875113852 - Tratamento das dores abdominais das criança

Tratamento das dores abdominais das criança

Tratamento

Dores abdominais de origem digestiva

Provocadas por uma gastroenterite (sem vómitos)

A escolha do medicamento depende de duas modalidades:

  1. se a criança se sentir melhor dobrada ao meio:
  • Colocynthis 5CH: se a criança sofrer de dores tipo cãibras, de espasmos (que melhoram quando se dobra ao meio. com o calor, com a pressão no abdómen) e de uma diarreia muito dolorosa.
  • Cuprum metallicum 5CH: dores tipo cãibras que começam e acabam brutalmente, melhoram temporariamente com bebidas frias, e são acompanhadas por uma diarreia líquida.
  • Magnesia phosphorica 5CH, a associar a Colocynthis quando as dores apresentam as mesmas modalidades.
  1. se a criança se sentir pior dobrada ao meio:
  • Dioscorea villosa 5CH: as dores melhoram quando se inclina para trás e são acompanhadas por uma diarreia matinal e inchaço.

Posologia: pelo menos 5 vezes por dia durante 2 dias e a seguir a cada cãibra abdominal: espaçar sempre os medicamentos togo que a frequência das crises dolorosas diminuir.

Provocadas por lombrigas

Os oxiúros revelam-se na maioria das vezes através de comichão no ânus e/ou na vagina na menina. Por vezes, estão na origem de dores abdominais ou insónias.

É uma infestação intestinal benigna que ataca cerca de 20% da população infantil; as regras de higiene (lavagem meticulosa das mãos, unhas curtas) parecem ter pouco eleito sobre esta parasitose:

  • Cina 9CH, nas crianças regularmente infestadas pelas lombrigas, que sofrem de cólicas que se acalmam quando estão deitadas da barriga para bano e de comichão no ânus ou no nariz.
  • Teucrium marum 7CH: a criança tem comichão nas narinas e no ânus que piora depois depois de ir à casa-de-banho e ao deitar.
  • Sabadilla 7CH, quando o apetite e perturbado e os problemas pioram na Lua Nova e na Lua Cheia.
  • Spigelia 7CH: as dores abdominais situadas a volta do umbigo e a irritabilidade dominam as perturbações.
  • Silicea 9CH, nas crianças que respondem bem, normalmente infestadas pelos oxiúros na Lua Nova.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar durante 3 meses.

Atenção!

Estes medicamentos evitam a reinfestação. No entanto, na presença de oxiúros, é necessário fazer um tratamento clássico para tratar as crises. Saiba que os americanos não tratam esta afeção devido à sua benignidade, à sua frequência elevada e ao seu carácter reincidente.

Tratamento de terreno: Cina, Silicea.

Originally posted 2014-04-02 15:56:25.

bebê médico - Diarreias agudas

Diarreias agudas

As diarreias agudas da criança são normalmente benignas e tratam-se facilmente. Exceto no bebé com menos de três meses que corre o risco, no caso de diarreia que não foi bem tratada, de ficar com uma desidratação em menos de vinte e quatro horas.

Diagnóstico

As diarreias agudas são caracterizadas pela emissão súbita de fezes frequentes e abundantes.
Saiba que:

  • as fezes normais de um bebé que é alimentado ao leite materno são amarelo-douradas e sem-líquidas ou moles, como “ovos mexidos”.
  • na criança e no bebé, a diarreia é essencialmente provocada por uma gastroenterite, mas esta última pode ter causas extra-digestivas: otite, angina, pneumonia, meningite.

Principais complicações

São em função da origem e da intensidade da diarreia. Nunca hesite em consultar nesta indicação.

Atenção!

Vá imediata mente consultar o seu médico se a criança com menos de nove meses apresentar

  • vómitos associados à diarreia que a impedem de a alimentar corretamente;
  • uma diarreia há mais de vinte e quatro horas, ou se houver sangue nas fezes;
  • uma febre superior a 39° concomitante à diarreia.

Regras dietéticas

Atenção!

Tenha a certeza de que preparou bem os biberões. Verifique se meteu demasiado leite em pó, e se deixou aquecer durante tempo de mais.
A Coca-Cola é desaconselhada devido ao seu fraco teor em sódio e porque atrai a água para o intestino.

Aviso: Que fazer com um bebé?

  • Chame o médico se o bebé tiver menos de três meses.

