Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/guiahome/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/guiahome/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Está a visualizar medicamentos homeopatia e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa para que serve sabadilla d4. Encontre os melhores tratamentos através da homeopatia! calcarea carbonica, ignatia amara, histaminum, nux vomica para que serve, argentum nitricum, mercurius solubilis, nux vomica.

Sabadilla

30 Nov -0001
0 Comment
Sabadilla

Origem Sabadilla, a cevadilha, da família das liliáceas, é uma planta herbácea vivaz originária da América central e do México onde se serviam dela sob a forma de pó para lutar contra os piolhos. Composição A tintura-mãe, preparada a partir da semente seca, contém alcaloides tóxicos. Indicações Rinite alérgica Caracterizada: pelos seus espirros em descarga; […]

Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

30 Nov -0001
0 Comment
Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

Como tomar os grânulos homeopáticos? Fácil 10 antes das refeições. Não utilize os dedos, deite os grânulos na tampa que serve para isso. Sozinhos, sem agua. Sob a língua. Simples Dois ou três, uma ou varias vezes pro dia, para os grânulos O tubo inteiro, uma vez por semana, para as doses. Pratico Pode tomar […]

O Placebo

30 Nov -0001
0 Comment
O Placebo

Medicamento e placebo O placebo é uma substancia neutra, muitas vezes açúcar, que não tem teoricamente qualquer atividade farmacológica e, portanto, não pode teoricamente curar um doente. Serve de referência, é o nível zero do mar, o meridiano de Greenwich, é em relação a ele que a eficácia de um medicamento é avaliada. Tem todas […]

Nux moschata

30 Nov -0001
0 Comment
Nux moschata

Origem Nux moschata, a noz-moscada, é o fruto do moscadeiro, uma árvore da família das miristicáceas, descoberta pelos portugueses em 1512 nas Molucas de onde é originária. Atualmente, parece que desapareceu desta região no estado selvagem, mas é aí cultivada assim como na ilha de Grenada nas Antilhas. Composição A amêndoa do fruto que serve […]

Qual forma e qual diluição?

30 Nov -0001
0 Comment
Qual forma e qual diluição?

“Quando optar por uma dose ou por grânulos?” Conforme os hábitos, a utilização de doses ou de grânulos tanto se justifica nos casos agudos como nas doenças crónicas. De uma maneira geral, a utilização de doses faz-se pontualmente: nos casos agudos, por ocasião de uma picada de abelha, uma dose de Apis mellifica 15CH pode […]

Comichão Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Comichão Parte II

Comichões ligadas a causas identificadas Provocadas por lombrigas (oxiurose) As comichões do nariz e do ânus são facilmente notadas na criança. Dois medicamentos são principalmente indicados:  Cina 9CH., nas crianças muito nervosas, caprichosas, que rangem os dentes de noite e acordam cheias de medo a meio da noite.  Sabadilla 9CH, quando a oxiurose se manifesta […]

Primeira Impressão Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Primeira Impressão Parte II

Para lembrar Em homeopatia, a aparência física tem uma importância secundária As constituições datam do século XIX: corresponderiam a morfologias e a temperamentos característicos, que predisporiam para doenças. De facto, variam em função da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. A constituição é fixa no tempo, descreve homens de boa […]

Tratamento das dores abdominais das criança

30 Nov -0001
0 Comment
Tratamento das dores abdominais das criança

Tratamento Dores abdominais de origem digestiva Provocadas por uma gastroenterite (sem vómitos) A escolha do medicamento depende de duas modalidades: se a criança se sentir melhor dobrada ao meio: Colocynthis 5CH: se a criança sofrer de dores tipo cãibras, de espasmos (que melhoram quando se dobra ao meio. com o calor, com a pressão no […]

Dermatologia

30 Nov -0001
0 Comment
Dermatologia

A pele — envelope do corpo — é o órgão que nos põe em relação com o exterior. Às suas funções de proteção e de recuperação física dos tecidos subjacentes acrescentam-se as de defesa do organismo contra as agressões externas. Também desempenha o papel de um termostato que gere a temperatura do corpo em relação […]

Tratamento das Rinites alérgicas

30 Nov -0001
0 Comment
Tratamento das Rinites alérgicas

Quando o corrimento nasal é irritante e a lacrimação doce O que significa que o nariz, ao pingar, irrita as narinas e a parte situada por cima dos lábios, e que as lágrimas provocadas pela alergia não são corrosivas para o contorno dos olhos. Allium cepa 5CH, se os espirros frequentes, em descarga, começarem ao […]