ndsc_9204

Origem

Hydrastis, da família das ranunculáceas, é uma planta herbácea das florestas montanhosas dos Estados Unidos e do Canadá. Na origem, era utilizada contra as úlceras, as doenças dos olhos e as inflamações da boca, mas o seu preço elevado naquela épica as dificuldades para a cultivar limitaram a utilização e favoreceram a fraude através da adição de raízes de outras origens.

Nos anos cinquenta, ainda era utilizada para prevenira menstruação muito abundante.

Composição

A tintura-mãe preparada a partir dos órgãos subterrâneos contém alcaloides tóxicos entre os quais a hidrastina, a berberina, e a canadalina com efeitos vasoconstritores, espasmolíticos reguladores do fluxo biliar.

Indicações

Rinofaringites e sinusites agudas ou crónicas

Reconhecem-se através:

  • dos corrimentos nasal e faríngeo de secreções amarelas, espessas e viscosas.
  • da tosse seca, penosa, seguida por uma expetoração amarelada e pegajosa.

Prisão de ventre

Fezes pequenas, duras, ligadas entre elas por muco, nas pessoas que, ao pensarem que têm prisão de ventre, abusam dos laxativos.

Esta mania provoca uma verdadeira prisão de e é acompanhada por uma astenia e, no limite por um emagrecimento ligados a uma perda de minerais.

Má digestão

Com uma sensação de vazio no estômago que não desaparece com a ingestão de alimentos e uma língua amarelada que guarda a marca dos dentes.

Aftas bucais e herpes labiais

Com secreções amareladas.

Hydrastis convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação com o frio, com os laxativos.

Posologia

Prisão de ventre devido ao abuso de laxativos: Hydrastis 6DH, 20 gotas 2 vezes por dia.

Originally posted 2014-04-10 09:37:36.

Comments

comments