febre-resfriado-crianca

No bebé, incapaz de se exprimir, a febra é um fonte de angústia para os pais. Estes últimos desejam quase sempre fazer baixar esta temperatura que os atemoriza se persistir mais algumas horas.

Ora, a elevação térmica do corpo é um meio de defesa natural do organismo em relação às agressões virais ou bacterianas, porque impede a multiplicação dos micróbios e é por isso que a febre deve ser controlada e não imobilizada como é muitas vezes o caso.

Conduta a seguir

Não entre em pânico

Dirija-se diretamente ao seu médico

  • Se a criança já teve convulsões ou uma doença infecciosa grave.
  • Se a febre não baixar ao fim de quarente e oito horas.
  • No caso de diarreia associada no bebé.

Não cometa os erros seguintes

  • Não tape a criança, porque corre o risco de aumentar a febre.
  • Não faça baixar brutalmente a temperatura, é inútil e, para além disso, a febre é um meio de defesa natural do organismo em relação às agressões virais ou bacterianas. Controla a temperatura da criança, evite que ultrapasse 39º e não a faça parar bruscamente.

Atue

  • Dê muitas vezes de beber à criança, sobretudo porque é muito pequena.
  • Dê-lhe um banho com dois graus inferiores à temperatura do corpo.
  • Dê-lhe uma dose de Aconitum napellus 9CH, ou diluída num resto de biberão de água se se tratar de um bebé, ou diretamente sob a língua na criança mais crescida.
  • Não hesite em chamar um médico.

Originally posted 2014-04-02 11:57:32.

Comments

comments