IMG_0504

Origem

O café verde, variedade arábica, da família das rubiáceas, é um arbusto originário dos altos planaltos da Abissínia. As suas virtudes teriam sido descobertas por um imã que não suportava ver os seus escravos a dormirem a sesta.

Um dia, viu “dançar” um camelo que tinha comido os frutos de um cafezeiro, assim se espalhou o uso do café.

Talhada de maneira a não ultrapassar 2,5m nas plantações, é uma planta muito perfumada, com flores brancas, cujos frutos vermelhos se assemelham a pequenas cerejas quando estão maduros A torrefação colora-os de castanho e desenvolve o seu aroma bem conhecido.

Composição

A tintura-mãe de Coffea cruda, preparada a partir do café verde – ou seja, do grão, sem os seus tegumentos, que ainda não foi torrificado -, contém, para além da cafeína, lípidos, matérias minerais responsáveis pelas suas propriedades estimulantes do sistema nervoso central e do aparelho cardiovascular.

Indicações

Insónia de adormecimento

Provocada, entre outros, por uma grande alegria, um abuso de café. No momento do adormecer, o sujeito apresenta uma efervescência intelectual e dos outros sentidos, por vezes com palpitações. A excitação nervosa impede-o de dormir.

Os hiperemotivos

A emotividade manifesta-se através de tremores, palpitações, até mesmo diarreia ou vontade frequente de urinar.

Os hipersensíveis

Ao barulho, à luz, aos cheiros, ao tocar, à dor.

Dentes a romper

Com muitas dores, que melhoram bebendo frio.

Coffea cruda convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • O excesso de café.
  • Uma grande emoção alegre.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com os excitantes (café, chá, álcool), com as emoções excessivas e alegres.
  • Melhoras com o calor (exceto na dor de dentes).

Originally posted 2014-04-09 13:33:19.

Comments

comments