Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/guiahome/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/guiahome/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Está a visualizar medicamentos medicamentos e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa dulcamara ch200 praque serve. Encontre os melhores tratamentos através da homeopatia! calcarea carbonica, ignatia amara, histaminum, nux vomica para que serve, argentum nitricum, mercurius solubilis, nux vomica.

Dulcamara

30 Nov -0001
0 Comment
Dulcamara

Origem Parente selvagem do tomate e da batata, a erva-moira doce-amarga, Solanum dulcamara, é uma planta tóxica da família das solanáceas. É um subarbusto com bagas vermelhas e flores violetas que encontramos muitas vezes nas moitas, nas sebes e nos taludes. Deve o seu nome à presença de dois saponócidos que estão na origem do […]

Verrugas

30 Nov -0001
0 Comment
Verrugas

São tumores benignos contagiosos, que atacam cerca de 10% da população. São provocadas por papilomavírus dos quais mais de sessenta tipos são hoje conhecidos. Cuidado para não confundir com outros tumores cutâneos. Diagnostico Existem vários tipos de verrugas as verrugas vulgares são as mais espalhadas na população. Rugosas, com os limites nítidos, indolores, estão localizadas […]

Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

30 Nov -0001
0 Comment
Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

Como tomar os grânulos homeopáticos? Fácil 10 antes das refeições. Não utilize os dedos, deite os grânulos na tampa que serve para isso. Sozinhos, sem agua. Sob a língua. Simples Dois ou três, uma ou varias vezes pro dia, para os grânulos O tubo inteiro, uma vez por semana, para as doses. Pratico Pode tomar […]

O Placebo

30 Nov -0001
0 Comment
O Placebo

Medicamento e placebo O placebo é uma substancia neutra, muitas vezes açúcar, que não tem teoricamente qualquer atividade farmacológica e, portanto, não pode teoricamente curar um doente. Serve de referência, é o nível zero do mar, o meridiano de Greenwich, é em relação a ele que a eficácia de um medicamento é avaliada. Tem todas […]

Nux moschata

30 Nov -0001
0 Comment
Nux moschata

Origem Nux moschata, a noz-moscada, é o fruto do moscadeiro, uma árvore da família das miristicáceas, descoberta pelos portugueses em 1512 nas Molucas de onde é originária. Atualmente, parece que desapareceu desta região no estado selvagem, mas é aí cultivada assim como na ilha de Grenada nas Antilhas. Composição A amêndoa do fruto que serve […]

Qual forma e qual diluição?

30 Nov -0001
0 Comment
Qual forma e qual diluição?

“Quando optar por uma dose ou por grânulos?” Conforme os hábitos, a utilização de doses ou de grânulos tanto se justifica nos casos agudos como nas doenças crónicas. De uma maneira geral, a utilização de doses faz-se pontualmente: nos casos agudos, por ocasião de uma picada de abelha, uma dose de Apis mellifica 15CH pode […]

Os medicamentos homeopáticos

30 Nov -0001
0 Comment
Os medicamentos homeopáticos

Seleciones os medicamentos que lhe são uteis em função das doenças e dos seus modos de reação a estas últimas. Reabasteça-o logo que um tubo acabou, para evitar ser apanhado de surpresa. No caso de Tenha à mão Contusões musculares Arnica montana 5CH em tubos-grânulos. Arnica montana 9CH em doses. Entorses Arnica montana 5CH, Ruta […]

Rinofaringites

30 Nov -0001
0 Comment
Rinofaringites

As rinofaringites agudas são necessárias para a aquisição progressiva de uma imunidade local e geral na criança de seis meses a sete anos, consideramos que antes desta idade todas as tiveram uma rinofaringite. A infeção e a inflamação das vias respiratórias provocam um tento nasal e faríngeo — ou seja, pelo nariz e pelo fundo […]

Primeira Impressão Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Primeira Impressão Parte II

Para lembrar Em homeopatia, a aparência física tem uma importância secundária As constituições datam do século XIX: corresponderiam a morfologias e a temperamentos característicos, que predisporiam para doenças. De facto, variam em função da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. A constituição é fixa no tempo, descreve homens de boa […]

Tratamento de perturbações esfincterianas

30 Nov -0001
0 Comment
Tratamento de perturbações esfincterianas

Enuresia sem horários especiais Com micções abundantes Equisetum 9CH, nas crianças magras e friorentas que sentem uma ligeira irritação que urinam (sem infeção urinária). A dar em associação com Silicea. Plantago 9CH, nas crianças que têm sempre sede. Posologia (para todos estes medicamentos); 2 grânulos ao deitar. Dos sujeitos que respondem bem Cina 9CH, enuresia […]