maxresdefault

Uma criança que não vai a casa-de-banho todos os dias não 6 uma criança com prisão de ventre. Respeitar as regras dietéticas é a melhor maneira para assegurar um funcionamento normal do intestino de toda a família.

Não passe a sua prisão de ventre para os seus filhos. Peça-lhes para irem à casa-de-banho a horas fixas e controle a frequência das suas fezes.

Diagnóstico

A prisão de ventre na criança define-se por uma diminuição da frequência das fezes, seja qual for o seu volume e a sua consistência. Retemos este diagnóstico quando:

  • o bebé que é amamentado ao peito tem menos de duas fezes por dia;
  • a criança mais crescida tem menos de três fezes por semana.

As fezes normais do bebé (uma a seis por dia são líquidas, grumosas, amarelo-dourado. “ovo
mexido”, contendo mais líquido do que matéria.

Desconfie, na criança mais crescida, de fezes de frequência normal mas pouco abundantes, duras e desidratadas.

Se a prisão de ventre persistir, embora tenha respeitado as regras higieno-dietéticas, aconselhamo-la a consultar um médico a fim de começar um tratamento homeopático de fundo.
Devemos sempre procurar um problema psicológico e/ou afetivo.

Regras higieno-dietética

No bebé com menos de cinco meses

Existe muitas vezes uma prisão de ventre com as preparações lácteas para bebés. Podemos ajudar a criança:

  • dando-lhe sumo de ameixa seca ou de laranja, legumes verdes;
  • utilizando uma farinha à base de cevada ou cevada-ameixas secas:
  • preparando um em cada dois biberões com agua Hepar, durante uma semana, ate mesmo um mês. mas não de uma maneira prolongada a fim de não modificar o equilíbrio iónico do bebé;
  • dando-lhe, togo que o bebé possa, pequenos pedaços de alimentos, em vez de alimentos em puré.

Na criança mais crescida

É necessário aumentar o volume das fezes da criança:

  • dando-lhe suficientemente de beber,
  • enriquecendo a sua alimentação em fibras
  • cereais (pão completo, arroz completo, farelo de arroz, farelo de trigo),
  • cereais com grão completo ao pequeno-almoço.
  • legumes secos, espinafres,
  • frutos (maçãs, laranjas)

Limitando os alimentos seguintes:

  • açúcar e bombons, arroz, cenouras, maçãs, marmelos, chocolate, pão branco, massas brancas.

Por outro lado, faça com que a criança vá à casa-de-banho a horas regulares. Isto com um duplo interesse:

  • habitua a criança a ir à casa-de-banho a horas fixas. Pode ajudá-la ao principio e durante um curto prazo com supositórios de glicerina ou com microclisteres.
  • controla a frequência das fezes.

Não adote uma atitude rígida que corre o risco de agravar a prisão de ventre.

Originally posted 2014-04-03 09:15:42.

Comments

comments