a crise provoca:
  • uma otite média aguda;
  • e/ou uma diarreia esverdeada com um cheiro fétido de ovos podres, e uma colite reconhecida pela agitação (“se se torcer como uma cobra”) e os gritos da criança;
  • e/ou uma rinofaringite com uma tosse noturna que não acorda a criança.

Posologia:

  • Se utilizar Chamomilla vulgaris a titulo sistemático sem a presença dos sinais supracitados, dará: Chamomilla vulgaris 5CH, 2 grânulos de quarto em quarto de hora, depois espace a dose logo que começam a aparecer melhoras.
  • Se encontrar os sinais precedentes, a criança deve tomar Chamomilla vulgaris 15CH; 2 grânulos de quarto em quarto de hora fazem ceder rapidamente a dor.

Acrescentará

  • Coffea cru da 7CH, se, para além disso, a criança tiver dificuldades para dormir, porque, tal como para Chamomilla vulgaris, as dores pioram com as bebidas quentes, mas melhoram com água fria (o molho de chaves dos pais está muitas vezes na boca).
  • Ferrum phosphoricum 7CH, no caso de otite associada.
  • Mercurius solubilis 7CH, se a criança babar na almofada e tiver a língua branca e febre.
  • Rheum 5CH. quando a diarreia torna a criança caprichosa e agitada, quando grita antes de ir à casa-de-banho e o cheiro azedo das fezes se espalha pelo corpo apesar aos cuidados de limpeza.
  • Staphysagria 9CH, se ficar com muito mau humor.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia se necessário.

Originally posted 2014-04-02 14:16:52.

vaikas gydo pacientas 61806523 - Tratamento das Diarreias

Tratamento das Diarreias

Diarreias simples

Sem dentes a romper

  • China rubra 5CH. se a diarreia de fezes amareladas for indolor, acompanhada por muitos gases e um inchaço importante, seguida por um grande cansaço.
  • Hepar sulfur 5CH. se a diarreia de fezes brancas ou esverdeadas, com um cheiro ácido ou azedo, piorar com bebidas frias.
  • Ipeca 5CH, quando a diarreia tem fezes esverdeadas, com vómitos, língua limpa, ou seja, cor-de-rosa e húmida. A criança mais velha dirá que continua com náuseas apesar dos vómitos.
  • Nux vomica 5CH; diarreia com pequenas fezes e vómitos, língua branca na sua parte posterior. Nesse caso, a criança que pode exprimir-se dirá que a diarreia não alivia as suas dores abdominais, mas que. em contrapartida, as suas náuseas acalmam com os vómitos. A sesta favorecida pela sonolência a seguir às refeições ajuda a criança a recuperar.
  • Dulcamara 5CH. diarreia verde-amarela no Verão ou quando o tempo arrefece ou se toma húmido.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

Com dentes a romper

  • Chamomilla vulgaris 5CH, no caso de diarreia com um cheiro fétido, de “ovos podres”, e de uma colite que reconhecemos pelos gritos da criança e pela maneira como se torce. A bochecha está vermelha no lado em que o dente está a romper.
  • Podophyllum 7CH, se a criança ficar mais aliviada quando aperta os maxilares ou os dentes, “mordendo” objetos com força, se tiver as bochechas vermelhas e uma diarreia amarelada, fétida e indolor.
  • Rheum 5CH, quando a diarreia torna a criança caprichosa e agitada, quando esta última grita antes de ir à casa-de-banho e quando o cheiro azedo das fezes predomina e subsiste no corpo apesar dos cuidados de limpeza.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois 3 vezes por dia durante 6 dias.

No caso de indigestão

Para os bebés que não digerem o leite

  • Aethusa cynapium 5CH: o leite provoca uma gastroenterite com fezes esverdeadas e vómitos precoces de leite ou tardios de coágulos.
  • China rubra 5CH: diarreia liquida indolor, fétida, com muitos gases, que aparece num bebé com o ventre muito inchado.
  • Magnesia carbónica 5CH, para os bebés nos quais o leite de vaca — ou o excesso de lacticínios — provoca colites (o bebé torce se todo enquanto toma o biberão) com flatulência, acompanhadas por uma diarreia de fezes esverdeadas com um cheiro azedo e vómitos ácidos,
  • Natrum carbonicum 5CH, quando o leite provoca inchaço e uma diarreia gromosa alaranjada “como polpa de laranja”, sem vómitos.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias, depois; 3 vezes por dia durante 6 dias.

