iodine

Origem

O iodo metálico – de número atómico 53 e de peso molecular 126,904 – apresenta-se sob a forma de lamelas friáveis, cinzento-violáceo. No organismo, participa na fabricação das hormonas necessárias não só ao funcionamento desta última, como também ao desenvolvimento físico e mental dos indivíduos.

Em oligoterapia, é utilizado nos tratamentos das infeções sazonais, nas traqueobronquites da criança, nas bronquites crónicas, nas perturbações da tiroide, nas hipertensões arteriais e nas obesidades.

A sua principal fonte alimentar provém dos alimentos de origem marinha (principalmente marisco). Encontramo-lo também, mas em quantidade mais fraca, na carne, nos ovos, no leite e nos cereais.

Indicações

Sujeitos magros ou que emagrecem apesar de terem um bom apetite.

Sobretudo os sujeitos que respondem bem

Perturbações ORL

  • Rinofaringites agudas, mas sobretudo crónicas, com corrimento nasal irritante.
  • Laringites acompanhadas por uma tosse rouca.

Acne dos sujeitos que respondem bem

  • Juvenil.
  • Rosácea.

Nas pessoas que têm muitas vezes a peie seca, amarelada, enrugada.

Perturbação tiroidiana

A sua presença precisa de uma consulta médica.

Quisto ovariano

Também aqui, é indispensável um seguimento médico.

Iodum convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o calor.
  • Melhoras com o frio.

Os sujeitos que respondem bem a Iodum

São muitas vezes sujeitos de compleição morena, magros, hiperativos, ansiosos, sempre apressados e em movimento. Têm sempre muito calor, e fome constantemente.

Os homens têm o pomo-de-Adão saliente, as mulheres seios muitas vezes mirrados. Os dois são caracterizados por olhos castanhos e brilhantes.

Originally posted 2014-04-10 10:25:43.

Comments

comments