DSC_0033

Fatores de risco da artrose

  • A idade: a artrose aumenta com esta última, principalmente entre quarenta e cinco e sessenta e cinco anos.
  • A obesidade: aumenta a frequência do aparecimento da artrose nos joelhos.
  • A etnia: as populações do Cáucaso têm mais artrose na anca (coxartrose) do que as populações chinesas ou africanas (1 a 4% contra 7 a 25%). Em contrapartida, um outro estudo mostrou que a frequência das artroses no joelho (gonartrose) era mais elevada nas mulheres de raça negra do que nas mulheres de raça branca.
  • Os fatores genéticos desempenhariam um papel ainda mal elucidado.
  • A artrose das mãos e dos joelhos é mais frequente nas mulheres.
  • Os antecedentes de traumatismos agravariam os riscos de artrose. Isto é principalmente nítido nos joelhos onde a ablação de um menisco é um fator que favorece o aparecimento de artrose nesta articulação.

Por outro lado, os estudos mostram que o centro da artrose varia em função da atividade profissional ou da catividade desportiva.

Os agricultores têm mais coxartroses; as profissões onde é necessário carregar pesos ou fletir o joelho aumentam o risco de gonartrose. Os jogadores de futebol, os bailarinos ou os jogadores de futebol americano também têm mais riscos de coxartroses.
Em contrapartida, a frequência de artrose nos membros inferiores não parece aumentar nos ciclistas, nos corredores a pé e nos nadadores.

Principais complicações

O desgaste da articulação provoca a agravação das dores e portanto uma perda da autonomia. A artrose da anca e do joelho, articulações que são mais atingidas, limitam o perímetro de marcha e aumentam a dependência, porque a pessoa, muitas vezes idosa, tem medo de sair sozinha, de cair e já não pode fazer as compras ou a limpeza da casa.

Quando está associada uma artrose dos membros superiores, os gestos da vida quotidiana — cozinhar, abrir latas de conserva, transportar panelas — podem tomar-se difíceis, até mesmo perigosos.

Regras de higiene

A artrose só se usa se nos servirmos dela. “De facto, quanto mais forçar a sua articulação mais a artrose evolui. Por exemplo, quando, no caso de artrose da anca (coxartrose), se obriga a andar apesar da dor.

Ao agir assim, aumenta a inflamação da articulação, dos seus tecidos próximos, a contractura muscular de defesa criada pela dor. Ao contrário, logo que a dor aparece, deve parar de andar para ficar mais aliviado.

No caso das articulações dos membros inferiores, deve economizar as suas articulações emagrecendo, se tiver um excesso de peso importante, e usar uma bengala no lado oposto à articulação doente.

Evite longas caminhadas, ficar de pé durante muito tempo, transportar cargas pesadas. Arranje períodos de repouso de um quarto de hora a uma meia hora durante o dia. Uma ginástica quotidiana adaptada deve ser empreendida, e os desportos constrangedores para as articulações (tais como o ténis ou o futebol) devem ser abandonados.

Originally posted 2014-04-08 09:02:11.

Comments

comments