Artigos

baby1 - Dentes a romper Parte II

Dentes a romper Parte II

Em vez de Chamomilla vulgaris prefira

  • Podophyllum 7CH, se a criança se sentir aliviada quando aperta os maxilares ou os dentes, “mordendo” objetos com forca, se tiver as duas bochechas vermelhas e uma diarreia amarelada, fétida e indolor.

Posologia 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias. depois 3 vezes por dia se necessário.

Em todos os casos, pense em aliviar a criança fazendo-lhe massagens nas gengivas com o dedo, isto é muito mais eficaz do que o creme ou o gel vendido para aliviar as dores dentárias.

Outro caso

Nevralgias dentárias sem causas evidentes

  • Magnesia muriatica 5CH, nas crianças que digerem mal o leite e cujas fezes se esmigalham à borda do ânus. como “excrementos de ovelha”.
  • Prunus spinosa 5CH. se as dores piorarem com os alimentos quentes.
  • Rhododendron 5CH, sobretudo se as dores piorarem antes de uma trovoada melhorarem depois.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias.

Dentes arrancados

Dará à criança

  • Arnica montana 9CH, sistematicamente.
  • Hypericum perforatum 15CH, se as dores forem intoleráveis e lancinantes.
  • China rubra 5CH, se a gengiva sangrar muito

Posologia: 2 grânulos de meia em meia hora, depois espace as doses quando verificar melhoras.
Dê banhos de boca à chanca com: Plantago tintura-mãe, 30 gotas em meio copo de água.

Os dentes são difíceis de romper

Nos sujeitos que respondem bem:

  • Calcarea carbónica 15CH, nos lindos bebés bem gordinhos.
  • Calcarea phosphorica 15CH, nos bebés grandes com peso normal.
  • Silicea 15CH, nos bebés magros com um ventre e uma cabeça volumosos que fazem contraste com a magreza dos membros.
  • Tuberculinum 15CH, sobretudo quando os dentes começam a romper bastante tarde.

Posologia: 2 grânulos ao levantar, como tratamento de fundo, do medicamento mais próximo.

Cáries dentárias da primeira dentição

Se os dentes forem escuros e esmigalharem-se, associe Kreosotum 7 CH e Staphysagria 7CH.

Posologia: 2 grânulos de cada medicamento ao acordar e ao deitar durante 2 meses.

Originally posted 2014-04-02 14:32:28.

Os Reflexo de cultura médica

“O meu bebé te o nariz a pingar, devo levá-lo imediatamente ao médico?”

Não. Pode tentar um tratamento e esperar alguns dias para ver o resultado.

“O meu bebé tem diarreia as fezes são muito frequentes e abundantes desde há vinte e quatro horas, posso ainda esperar um ou dois dias?”

Não. Já esperou demasiado, o risco de desidratação é maior nos bebes, porque estes últimos perdem muito rapidamente peso no caso da diarreia, sobretudo se também tiverem vómitos.

Um bebe de 4 quilos que emagreceu 400 gramas (10% do deu peso) está em perigo. Isto pode acontecer muito depressa quando diarreias e vómitos dominam. É imperativo ir consultar imediatamente o médico.

“O meu filho tem os dentes a romper o que provoca fezes moles e um pouco da febre, posso esperar antes da ir com ele a uma consulta?”

Sim. Não há qualquer urgência, pode tratar tranquilamente o seu filho, sobretudo que há excelentes medicamentos homeopáticos para esse fim.

“O meu filho com 2 anos tem febre, já teve convulsões, posso tratá-lo sozinha?”

Não. Corre o risco de ter novamente convulsões, deve ir ao medico

“A minha filha tem febre (38º, 38º5), dores na barriga e náuseas, devo leva-la Imediatamente ao medico?”

Sim. Tem perfeitamente razão, estes sintomas podam fazer temer uma crise de apendicite aguda.

“O meu filho tem dores na garganta e febre (38º, 38º5), devo levá-lo médico?”

Não, pode fazer um tratamento durante quarenta e oito horas antes de decidi ou não consultar um médico era função da evolução.

“Há já alguns dias que tenho dores no joelho, este último começou a inchar, a ficar vermelho, e eu começo a ter febre, devo continuar o tratamento que empreendi?”

Não, deve ir consultar um médico, porque o seu estado vai agravar-se com a ausência a tratamento efícaz.

“Recomeço a minha já sem conta crise da artrose, posso tentar aliviar-me durante alguns dias?”

Perfeitamente. Pode consultar um médico que fará o diagnostico da erupção cutânea e procurará uma eventual doença sexualmente transmissível.

“Apareceram-me pala primeira vez borbulhas ao nível dos órgãos genitais penso que é um herpes genital, posso tratar-me sozinho?”

Não, Deve consultar um médico que fará o diagnostico da erupção cutânea e procurara urna eventual doença sexualmente transmissível.

“Há cinco dias que me trato sozinho sem êxito, devo tentar ainda um novo tratamento?”

