Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/guiahome/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/guiahome/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Está a visualizar medicamentos homeopatia e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa para qe serve staphysagria. Encontre os melhores tratamentos através da homeopatia! calcarea carbonica, ignatia amara, histaminum, nux vomica para que serve, argentum nitricum, mercurius solubilis, nux vomica.

Staphysagria

30 Nov -0001
0 Comment
Staphysagria

Origem Delphinium staphysagria, a erva-piolheira, é uma planta da família das ranunculáceas que cresce no sul da Europa e na bacia do Mediterrâneo. Composição A tintura-mãe preparada a partir das sementes secas, contém alcaloides tóxicos que explicam a sua atividade cutânea e vesical (sobre a bexiga). Indicações Espasmofilia Desencadeada: por contrariedades não exprimidas, contidas, recalcadas; […]

Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

30 Nov -0001
0 Comment
Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

Como tomar os grânulos homeopáticos? Fácil 10 antes das refeições. Não utilize os dedos, deite os grânulos na tampa que serve para isso. Sozinhos, sem agua. Sob a língua. Simples Dois ou três, uma ou varias vezes pro dia, para os grânulos O tubo inteiro, uma vez por semana, para as doses. Pratico Pode tomar […]

O Placebo

30 Nov -0001
0 Comment
O Placebo

Medicamento e placebo O placebo é uma substancia neutra, muitas vezes açúcar, que não tem teoricamente qualquer atividade farmacológica e, portanto, não pode teoricamente curar um doente. Serve de referência, é o nível zero do mar, o meridiano de Greenwich, é em relação a ele que a eficácia de um medicamento é avaliada. Tem todas […]

Nux moschata

30 Nov -0001
0 Comment
Nux moschata

Origem Nux moschata, a noz-moscada, é o fruto do moscadeiro, uma árvore da família das miristicáceas, descoberta pelos portugueses em 1512 nas Molucas de onde é originária. Atualmente, parece que desapareceu desta região no estado selvagem, mas é aí cultivada assim como na ilha de Grenada nas Antilhas. Composição A amêndoa do fruto que serve […]

Qual forma e qual diluição?

30 Nov -0001
0 Comment
Qual forma e qual diluição?

“Quando optar por uma dose ou por grânulos?” Conforme os hábitos, a utilização de doses ou de grânulos tanto se justifica nos casos agudos como nas doenças crónicas. De uma maneira geral, a utilização de doses faz-se pontualmente: nos casos agudos, por ocasião de uma picada de abelha, uma dose de Apis mellifica 15CH pode […]

Primeira Impressão Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Primeira Impressão Parte II

Para lembrar Em homeopatia, a aparência física tem uma importância secundária As constituições datam do século XIX: corresponderiam a morfologias e a temperamentos característicos, que predisporiam para doenças. De facto, variam em função da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. A constituição é fixa no tempo, descreve homens de boa […]

Tratamento de Cistite

30 Nov -0001
0 Comment
Tratamento de Cistite

Tratamento das crises Cantharis vesicatora 5CH é o medicamento das cistites com ardores urinários que aparecem antes, durante e a seguir a cada micção. Equisetum hiemale 5CH, quando a dor na bexiga não melhora urinando e os ardores urinários aparecem em fim de micção e logo a seguir. Formica rufa 5CH, quando as urinas são […]

Pequenas feridas superficiais

30 Nov -0001
0 Comment
Pequenas feridas superficiais

Diagnóstico Avalie o grau de gravidade da ferida. Se a considerar demasiado importante ou se o estado do ferido lhe inspirar a mais pequena inquietude, chame um médico. Na ausência de traumatismo craniano, de localizações especiais (olho) e de corte de una artéria, com um pouco de bom senso e de experiência, todas as pequenas […]

Calázio

30 Nov -0001
0 Comment
Calázio

Diagnóstico Os calázios são pequenos quistos na pálpebra que se sobreinfectam facilmente e, no geral, aparecem espontaneamente ao fim de alguns meses. No principio do seu desenvolvimento, podem assemelhar-se a um terçollho, porque a pálpebra pode infetar e irritar-se durante alguns dias. A seguir, a inflamação desaparece, para deixar lugar a um pequeno quisto redondo […]

Terçolho

30 Nov -0001
0 Comment
Terçolho

Diagnóstico É um furúnculo de uma pestana de pálpebra, associado ou não a uma inflamação da borda da pálpebra (blefarite). Tratamentos Primeira recomendação: não lhe toque. Logo ao princípio Como nos calázios: Apis mellifica 5CH, quando o edema da pálpebra predomina. Aconitum napellus 5CH, se o terçollho aparecer durante o tempo frio e seco. Belladonna […]