Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /home/guiahome/public_html/wp-content/plugins/fast-wordpress-search/fwp-search.php on line 210 and defined in /home/guiahome/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Está a visualizar medicamentos homeopatia e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa cuprum metalicum para q serve. Encontre os melhores tratamentos através da homeopatia! calcarea carbonica, ignatia amara, histaminum, nux vomica para que serve, argentum nitricum, mercurius solubilis, nux vomica.

Cuprum metallicum

30 Nov -0001
0 Comment
Cuprum metallicum

Origem O cobre metálico – de número atómico 29 e de peso molecular 63,54 – utilizado na indústria química é um pó de teor superior a 99 %. É um notável agente antiviral e antimicrobiano muito utilizado em oligoterapia nas doenças infeciosas, nos estados gripais. Indicações Cãibras violentas É um medicamento de uma eficácia notável […]

Tiques

30 Nov -0001
0 Comment
Tiques

O tique traduz a angústia de uma criança face a uma autoridade parental demasiado viva. Um tratamento homeopático evita recorrer a algumas drogas alopáticas que podem criar uma de-pendência. Diagnóstico O tique é um gesto brusco, indolor, repetitivo, mais ou menos incontrolado, que se encontra nos sujeitos emotivos, tímidos, ansiosos. Os tiques acentuam-se com as […]

Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

30 Nov -0001
0 Comment
Como é que se tomam os medicamentos homeopáticos

Como tomar os grânulos homeopáticos? Fácil 10 antes das refeições. Não utilize os dedos, deite os grânulos na tampa que serve para isso. Sozinhos, sem agua. Sob a língua. Simples Dois ou três, uma ou varias vezes pro dia, para os grânulos O tubo inteiro, uma vez por semana, para as doses. Pratico Pode tomar […]

O Placebo

30 Nov -0001
0 Comment
O Placebo

Medicamento e placebo O placebo é uma substancia neutra, muitas vezes açúcar, que não tem teoricamente qualquer atividade farmacológica e, portanto, não pode teoricamente curar um doente. Serve de referência, é o nível zero do mar, o meridiano de Greenwich, é em relação a ele que a eficácia de um medicamento é avaliada. Tem todas […]

Diferença entre Oligoterapia e Homeopatia

30 Nov -0001
0 Comment
Diferença entre Oligoterapia e Homeopatia

Alguns medicamentos homeopáticos também são metais, tas corno Cuprum metallicum, o cobre, Aurum metallicum. o ouro, Ferrum metallicum, o ferro, cobaltum, o cobalto. No entanto, as indicações destes medicamentos e dos oligoelementos são diferentes, porque a sua maneira de preparação é distinta. Os oligoelementos tem uma maneira de preparação clássica; os medicamentos homeopáticos devem ser […]

Nux moschata

30 Nov -0001
0 Comment
Nux moschata

Origem Nux moschata, a noz-moscada, é o fruto do moscadeiro, uma árvore da família das miristicáceas, descoberta pelos portugueses em 1512 nas Molucas de onde é originária. Atualmente, parece que desapareceu desta região no estado selvagem, mas é aí cultivada assim como na ilha de Grenada nas Antilhas. Composição A amêndoa do fruto que serve […]

Qual forma e qual diluição?

30 Nov -0001
0 Comment
Qual forma e qual diluição?

“Quando optar por uma dose ou por grânulos?” Conforme os hábitos, a utilização de doses ou de grânulos tanto se justifica nos casos agudos como nas doenças crónicas. De uma maneira geral, a utilização de doses faz-se pontualmente: nos casos agudos, por ocasião de uma picada de abelha, uma dose de Apis mellifica 15CH pode […]

Primeira Impressão Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Primeira Impressão Parte II

Para lembrar Em homeopatia, a aparência física tem uma importância secundária As constituições datam do século XIX: corresponderiam a morfologias e a temperamentos característicos, que predisporiam para doenças. De facto, variam em função da cultura de uma sociedade e do dogmatismo médico de uma época. A constituição é fixa no tempo, descreve homens de boa […]

Tratamento da Tosse Parte II

30 Nov -0001
0 Comment
Tratamento da Tosse Parte II

Casos de tosse Na maioria das vezes, são por vezes grossas e podem encontrar-se em todas as afeções Coccus cacti 5CH: nas rinofaringites – que aparecem em tempo frio – acompanhadas por um corrimento de mucosidades espessas, amareladas, difíceis de expulsar e ataques violentes de tosse seca, espasmódica, sufocante que deixa o rosto corado. Esta […]

Dermatologia

30 Nov -0001
0 Comment
Dermatologia

A pele — envelope do corpo — é o órgão que nos põe em relação com o exterior. Às suas funções de proteção e de recuperação física dos tecidos subjacentes acrescentam-se as de defesa do organismo contra as agressões externas. Também desempenha o papel de um termostato que gere a temperatura do corpo em relação […]