Não. Deve consultar devido pelo menos a duas razoes a primeira, fez um mau diagnostico, o tratamento não tem qualquer probabilidade de ser eficaz: a segunda, reconheceu bem a doença, mas enganou-se no tratamento, não se curará

“Há já dois dias que me traio, e o meu estado piora, devo persistir ou mudar da tratamento?”

Também aqui, existem as duas possibilidades que acabámos de ver, mas também uma outra
ligada à agravação possível de um tratamento homeopático, bem escolhido no início do tratamento. Deve consular um médico.

Originally posted 2014-03-26 12:44:24.

gardnarellez - Tuberculinum

Tuberculinum

Origem

É a tuberculina bruta obtida a partir da cultura em meio glicerinado de Mycobacterium tuberculosis de origem humana e bovina.

Não é um medicamento da tuberculose; ao contrário, nesta patologia, a sua utilização é contraindicada, porque pode reativar a doença. É o medicamento central do modo tuberculinico.

Indicações

Doenças do bebé e da criança pequena

Das crianças que respondem bem.

  • Perturbações ORL a repetição que aparecem no tempo húmido ou são desencadeadas por fatores infeciosos nas crianças com amígdalas grossas e vegetações adenoides.

Indicações: rinofaringites, bronquites, anginas, otites.

  • Perturbações do crescimento:
  1. ou atraso de desenvolvimento físico com crescimento tardio, dentes em atraso;
  2. ou, ao contrário, crescimento muito rápido.
  • Os eczemas secos ou húmidos da Primavera e do Outono.
  • Terçolhos iterativos.
  • Nervosismo e agitação.

No adolescente que responde bem

  • Perturbações caracteriais, espasmofilia dos adolescentes (ver os sujeitos que respondem bem na página seguinte).
  • Cefaleias dos estudantes por esgotamento intelectual.
  • Magreza ou emagrecimento dos sujeitos que respondem bem apesar de um apetite normal, até mesmo maior, mas com diarreias ou fezes moles, mais ou menos crónicas.
  • Perturbações da puberdade nas jovens com a menstruação em avanço, abundante, esgotante e lecorreias («perdas brancas»).

No adulto que responde bem

As mesmas indicações que as anteriores, às quais se acrescentam ou acentuam-se;

  • Depressão, espasmofilia São caracterizadas por uma ansiedade e uma emotividade extremas, manifestadas através de uma febrilidade e de uma agitação doentias Estas perturbações são acompanhadas por tristeza, pena, desgosto, e lacrimação que piora ao acordar.
  • Reumatismos sem localização precisa mas com dores que mudam muitas vezes de lugar, começam e acabam brutalmente, e pioram com o tempo húmido.
  • Infeções urinárias a repetição.
  • Tosse noturna que piora de noite. O doente tosse enquanto dorme sem ser acordado.

Tuberculinum convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • Fatores infeciosos «espontâneos» ou induzidos:
  1. por vacinas vivas: BCG, ROR, ROUVAX, RUDIVAX, DT Coq;
  2. por doenças alergizantes sarampo, coqueluche, hepatite virai, mononucleose infeciosa.
  3. por antibioterapias repetidas.
  • Fatores dietéticos na origem de carências alimentares, ou de desmineralização.

As modalidades forem:

  • Uma agravação numa atmosfera confinada, com o tempo húmido e frio, com as temperaturas extremas, com o mais pequeno esforço, com a fadiga.
  • Melhoras ao grande ar, com o movimento.

Os sujeitos que respondem bem a Tuberculinum

O bebé com o olhar vivo e alegre, já é agitado.

Criança, é remexida e turbulenta, cresce muito – a sua futura constituição longilínea começa a adivinhar-se -, torna-se friorenta mas com necessidade de ar, cansa-se depressa e mantém-se magra apesar de ter um apetite normal.

Fraca fisicamente, é precoce intelectualmente. As suas constipações frequentes complicam-se muitas vezes com bronquite; as suas amígdalas são grossas.

Adulto, o seu aspeto longilíneo é nítido e característico, tal como a sua instabilidade nervosa que se traduz por uma hiperemotividade, uma variabilidade de humor, um nervosismo, uma irritabilidade acompanhada por fúrias na mais pequena ocasião.

Esta instabilidade repercuta-se em todas as áreas da vida (profissionais ou sentimentais) e manifesta-se a mínima através de uma predileção pronunciada pelas mudanças de casa, pelos rearranjos interiores (frequentes mudanças de lugar dos móveis ou dos objetos do apartamento), e pelas viagens.

Fisicamente, os sujeitos que respondem bem são na maioria das vezes altos, magros, friorentos, cansam-se muito rapidamente e transpiram com o mais pequeno esforço.

O seu apetite é bom, têm uma tendência marcada para a diarreia, para os suores noturnos e para as perturbações venosas.

Posologia

Em todas estas perturbações, a prescrição é mais hebdomadária: Tuberculinum 15CH, uma dose por semana integrada num tratamento de fundo: exceto para as tosses, Tuberculinum 5CH, classicamente.

Originally posted 2014-04-14 14:37:13.