banner2

O tuberculinismo, ou modo reacional tuberculínico, define a terceira diátese. Ainda utilizado no “mundo homeopático”, este termo “tuberculínico” é impróprio e obsoleto e corresponde provavelmente a um subgrupo do modo psórico.

Não há qualquer relação a procurar com a tuberculose; este termo inadequado é conservado erradamente por razões históricas.

Os sujeitos predispostos

Este modo reacional encontra-se sobretudo na criança ou no adulto jovem.
Estes sujeitos predispostos são longilíneos, altos e magros nervosos, hipersensíveis e depressa cansados. Friorentos, não suportam a falta de ar.

São propensos a infecções a repetição (que traduzem um modo de eliminação especial):

  • ORL, na criança: otites sinusites, rinofaringites, bronquites, traqueites.
  • genitais, no adolescente: perturbações da menstruação (dolorosa e/ou espaçada) e leucorreias (corrimento)

Têm tendência para picos febris inexplicados (muitas vezes apresentados como crises de crescimento), perturbações venosas (pernas com marcas finas e longas na pele, veias aparentes), epistaxes (hemorragia no nariz).

Normalmente, o estado geral destes sujeitos piora com as eliminações e com as estadias
à beira do mar. e melhora na montanha.

Fatores desencadeantes

Este modo é desencadeado por:

  • fatores infecciosos a contaminação tuberculosa viragem de cutirreacao, BCG, IDR repetidas, vacinações repetidas ou as antibioterapias a repetição,
  • as doenças ditas “anergizantes”: sarampo, coqueluche, hepatite viral, mononucleose infecciosa:
  •  as infecções a repetição ORL, principalmente uro-genitais;
  • fatores da congestão venosa (aquecimento através do chão), fatia de ar
  • as dietas “dietéticas”; com medicações à base de extratos tiroidanos, de anfetaminas, de anfetaminas, de diuréticos: ou dietas vegetarianas ou vegetalianas.
  • fatores psíquicos os choques afetivos, esgotamento cerebral.

Originally posted 2014-03-25 12:42:35.

Comments

comments