Senão:

  • Retire-lhe o leite e os lacticínios durante vinte e quatro horas, exceto se o bebé for alimentado ao peito.
  • Dê-lhe água mineral à vontade, e apresente-lhe muitas vezes o biberão.
  • Se perdeu peso. leve-o imediatamente ao médico.
  • Se o seu bebé tiver uma alimentação diversificada, compre frascos de cenouras do comerão, porque o teor em nitrato dos adubos agrícolas dos campos nos quais crescem é controlado, contrariamente às cenouras da praça.
  • Dê-lhe cenouras em quantidade igual ou superior às suas rações de leite habituais.
  • Dê-lhe caldos salgados, arroz sob todas as formas (incluindo farinhas), peixe magro cozido em água, frascos de maçãs e de marmelos, uma banana esmagada à razão de um terço por biberão é um excelente complemento nutritivo.
  • A dieta só deve durar de vinte e quatro a quarenta e oito horas no fim das quais a alimentação normal deve ser retomada, voltando a introduzir os lacticínios muito progressivamente.

Na criança mais crescida

A dieta é a mesma que a do adulto, mas também limitaremos os frutos e os legumes.

Originally posted 2014-04-02 14:47:07.

baby2 - Tratamento de perturbações esfincterianas

Tratamento de perturbações esfincterianas

Enuresia sem horários especiais

Com micções abundantes

  • Equisetum 9CH, nas crianças magras e friorentas que sentem uma ligeira irritação que urinam (sem infeção urinária). A dar em associação com Silicea.
  • Plantago 9CH, nas crianças que têm sempre sede.

Posologia (para todos estes medicamentos); 2 grânulos ao deitar.

Dos sujeitos que respondem bem

  • Cina 9CH, enuresia de crianças nervosas sujeitas a lombrigas e aos terrores noturnos.
  • Pulsatilla 9CH, nas crianças que respondem bem que fazem chichi na cama, por vezes até à adolescência.
  • Sepia 9CH, enuresia das meninas que respondem bem.
  • Silicea 9CH, enuresia das crianças que respondem bem.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao deitar.

Durante as doenças

  • Ferrum phosphoricum 9CH, para as crianças que retêm dificilmente a sua urina, tanto de dia como de noite, quando estão doentes (com febre).
  • Ferrum metallicum 9CH, depois de uma anemia.

Quando a micção acontece na primeira parte da noite

Logo que a criança se deita

  • Causticum 15CH convém a crianças que respondem bem, que fazem chichi na cama logo no primeiro sono e têm dificuldades para reterem a sua urina durante o dia (as cuecas estão sempre um pouco molhadas).
  • Sepia 9CH, nas crianças que respondem bem.

Posologia: 2 grânulos ao deitar.

E não acorda a criança

  • Chloralum 9 CH.

Posologia: 2 grânulos ao deitar.

E é acompanhada por um eritema nadegueiro

  • Kreosotum 9 CH, quando as urinas têm um cheiro muito forte e são irritantes.

Posologia: 2 grânulos ao deitar.

Quando a micção acontece na segunda parte da noite

Durante o sono profundo

  • Belladonna 9CH.

Posologia: 2 grânulos ao deitar.

Na criança que molhou os pés durante o dia

  • Dulcamara 9CH.

Posologia: 2 grânulos ao deitar.

Originally posted 2014-04-07 10:22:24.

faculdade de pediatria 14 - Dermite seborreica do bebé

Dermite seborreica do bebé

Aquilo a que chamamos “crostas de leite” é uma afeção extremamente frequente no bebé. É provocada por uma crise inflamatória com descamação do couro cabeludo.

Diagnóstico

O bebé pode apresentar, logo nos primeiros meses de vida, crostas espessas e amarelas no couro cabeludo, escamas nas sobrancelhas e pequenas borbulhas vermelhas (pápulas) nas bochechas. Muitas vezes, também tem as nádegas vermelhas.

Um consumo insuficiente de leite pode gerar ou perpetuar estas perturbações devido à vitamina B2

Regras de higiene

Champô suave todos os dias até ao desaparecimento das escamas e das crostas.

Tratamento

Os medicamentos mais vezes indicados são:

  • Mezereum 7CH, quando as crostas amarelas e espessas tornam os cabelos pegajosos.
  • Graphites 7CH convém melhor a um bebé gordo, pouco tónico.
  • Antimonium crudum 7CH, se o bebé for glutão.
  • Oleander 5CH, no bebé que é alimentado ao peito.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar, até ao desaparecimento das perturbações.

Originally posted 2014-04-01 14:45:34.

