asma - Tratamento homeopático da asma

Tratamento homeopático da asma

Tratamento das crises

Não fique à espera que a crise apareça para ler esta rubrica. Selecione os medicamentos que lhe parecem melhor adaptados e tenha-os à sua disposição no caso de crises.

Sistematicamente

  • O mais eficaz, para tratar as crises, consiste em alternar de minuto em minuto Ipeca 5 CH e Antimonium tartaricum 5 CH. Não se esqueça de espaçar os medicamentos logo que a respiração regressar ao normal, e não hesite em utilizar as terapêuticas clássicas na ausência rápida de melhoras:
  • Ipeca 5 CH convém principalmente às asmas da criança que aparecem todos os anos na mesma época. A tosse seca e violenta provoca náuseas e vómitos que não aliviam o doente. A língua está limpa.
  • Antimonium tartaricum 5 CH, quando a crise, na maioria das vezes noturna (cerca das 3 ou 4 horas da manhã), é acompanhada por uma respiração ruidosa e penosa. O paciente sente-se muito incomodado, é obrigado a sentar-se para respirar melhor. Apesar de uma tosse grossa, emite dificilmente escarros. Tem a língua branca e náuseas.

Conforme o caso

Podem ser indicados medicamentos mais específicos:

  • Arsenicum álbum 9CH reproduz a crise de asma típica que acorda o sujeito em plena noite entre 1 e 3 horas da manhã. Durante esta última, o sujeito sente-se muito ansioso, muito agitado e tem medo de morrer. Levanta-se porque não consegue ficar deitado, caminha em todas as direções para tentar ficar mais aliviado. Embora tenha frio, abre a janela para respirar melhor.
  • Aralia racemosa 9CH, quando a asma é desencadeada por uma rinofaringite ou uma rinite alérgica. Traduz-se por dificuldades respiratórias que pioram quando se estende ao comprido, sobretudo ao deitar ou no primeiro sono.
  • Cuprum metallicum 5CH: asma noturna que é acompanhada por uma cianose (coloração azul-arroxeada) do rosto e violentos ataques de tosse seca dificilmente suportáveis. Estes últimos melhoram com bebidas frias. Um tratamento alopático complementar é por vezes necessário.
  • Kalium carbonicum 5CH ó indicado na asma das pessoas idosas que aparece entre 2 e 4 horas da manhã. A expetoração é difícil, o doente fica mais aliviado ao respirar sentado inclinado para a frente.
  • Lachesis mutus 5CH, quando a asma aparece nas mulheres em perimenopausa.
  • Ignatia amara 9CH: asmas dos sujeitos espasmófilos, acompanhada por uma tosse seca que aparece depois de uma contrariedade.

Posologia: se um medicamento sobressair nitidamente, deve prescrevê-lo em 9CH de 2 em 2 minutos, depois espaçá-lo com as melhoras.

Na minha opinião

É preferível ir consultar o seu médico homeopata para que prepare um tratamento individualizado das suas crises. Nunca hesite em utilizar tratamentos clássicos se a crise não ceder rapidamente.

Tratamento de terreno

O tratamento de terreno é da competência do médico homeopata: qualquer doente asmático deve consultá-lo para que possa avaliar a gravidade da doença e da oportunidade ou não de uma terapêutica de terreno.

Este tratamento tem por objetivo ser preventivo, ou seja. limitar a frequência das crises. a sua intensidade quando aparecem, e a evolução da doença.

Tratamentos termais

A opinião dos pneumologistas está dividida sobre a eficácia dos tratamentos termais Têm o interesse de ensinarem aos asmáticos a conhecerem melhor a sua doença e. quando estão situados em altitude, a mais de 1.500-2.000 metros, permitirem uma evicção total dos ácaros que estão ausentes a esta altitude.

Originally posted 2014-03-27 12:51:41.

894326 54591782 - Gripe

Gripe

A gripe é uma doença respiratória virai provocada pelo Myxovirus influenzae que, na maioria das vezes, aparece sob a forma de epidemia invernal.

Existem três tipos de vírus. A, B, C aos quais correspondem três formas de gripe: a gripe de vírus A, a gripe de vírus B, a gripe de vírus C. A gravidade da gripe é muito variável e depende principalmente do terreno, as pessoas com mais de setenta e cinco anos são os pacientes que pagam o maior tributo.

Não existe tratamento especifico da gripe. Durante a última epidemia de 1995-1996. o número de gripes foi avaliado em 4,2 milhões.

Diagnóstico

A gripe manifesta-se sempre ruidosa e brutalmente através de arrepios, uma febre que pode atingir 39°-39º5 em vinte e quatro horas, dores musculares com dores no corpo (pernas e sobretudo costas), um esgotamento, até mesmo um estado de prostração

Os outros sinais que encontramos com mais frequência são as dores de cabeça, o nariz a pingar um liquido claro, dores na garganta e uma tosse seca que pode tomar-se grossa (com uma expetoração muco purulenta).

