curare-bambini-omeopatia

No século XX

Netoel, Gallavardin, Duprat, Leon Vannier. Rouy, chefiam a homeopatia francesa no princípio deste século. Os primeiros anos são marcados por um recuo do número de médicos homeopatas e sobretudo pela guerra de 1914-1918. O Dr. Leon Vannier, uma grande personalidade, anima com autoridade o desenvolvimento da homeopatia tanto no plano médico como farmacêutico. Cria a Revista da homeopatia francesa em 1912 e dirige um curso destinado aos médicos e aos farmacêuticos.

Em 1911, estuda com um farmacêutico, René Baudry, os métodos de fabricação dos medicamentos homeopáticos e constitui em 1926 a Sociedade dos laboratórios homeopáticos de França. Em 1931, cria um local de ensino, o Centro homeopático de França. Em 1936, em Paris, o hospital Léopold-Bellan utiliza a terapêutica homeopática nos seus serviços.

São numerosos os médicos-chefes e adjuntos da época que são homeopatas. Lathoud, no intervalo de tempo entre as duas guerras, escreve uma matéria médica ainda editada hoje. Charette, Leon Vannier, Fortier- Bemoville, Lamasson, dominam a homeopatia dos anos cinquenta, apesar das lutas de influência importantes.

No princípio dos anos trinta, apenas temos em Paris vinte cinco a trinta oficinas, ditas “farmácias homeopáticas especiais”, que vendem medicamentos homeopáticos. Esses anos marcam o princípio da indústria do medicamento e, nos anos seguintes, a criação de laboratórios especializados: os Laboratórios homeopáticos de França criados por Leon Vannier em 1926, o Laboratório homeopático moderno em 1933 dirigido por René Baudry e Henri Boiron, a Farmacologia homeopática, os Laboratórios Dolisos criados em 1936 por Jean Tétau.

Em 1927, Maurice Delpech cria o Sindicato das farmácias e laboratórios homeopáticos especiais que se tomará o Sindicato da farmácia homeopática. De 1953 a 1981. Henri Boiron assumirá a presidência deste sindicato. Em 1965, sob o seu impulso – graças aos trabalhos de investigação sobre as técnicas de fabricação e de controlo dos medicamentos homeopáticos dos professores Netein, Cier e Aubry -, a França oficializa a homeopatia introduzindo-a na sua oitava edição da Farmacopeia francesa.

Paralelamente, o desenvolvimento importante da indústria farmacêutica favorece, graças a uma investigação de qualidade rapidamente iniciada, o reconhecimento oficial do medicamento homeopático Jean e Henri Boiron, Lise Wurmser para os farmacêuticos, Denis Demarque, Michel Aubin para os médicos, são os pioneiros desta investigação que dá lugar todos os anos a congressos científicos organizados pela Associação francesa para a investigação em homeopatia.

No que se refere ao ensino, a modernização dos conceitos médicos homeopáticos foi obra de médicos tais como os doutores Michel Conan Mériadec, Denis Demarque, Michel Guermonprez, Jacques Jouanny. Esta ultima favorece uma aproximação metódica, lógica e racional da terapêutica homeopática.

Hoje e amanhã

Atualmente, a evolução da homeopatia está estreitamente ligada aos progressos da investigação. Os esforços produzidos pela comunidade homeopática já não têm como único objetivo demonstrarem a atividade das altas diluições, tentam também descobrir os mecanismos de ação dos medicamentos homeopáticos; abrem, igualmente, o campo a uma farmacologia das altas diluições, área que nos reservará, podemos supô-lo, surpresas que ultrapassarão o enquadramento da homeopatia.

O outro polo de interesse dos médicos homeopatas é enriquecer e tomar fiável a matéria médica graças a uma verificação sistemática dos novos dados (clínicos, mas também biológicos) e uma correção dos elementos menos fiáveis. As matérias médicas mais recentes vão nesse sentido. A investigação clínica, auxiliada pela recolha de observações clinicas dos médicos homeopatas, contribui para isso.

Originally posted 2014-03-21 11:29:53.

Comments

comments