Artigos

1dandelion3 - As circunstancias do aparecimento

As circunstancias do aparecimento

São os acontecimentos que supostamente estão na origem da doença. São evidentes quando precedem imediatamente a doença: uma gripe depois de ter apanhado frio, por exemplo. São difíceis de encontrar quando são muito anteriores à doença.

Exemplo: As cefaleias ou um aumento de peso podem ser a consequência de um traumatismo craniano que aconteceu seis meses ou um ano antes. Natrum sulfuricum ou Hypericum podem ser então indicados.

A noção de etiologia será desenvolvida no parágrafo seguinte na classificação dos sinas homeopáticos.

Os sinais concomitantes

São as perturbações orgânicas ou funcionais, ou os outros sintomas que acompanham sinal homeopático.

Exemplos: Chamomilla vulgaris é indicada quando as crianças têm os dentes a romper e a
diarreia característica.

  •  os sinais locais são uma bochecha quente e vermelha do lado em que o dente está a romper, e uma bochecha pálida e fria no oposto;
  • os sinais gerais traduzem -se pela agitação e pelo nervosismo da criança;
  • os sinais locais e gerais são os sinais concomitantes do sinal homeopático procurado.

Como é que um sintoma se torna um sinal homeopático as suas características

  1. as suas modalidades
  2. as suas circunstâncias de aparecimento
  3. os seus sinais de acompanhamento

De tudo isto, não devemos esquecer que um sinal banal explicado pelo doente pode tomar-se um sinal homeopático se as suas particularidades reconhecidas (qualificação, modalidades, circunstâncias de aparecimento, sinais concomitantes) através de um interrogatório rigoroso permitam encontrá-lo na maioria medica.

Todavia, nem todos os sinais homeopáticos, mesmo bem individualizados, têm o mesmo valor para a prescrição.

Originally posted 2014-03-25 16:17:54.

fundo02 - Como dar os granulos ao meu filho?

Como dar os granulos ao meu filho?

Para as crianças com mais de um ano, a maneira de tomar os grânulos é a mesma que a dos adultos.

Para os bebés de 6 meses a um ano. os grânulos podem ser dados sem perigo ás crianças para chucharem, à condição de lhes colocar na boca um de cada vez.

Antes dos 6 meses, é preferível deixar derreter os grânulos ou as doses num biberão com água. Se os grânulos tiverem de ser dados uma vez por dia, o biberão terá de ter pouca água (não utilizar leite ou outros líquidos) a fim de termos a certeza de que a criança engolirá tudo.

Se tiver de lhe dar o tratamento com mais frequência, a quantidade de água será mais importante. Se a criança tiver de tomar os medicamentos em cinco vezes, coloque quinze grânulos (três vezes cinco) no biberão. Em todo o caso, para recriar a dinamização, agite o biberão antes de o dar à criança.

Um outro conselho: os grânulos derretem lentamente, tome as suas precauções preparando os com avanço suficiente para os dar na hora certa. Não dê os grânulos com sumo de fruta ou bebida gaseificada.

Originally posted 2014-03-26 12:10:12.