Os sinais menos frequentes são a conjuntivite, os vómitos, a diarreia, a otite.

De facto, diante da multiplicidade destes sintomas, o diagnóstico baseia-se principalmente na noção de epidemia de gripe e no aparecimento invernal dos sintomas descritos.

Principais complicações

São raras nos sujeitos de boa saúde, a mais frequente é a bronquite ou a pneumonia.

São mais frequentes nos sujeitos a risco, ou seja, naqueles que têm doenças crónicas, cardíacas ou pulmonares (asma, bronquite), assim como nas pessoas de idade e nas mulheres grávidas no terceiro trimestre de gravidez. Se isto lhe diz respeito, deve ir consultar um médico logo que apareçam estes sintomas, sobretudo durante uma epidemia ou no Inverno.

Prevenção

A vacinação é recomendada nas pessoas a risco supracitadas.
Para os outros, a vacinação é mais discutível, não pela sua má tolerância ou pelos efeitos secundários de pouca importância desta última, mas sobretudo porque se acrescenta às outras múltiplas vacinações e solicita mais o sistema imunitário.

Seja qual for o seu caso, será o seu médico quem decidirá com discernimento do interesse ou não de se vacinar.
Finalmente, saiba que a vacinação não preserva completamente da gripe visto que apenas 70% a 80 % dos casos ficam realmente protegidos da doença.

Originally posted 2014-03-27 13:09:13.

remedio - Tratamento da gripe

Tratamento da gripe

Tratamento preventivo

O tratamento homeopático preventivo da gripe não pode ser assimilado a uma vacinação, foque não provoca – como nas vacinações clássicas – o aparecimento de anticorpos específicos desta doença. Embora não se conheça o seu modo de ação, a prevenção antigripal homeopática é eficaz. O esquema mais utilizado é o seguinte

  • Influenzinum 9CH, uma dose por semana durante 1 mês depois uma dose por mês durante os 3 ou 4 mesas seguintes, a fim de cobrir o período invernal.
  • Influenzinum é um bioterápico preparado a partir da vacina antigripal do ano em curso.

Tratamento da gripe

Principais medicamentos

Trata-se dos medicamentos que são indicados com mais frequência;

  • Gelsemium sempervirens 5CH é um medicamento especifico da gripe, reconhecida pela presença de uma febre moderada sem sede, tremores e uma congestão do rosto. Durante esta infeção o doente sente uma grande fraqueza física e nervosa, sonolência, dores no corpo e cefaleias intensas que o entontecem. O medicamento é ainda mais indicado quando a gripe aparece durante o tempo quente e húmido. Dado a seguir à doença, ajuda o paciente a recuperar.
  • Eupatorium perfoliatum 5CH: quando a gripe é anunciada por uma febre e uma grande sede de água fria. O doente sente então dores em todos os músculos, dores ósseas que aumentam com o mais pequeno movimento, e sobretudo dores nos globos oculares que pioram se pressionar os olhos. A gripe pode complicar-se com urna tosse seca e dolorosa e com uma constipação.
  • Nux vomica 5CH, se a gripe for acompanhada por muita sede no acme da febre, se as dores no corpo aumentarem de noite e o doente sentir arrepios logo que se destapa. A doença pode continuar ou ser acompanhada por uma rinofaringite com o nariz a pingar durante o dia. entupido durante a norte e espirros ao levantar
  • Phytolacca 5CH, nas gripes que aparecem no tempo húmido e frio acompanhadas por penosas dores no corpo que pioram durante a noite logo que o doente se mexe. Também estão presentes dores faríngeas vivas que vão até aos ouvidos e ao pescoço.
  • Rhus toxicodendron 5CH: a gripe é caracterizada por dores muito dolorosas no corpo inteiro e uma necessidade constante de se mexer para as aliviar. O doente tem muita sede de água fria, arrepios ao mais pequeno movimento e suores abundantes. A língua fica branca e a ponta vermelha. A afeção é por vezes acompanhada por uma tosse seca dolorosa e um herpes peribucal (borbulha de febre).

Posologia: cada medicamento indicado é prescrito à razão de2 grânulos de 2 em 2 horas no primeiro dia, depois 5 vezes por dia 2 dias e finalmente 3 vezes por dia nos dias seguintes.

Outros medicamentos

Mais raramente administrados nas gripes, não deixam de ser bastante eficazes quando são indicados.

