Fotolia_14888626_XL

Origem

A camomila alemã, ou matricária, da família das asteráceas, é a variedade utilizada em homeopatia. Esta planta selvagem vivaz com 10 a 30cm de altura, com caules deitados depois erguidos, apresenta flores amarelas no centro das inflorescências, e flores brancas na periferia.

Composição

É cultivada para uma utilização fitoterápica devido às poderosas virtudes anti-inflamatórias (chamazuleno, bisabolol), assim como pelas suas propriedades antiespasmódicas (polifenol, sobretudo o ácido cafeico) e aperitivas (nobilina).

A tintura-mãe homeopática preparada a partir da planta inteira florida confirma estas diferentes utilizações.

Indicações

Perturbações caracteriais da criança

Nos sujeitos que respondem bem, as perturbações (ver o quadro a seguir) são crónicas; senão aparecem ocasionalmente quando há dentes a romper ou quando há uma dor que a criança não suporta

Dentes a romper

Chamomilla vulgaris é o medicamento utilizado no bebé ou na criança pequena que tem dentes a romper, que acalma notavelmente.

É muitas vezes utilizada a título sistemático nesta indicação.

No entanto, a sua eficácia é ainda maior quando é acompanhada por:

  • sinais caracteriais já descritos;
  • sinais gerais: febre com suores quentes no rosto;
  • e/ou os sinais locais seguintes:
  1. ou uma bochecha vermelha e quente do lado em que o dente está a romper, e pálida e fria no lado oposto, com dor no ouvido;
  2. ou uma diarreia amarelo-verde com um cheiro fétido de ovos podres, e uma colite reconhecível pela agitação e pelos gritos da criança, ou um eritema nadegueiro;
  3. ou uma rinofaringite com tosse noturna que não acorda a criança.

Colite espasmódica

Cujas dores melhoram com o calor, ou seja, quando se aquece o abdómen. Este tipo de coito predomina nos sujeitos intolerantes a dor que se tomam, sob o seu efeito, desagradáveis, nervosos, agitados, irritáveis e coléricos

Menstruação dolorosa

Aparece nas mulheres com menstruação abundante (de sangue negro com coágulos), que não suportam a dor e acalmam com a aplicação de calor na parte inferior do ventre.

Chamomilla vulgaris convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • A fúria, as contrariedades.
  • Dentes a romper.
  • O abuso de café, de chá.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com a fúria, a contrariedade, durante a noite até por volta da meia-noite.
  • Melhoras quando está ao colo, embalado, transportado de carro, com o calor (exceto para as dores dentárias).

Os sujeitos que respondem bem a Chamomilla vulgaris

O tipo exato é a criança caprichosa, má, insuportável Tenaz, reclama um brinquedo com grandes gritos e atira-o fora logo que o obtém Tem fúrias violentas, rebola-se no chão, grita, parte tudo e só acalma quando conseguimos pegar-lhe ao colo ou quando a levamos a passear de carro.

O adulto fica furioso facilmente. Não suporta nem a contradição nem a dor que o tornam ainda mais irritável.

Posologia

Dentes a romper:

  • Chamomilla vulgaris 5CH, de quarto em quarto de hora no momento da sua utilização sistemática a partir da simples noção de dentes a romper.
  • Chamomilla vulgaris 15CH, de quarto em quarto de hora, faz ceder rapidamente a dor, se a prescrição se basear nos sinais de acompanhamento supracitados.

Nos dois casos, espaçar as doses logo que haja melhoras:

  • Menstruação dolorosa: Chamomilla vulgaris 15CH, 2 grânulos todas as horas ou de 2 em 2 horas. Espaçar as doses logo que haja melhoras.

Originally posted 2014-04-09 11:11:51.

Comments

comments