Atenção!

Se a diarreia persistir, aconselho o leitor a consultar um médico, porque alguns bebés apresentam intolerâncias ao leite que é necessário tratar.

Originally posted 2014-04-02 15:07:41.

875113852 - Tratamento de Otites

Tratamento de Otites

No bebé com menos de três meses

A paracentese (pequena incisão no tímpano) é praticada quase sistematicamente.

Na criança mais crescida

De uma maneira sistemática, logo que suspeita uma otite, pode dar:

  • Capsicum 5CH e Pyrogenium 5CH, associados a:
  • Belladonna 5CH, no caso de febre alta de face vermelha.
  • Ferrum phosphoricum 5CH, no caso de febre moderada e face pálida.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia, depois 5 vezes por dia nos 2 dias seguintes e a seguir 3 vezes por dia durante 3 dias.
Na ausência de melhoras nos dois dias que se seguem, vá a uma consulta com a criança.

Tratar a rinofaringite

Trate a rinofaringite habitualmente associada e sobretudo desentupa o nariz da criança, fazendo instilações nasais de soro fisiológico acondicionado em fraco unidose.

Originally posted 2014-04-02 10:07:39.

febre resfriado crianca - Tratamento das Febres de Criança

Tratamento das Febres de Criança

  • Se a criança não transpira, tem sede de grandes quantidades de água: Aconitum napellus.
  • Se a criança não transpira, tem sede de pequenas quantidades de água: Arsenicum album.
  • Se a criança não transpira, não tem sede e tem a pela seca com transpiração: Apis mellifica.
  • Se a criança não transpira, não tem sede e tem prostração e tremores: Gelsemium sempervirens.
  • Se a criança transpira, tem uma sede intensa e febre com arrepios e dores no corpo: Arnica montana.
  • Se a criança transpira, tem uma sede intensa e febre alta, com um início brutal: Belladonna.
  • Se a criança transpira, tem uma sede intensa e febre com início progressivo: Bryonia alba.
  • Se a criança transpira, tem uma sede intensa e febre com arrepios e suores viscosos: Mercurius solubilis.
  • Se a criança transpira, tem uma sede intensa e febre com terrores nocturnos e suores que não acalmam: Stramonium.
  • Se a criança transpira, tem uma sede moderada e quando há dentes a romper: Chamomilla vulgaris.
  • Se a criança transpira, tem uma sede moderada e uma febre moderada com palidez e vermelhidão no rosto: Ferrum phosphoricum.
  • Se a criança transpira, não tem sede mas tem febre com arrepios: Pulsatilla.

Originally posted 2014-04-02 13:39:34.

1dandelion3 - As circunstancias do aparecimento

As circunstancias do aparecimento

São os acontecimentos que supostamente estão na origem da doença. São evidentes quando precedem imediatamente a doença: uma gripe depois de ter apanhado frio, por exemplo. São difíceis de encontrar quando são muito anteriores à doença.

Exemplo: As cefaleias ou um aumento de peso podem ser a consequência de um traumatismo craniano que aconteceu seis meses ou um ano antes. Natrum sulfuricum ou Hypericum podem ser então indicados.

A noção de etiologia será desenvolvida no parágrafo seguinte na classificação dos sinas homeopáticos.

Os sinais concomitantes

São as perturbações orgânicas ou funcionais, ou os outros sintomas que acompanham sinal homeopático.

Exemplos: Chamomilla vulgaris é indicada quando as crianças têm os dentes a romper e a
diarreia característica.

  •  os sinais locais são uma bochecha quente e vermelha do lado em que o dente está a romper, e uma bochecha pálida e fria no oposto;
  • os sinais gerais traduzem -se pela agitação e pelo nervosismo da criança;
  • os sinais locais e gerais são os sinais concomitantes do sinal homeopático procurado.

Como é que um sintoma se torna um sinal homeopático as suas características

  1. as suas modalidades
  2. as suas circunstâncias de aparecimento
  3. os seus sinais de acompanhamento

De tudo isto, não devemos esquecer que um sinal banal explicado pelo doente pode tomar-se um sinal homeopático se as suas particularidades reconhecidas (qualificação, modalidades, circunstâncias de aparecimento, sinais concomitantes) através de um interrogatório rigoroso permitam encontrá-lo na maioria medica.

Todavia, nem todos os sinais homeopáticos, mesmo bem individualizados, têm o mesmo valor para a prescrição.

Originally posted 2014-03-25 16:17:54.