  • Bryonia alba 5 CH; predominam dois sintomas: por um lado, uma temperatura elevada constante, acompanhada por uma sede viva e suores que aliviam o doente; por outro, uma tosse aguda que piora com a mais pequena respiração, e melhora quando carregamos com força no tórax. O doente evita tossir devido à intensidade da dor
  • Sticta pulmonaria 5CH, medicamento de gripe debutante, com dores no corpo e astenia. O nariz está seco e entupido, o doente assoa-se constantemente sem resultado, queixase de dores na raiz do nariz e de cefaleias que desaparecerão quando o nariz começar a pingar. Uma tosse seca e dolorosa, principalmente noturna, manifesta-se a seguir. A associar a Bryonia alba que o completa bem.
  • Arnica montana 5CH é um medicamento de gripe que se distingue através de dores generalizadas muito dolorosas agravadas com o mais pequeno movimento, a tal ponto que a cama até parece demasiado dura. O doente estremece, bebe muito; o seu rosto está vermelho e quente, o nariz e o resto do corpo estão frios.
  • China rubra 5CH. quando a gripe é acompanhada não só por uma febre sem sede. arrepios, tremores, mas também por náuseas, uma palidez do rosto, inchaços e diarreias.

Posologia: cada medicamento indicado é prescrito à razão de 2 grânulos de 2 em 2 horas no
primeiro dia, depois 5 vezes por dia durante 2 dias e finalmente 3 vezes por dia nos dias seguintes.

Para o ajudar a recuperar no fim da doença

Sistematicamente durante 15 dias:

  • uma dose de Sulfur iodatum, 9CH
  • Gelsemium sempervirens 15CH, 2 grânulos ao levantar e ao deitar.
  • E, se teve diarreia acompanhada por um extreme cansaço: China rubra 9CH, 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Originally posted 2014-03-27 13:23:28.

caderno especial homeo opt - Otites

Otites

Os medicamentos para as otites são os mesmo para o adulto e para a criança. Para determinar os medicamentos indicados, aconselho o leitor a rever o artigo sobre as otites da criança. Se a sua temperatura estiver muito alta, consulta também as “Febres da criança”.

Originally posted 2014-03-27 14:41:37.

curare bambini omeopatia - Rinites alérgicas

Rinites alérgicas

As rinites alérgicas incluem duas entidades distintas: a rinite alérgica espasmódica, ou febre-dos-fenos, que aparece todos os anos na mesma estação, e a rinite alérgica “peranual”, ou seja, mais ou menos permanente, muitas vezes associada à asma.

As rinites alérgicas, segundo os dados, atacariam 10 a 20% da população mundial.

Tal corno para a asma, as crises são desencadeadas pela presença de alérgenos (substâncias que provocam a alergia).

Na rinite alérgica espasmódica, ou polinosa, encontramos todos os anos, na mesma estação, a tríade característica seguinte;

  • espirros em descargas,
  • nariz a pingar um liquido claro, fluido, muitas vezes abundante,
  • obstrução nasal constante.

Na rinite peranual, estes sintomas, no geral menos nítidos, são associados à asma.

Nestas duas entidades, encontramos em 50 a 90% dos casos antecedentes alérgicos pessoais ou familiares e antecedentes de sinusites em 50 % das rinites peranuais.

Os alérgenos na origem de rinites alérgicas são:

  • a maioria das vezes pólenes. O momento do aparecimento das crises informa sobra o seu tipo
  • na Primavera, é o pólen das árvores (carvalho, olmo, ácer, bétula, zimbro, oliveira, plátano)
  • no Verão, é o pólen das pastagens cultivadas (fléolo dos prados, flora odorante, dáctilo enovelado, tufo de Alep), e ervas selvagens (cardo russo)
  • no Outono, o pólen das ervas selvagens (ambrósia, ou erva dos piolhos, na região de Lião);
  • os bolores e os fungos estão bastante presentes durante as estações húmidas e no interior das casas.
  • o pó de casa, no qual o ácaro mais vezes responsável é o Dermatophagoides pteronyssinus. Adora as escamas humanas e as películas, prolifera nas casas frescas e húmidas e detesta o sol. As almofadas, os colchões de penas, os edredões de penas são reservatórios de ácaros,
  • os animais: as aves, os gatos, os cães, os cavalos.

Regras de Higiene

As regras de higiene das rinites peranuais são idênticas às da asma, porque os alérgenos em causa são os mesmos na maioria das vezes.

Devemos desconfiar sobretudo do ar condicionado, do aquecimento pelo chão demasiado seco e, claro, dos tapetes e das carpetes.

Tratamento

Só abordaremos o tratamento da febre-dos-fenos. Este último será bastante eficaz visto que um tratamento de terreno será instituído.

Deixaremos de lado a terapêutica das rinites alérgicas peranuais, porque esta última é complexa e necessita de uma consulta ao médico a fim de também instaurar um tratamento de fundo.

Originally posted 2014-03-27 14:54:03.