medicomenu

A asma e a bronquite crónica são os terrenos de predileção da homeopatia em pneumologia. Esta ultima permite um melhor conforto do doente e evite principalmente as sobreinfecções invernais a repetição.

Asma

A asma da pessoa de idade é uma asma crónica cujas consequências mais ou menos a longo prazo são a insuficiência respiratória crónica.

A homeopatia tem uma dupla atividade: melhora o conforto do doente diminuindo a frequência das crises de asma e ajuda-o do ponto de vista respiratório, tal como provam os testes (explorações funcionais respiratórias) que permitem a medida da capacidade respiratória.

Conforme o estado do doente e a gravidade da doença, a homeopatia atua sozinha ou em complemento da alopatia.

Os principais medicamentos da asma crónica são: Ammonium carbonicum, Antimonium tartaricum, Arsenicum album, Blatta orientalis, Carbo vegetabilis, Hepar sulfur, Kalium carbonicum, Naja tripudians, Natrum sulfuricum, Psorinum, Quebracho, Sulfur.

Bronquite crónica

A bronquite crónica apresenta, a curto ou a longo prazo, os mesmos riscos que a asma. Ou seja, as sobreinfecções pulmonares e a insuficiência respiratória crónica

Os medicamentos mais correntes da bronquite crónica são Ammonium carbonicum, Antimonium sulfuratum aureum, Antimonium tartaricum, Blatta orientalis, Carbo vegetabilis, Natrum sulfuricum, Psorinum, Sonega, Sulfur.

Para evitar e prevenir as sobreinfecções dos brônquios e dos pulmões, os medicamentos úteis nesta fase são: Hepar sulfur, Mercurius solubilis, Silicea.

O interesse destes medicamentos consiste em espaçar as afeções e também encurtar uma eventual acamação muitas vezes na origem da perda de autonomia do sujeito de idade. Esta última pode aparecer num prazo muito curto durante uma doença aguda, após dez dias de acamação por exemplo.

Originally posted 2014-03-28 12:09:38.

Comments

comments