headache-1l

Calculamos que 12% da população francesa sofre de enxaquecas. É uma doença precose, visto que em 90% dos casos aparece antes dos quarenta anos.

Está presente três vezes mais na mulher do que no homem. Calculamos que aos quarenta anos um em cada quatro mulheres tem enxaquecas. O custo dos tratamentos está avaliado em um e meio a três biliões e meio de franco por ano.

Diagnóstico

As maioria das pessoas assimila a dor de cabeça (ou cefaleia) à enxaqueca; até mesmo para o médico, o diagnóstico da enxaqueca foi durante muito tempo impreciso. De facto, a enxaqueca causa uma dor de cabeça especial, da qual existem dois tipos principais:

  • a enxaqueca comum, dita “sem aura”:
  • a enxaqueca acompanhada, dita “com aura”, que é precedida por sinais neurológicos.

Enxaquecas sem aura

A enxaqueca sem aura representa 85% das enxaquecas. Evolui atraves de crises de quatro a setenta de duas horas (sem tratamento) for das quais – esta noção é muito importante – o doente leva uma vida perfeitamente normal. Não há sinais neurológicos prenunciadores (aura). As crises apresentam pelo menos dois dos caracteres seguintes:

  • a dor de cabeça é unilateral, ou seja, está situada num só lado da cabeça;
  • as dores são pulsáteis, ou seja, batem ou latejam;
  • a cefaleia é moderada ou severa;
  • e agrava com o movimento; a atividade física normal ou o mais pequeno esforço aumentam as dores.

Deve também ser encontrado um dos critérios seguintes:

  • Náuseas e/ou vómitos;
  • Um receio da luz que provoca uma sensação penosa e/ou dolorosa (fotofobia);
  • Um receio de falar em voz alta (fonofobia).

Originally posted 2014-04-01 09:30:15.

Comments

comments