1280px-Ruta_graveolens_001

Origem

Ruta graveolens, a arruda fétida, da família das rutáceas, é uma planta lenhosa vivaz com um odor forte, uma altura de 40 a 60 cm, muito tempo utilizada como abortivo. Está sobretudo espalhada nas regiões mediterrânicas e na África do Norte.

Exerce localmente uma irritação cutânea, e provoca por via oral gastroenterite, vertigens, tremores e convulsões. Era utilizada para regularizar a data da menstruação, estimular as contrações uterinas e como anti-hemorrágico.

Composição

A parte aérea da planta, a partir da qual a tintura-mãe é preparada, contém substâncias com propriedades antimicrobianas, antiespasmódicas e fototóxicas.

Indicações

Traumatismo ou esgotamento físicos

Ruta graveolens convém:

  • nas entorses, nas luxações;
  • nas tendinites dos desportivos ocasionais e excessivos.
  • nos lumbagos a seguir a um esforço;
  • nas ciáticas ou lombosciáticas, quando o estado do doente piora sentado, e melhora com o movimento ou deitado de costas.

Ruta graveolens atua sobre os ligamentos e sobre os tendões.

A dar sistematicamente associada a Arnica montana e a Rhus toxicodendron depois de uma queda, sobretudo se se acrescentar a sensação de dores no corpo, contusões e rigidez nas articulações atingidas.

Fadiga ocular

  • Provocada por uma iluminação inadaptada, insuficiente ou mal dirigida.
  • Acompanhada por dores nos globos oculares, e dificuldades para fixar as coisas com os olhos (perturbações da acomodação).
  • Nos sujeitos que fazem trabalhos minuciosos (costura, eletrónica), ou naqueles que trabalham prolongadamente em microcomputadores, ou que lêem muito.

Ruta graveolens convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o repouso, com a humidade.
  • Melhoras com o movimento, o calor.

Originally posted 2014-04-14 08:36:49.

Comments

comments