3 - Tratamento das perturbações do comportamento motor

Tratamento das perturbações do comportamento motor

Os medicamentos homeopáticos mais correntes nesta indicação são os seguintes:

  • Argentum nitricum 9CH convém a uma criança que está em ação sem parar, sempre precipitada, que faz coisas rápida e superficialmente. Gulosa por doces, tem sempre medo antes de uma data importante, tal como um trabalho de casa sobre a tabuada, um exame oral ou escrito. Este medo manifesta-se através de diarreias emotivas e ardores no estômago. Junta-se aos outros medos do fracasso e do futuro que to naturalmente.
  • Chamomilla vulgaris 9CH é o medicamento tipo da criança agitada, colérica, caprichosa, insuportável, por vezes má. Tenaz, grita, chora, parte, rebola-se no chão, até obterá objeto do seu desejo. É uma criança que na maioria das vezes faz espasmos do soluço. Não suporta a mais pequena contradição e só se acalma se a passearem de carro ou a embalarem. É exatamente o tipo de criança que é necessário segurar com um mão de ferro numa luva de veludo se não quisermos que se crie uma oposição destruidora.
  • Cina 9CH esta muito próximo de Chamomilla vulgaris, mas as perturbações são acompanhadas por insónia, enuresia (chichi na cama) e uma agravação geral do doente na Lua Cheia ou na Lua Nova. Tem muitas vazas olheiras; a sua tendência natural para ter lombrigas (oxiúros) acentua o seu nervosismo.
  • Kalium bromatum 9CH convém as crianças ou aos adolescentes acneicos, facilmente inquietos, cuja instabilidade se manifesta através de uma agitação constante das mãos e dos dedos. Roem as pontas dos lápis, trituram as borrachas, manipulam os dedos e os pequenos objetos em todos os sentidos. A noite, têm dificuldades para adormecerem, são sujeitas a ter-rores noturnos, e mais raramente são sonâmbulas e fazem chichi na cama. A sua memória é fraca, o seu estado nervoso, que pica regularmente com a Lua Cheia é muitas vezes a consequência da presença de lombrigas nas fezes.
  • Nux vomica 9CH é o medicamento das crianças que se tornam nervosas devido a constrangimentos da vida dita moderna que as obriga a levantarem-se cedo, a não terem períodos de repouso ou de calma durante o dia, e a voltarem para casa muito tarde ao mesmo tempo que os pais. Este stress que seria necessário evitar-lhes é imposto e concorre para perpetuar este estado. Por isso, as suas crises de fúria, embora menos violentas do que as crises dos seus camaradas descritos nos medicamentos precedentes, são mais frequentes.
  • Staphysagria 9CH interessa as crianças irritáveis, muito nervosas, muito sensíveis à reprimenda e a tudo o que as contraria. São caprichosas mas interiorizam as suas fúrias que “tornam a sair” sob a forma de tremores, insónias, ou outras, tais como concas ou tosses persistentes.
  • Tarentula hispana 9CH convém a uma criança hiperativa, ansiosa, que agita as mãos e os pés sem parar, e que só se acalma com música. As dificuldades escolares que encontra estão em relação com a dissipação, a falta de concentração e as perturbações do sono tais corno os terrores noturnos, a oscilação da cabeça quando adormece (ritmias) e a insónia. É também um medicamento de hipercinesia da criança.
  • Theridion 9CH dá-se às crianças turbulentas, muito tagarelas, que mexem as mãos em permanência. Hipersensíveis ao barulho, ainda se mexem mais nos ambientes barulhentos que não suportam.
  • Tuberculinum 9CH é o medicamento da criança longilínea que cresce muito depressa, tem amígdalas grossas e rinofaringites a repetição. Insuportável, desinquieta, turbulenta, tem ataques de fúria por uma coisa de nada.
  • Valeriana 1DH, quando as crianças estão estafadas, tensas, agitadas com tiques e têm dificuldades para adormecerem.
  • Zincum metallicum 9CH ajuda as crianças demasiado enérgicas, facilmente reconheci-das pala agitação permanente dos pés e das pernas. Cansam-se depressa, tem perturbações da memória e não suportam o barulho.

Posologia (para todos estes medicamentos, exceto Valeriana): 2 grânulos ao levantar. Valeriana 1DH: 20 gotas 2 vezes por dia ao levantar e ao deitar.

Chuchar o polegar

É uma pequena mania do bebé – tal como chuchar na chupeta – que o tranquiliza e que dura normalmente até à idade de um ou dos anos; mas pode prolongar-se até aos quatro ou cinco anos, até mesmo mais.

Não há motivo para ir contra este hábito que desaparece normal-mente como a evolução afetiva da criança.

A utilização transitória de um objeto (urso de pelúcia, cobertor, fralda, etc.) permite passar este cabo. Nenhum tratamento homeopático é necessário, exceto quando há perturbações do comportamento.

Originally posted 2014-04-03 14:05:35.