alimentos-selenio

Origem

O selénio, símbolo Se, de massa atómica 78,96, é um oligo-elemento essencial descoberto em 1817 pelo sueco Berzelius. É um metalóide utilizado em oligoterapia, principalmente na prevenção da senescência e das doenças cardiovasculares, que teria uma atividade anticancerosa.

As fontes alimentares mais ricas em selénio são a carne, o peixe, os frutos secos, os cogumelos, o alho, a cebola. Devemos desconfiar dos complementos alimentares ricos em selénio, porque o limite entre a dose tóxica e a dose útil está muito próximo. Por isso, peça conselhos ao seu médico.

Indicações

Esgotamento intelectual

  • Dos estudantes, consecutivo a um excesso de trabalho, a uma falta de sono com:
  1. abatimento físico;
  2. depressão nervosa, perda de memória.
  • Dos sujeitos de idade com perturbações da memória.
  • Com abusos de excitantes, de café, de álcool, sobretudo de chá, na origem de cefaleias.

Fraqueza sexual

  • A seguir a excessos, ou nos sujeitos de idade.
  • Por vezes com ejaculação precoce ou impotência, apesar de o desejo se manter.

Acne, alopecia

  • Do adolescente cuja pele oleosa, seborreica está coberta de pontos negros.
  • Queda precoce do cabelo, com seborreia e caspa.

Selenium convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o tempo quente, soalheiro, com o esgotamento intelectual, falte de sono, excessos sexuais.

Originally posted 2014-04-14 09:35:37.

Comments

comments