bed bug on hand 2592x1944 - Picadas de animais

Picadas de animais

As picadas de himenópteros (vespas, abelhas, vespões) são na maioria das vezes benignas. A única consequência, nas pessoas não alérgicas, é uma dor viva no ponto da picada, uma vermelhidão e um edema.

Atenção!

Faz uma alergia se, depois de uma picada de himenóptero, sentir:

  • Comichão nas mãos, nos pés, nos lábios, no nariz, no corpo todo;
  • Dificuldades respiratórias, tosse;
  • Dores abdominais, diarreia, vómitos;
  • Uma indisposição.

Em contrapartida, nos sujeitos alérgicos, as picadas de vespas traduzem-se sobretudo por reações que podem ir da urticária simples até ao choque anafilático que necessita de socorro urgente.

Se o leitor for alérgico, aconselho-o a adquirir “kits de adrenalina prontos a usar” que permitem esperar serenamente a chegada do serviço médico de prestação de primeiros socorros a sinistrados.

Tratamento

  • Tome sistematicamente uma dose de Arnica montana 15CH.

No caso de picadas de insetos (vespas, abelhas, vespões, formigas vermelhas, aranhas)

  • Retire o dardo se este último ficou espetado na pele.
  • Aplique um cubo de gelo no sítio da picada para acalmar a dor.
  • Tome um dos medicamentos seguintes:
  1. Apis mellifica 15CH, quando a dor, que pica e arde, acalma com aplicações frias. Um edema cor-de-rosa e translúcido aparece rapidamente.
  2. Ledum palustre 5CH atua bem na ausência de edema.
  3. Tarentula cubensis 5CH, se, no sítio da picada, a pele ficar azulada e dura como cartão. Se sentir que a dor começa a subir ao longo do membro, faz um princípio de linfangite. Acrescente Pyrogenium 7CH e consulte o seu médico.

Posologia (para todos estes medicamentos); 2 grânulos de 10 ou de 15 em 15 minutos na primeira hora, depois, em função da intensidade da dor, repita as doses mais ou menos vezes no primeiro dia; tome a seguir os medicamentos 5 vezes por dia nos 2 dias seguintes. Não hesite em tomar os medicamentos com mais frequência nas primeiras horas.

  • Aplique localmente 3 vezes por dia 3 gotas de tintura-mãe de Ledum palustre

Se for alérgico, consulte um médico imediatamente.

Originally posted 2014-04-07 15:36:16.

original costra herida cicatriz - Pequenas feridas superficiais

Pequenas feridas superficiais

Diagnóstico

Avalie o grau de gravidade da ferida. Se a considerar demasiado importante ou se o estado do ferido lhe inspirar a mais pequena inquietude, chame um médico.
Na ausência de traumatismo craniano, de localizações especiais (olho) e de corte de una artéria, com um pouco de bom senso e de experiência, todas as pequenas fendas superficiais podem ser tratadas simplesmente.

Desconfie das pequenas fendas provocadas por objetos pontiagudos e cortantes, pedem estar na origem de:

  • Um corte de pequenos fios nervosos que provoca uma perda localizada da sensibilidade e/ou das dores residuais fulgurantes;
  • Uma retração dos tendões e de uma limitação dos movimentos ao nível das pequenas articulações (dedos).

Verifique se a vacina antitetânica está em dia.

Tratamento

Localmente

  • Limpe e desinfete a ferida com um antisséptico local, ou com tintura-mãe de Echinacea se a ferida lhe parecer suja.
  • Aplique localmente, três vezes por dia, compressas da preparação das tinturas-mãe seguintes (20 gotas num copo de água fervida fria):
  1. Calendula tintura-mãe.
  2. Echinacea tintura-mãe.
  3. Myristica tintura-mãe.

Atenção!

Não aplique tintura-mãe de Arnica montana, que corra o risco de provocar uma inflamação, comichão, até mesmo vesículas e uma necrose dos tecidos feridos.

No caso de corte

Se as dores forem vivas, tome:

  • Hypericum perforatum 5CH, quando a de é em relação à fenda (um corte muito doloroso) e sobe ao longo do membro.
  • Staphysagria 5CH, nos cortes nítidos feitos por um instrumento cortante tal como uma faca.

Posologia (para lodos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias.

No caso de picadas feitas por objetos pontiagudos

  • Hypericum perforatum 5CH, quando os pequenos fios nervosos foram atingidos, com dores intoleráveis, lancinantes, que sobem ao longo do membro.
  • Kalmia latifolia 5CH, nas dores lancinantes acompanhadas por formigueiro.
  • Ledum palustre 5CH, se a ferida não sangrar e a dor ficar muito localizada

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia, depois 5 vezes por dia nos 2 dias seguintes.

No caso de feridas nas partes mais sensíveis

Se as regiões atingidas forem muito ricas em fios nervosos (dedos. mãos. pés por exemplo), tome em conjunto os três medicamentos seguintes:

  • Hypericum perforatum 5CH.
  • Ledum palustre 5CH
  • Staphysagria 5CH

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos todas as horas no primeiro dia, depois 5 vezes por dia nos 2 dias seguintes.

Originally posted 2014-04-07 15:17:37.

116639 Papel de Parede Dia de sol 1400x1050 1 - Pequenos males da vida quotidiana

Pequenos males da vida quotidiana

Os pequenos traumatismos da vida corrente dizem respeito a todos. Felizmente, não são graves, na sua maioria, e não têm qualquer repercussão a curto ou a longo prazo, e não põem em perigo a vida do paciente.

De facto, quem é que ainda não sangrou do nariz a brincar mais ou menos brutalmente? Quem é que não se feriu com um objeto cortante?

Quem não teve entorses nos tornozelos ou nódoas negras nos joelhos? É a estes desaires — que têm por principal consequência provocarem um grande medo nos pais quando acontecem aos filhos — que é dedicado este capítulo. Todavia, é indispensável que saiba reconhecer as situações que necessitam de uma opinião médica.

Quando é que deve ir ao médico ou pedir ajuda?

  • No caso de uma queda sobre a coluna vertebral. Se a pessoa não se mexer, não lhe toque e peça ajuda.
  • No caso de traumatismo craniano (golpe na cabeça) com ou sem perda de sentidos: se a criança ou o adulto vomitar, ou sangrar do ouvido, ou apresentar perturbações da consciência (atitude bizarra, ausência, respostas erradas às perguntas). Deve chamar os serviços médicos de prestação de primeiros socorros a sinistrados.
  • Se o sujeito for um bebé ou uma pessoa de idade, um choque aparentemente anódino pode ter consequências graves. Seja mais vigilante do que de costume.
  • Quando houver uma ferida de uma pequena artéria cujo corte reconhecemos através da expulsão de sangue vermelho vivo, abundante, saindo às golfadas. Neste caso, deve comprimir a artéria com o dedo ou com a mão enquanto o médico não chega ou durante o trajeto para o hospital. A hemorragia de uma artéria mais grossa é, claro, uma urgência cirúrgica.
  • Em todos os casos, à mais pequena dúvida, não hesite em consultar o seu médico ou vá ao hospital.

Originally posted 2014-04-07 11:13:06.