adolescentes

O adolescente já não é uma criança e ainda não é um adulto. A puberdade designa o conjunto das modificações morfológicas e fisiológicas que caracterizam a passagem da infância para a adolescência. Esta última desenrola-se sem problema na maioria dos casos.

Todavia, cerca de 30 % dos adolescentes apresentam dificuldades de adaptação ligadas a uma instabilidade psicológica que sucede ao equilíbrio da maturidade infantil e precede o da maturidade adulta.

Necessita de um seguimento global, terapêutico ou não, estabelecido a partir de uma relação de confiança e de compreensão.

No entanto, os adolescentes consultam pouco. Para além das situações delicadas, ou raras mas difíceis (depressão, tentativa de suicídio, anorexia, bulimia, álcool, tabaco, toxicomania), os adolescentes queixam-se sobretudo de nervosismo, de melancolia, de fadiga escolar, de cefaleias, de dores na raque, de acne, de episódios infeciosos a repetição. A adolescência é a idade em que corremos riscos em vista da emancipação.

É por isso que há mais vítimas de acidentes da via pública ou de desporto nos adolescentes do que nas outras categorias de idade. Em matéria medica, os adolescentes, segundo um estudo canadiano, preocupam-se principalmente com o seu estado de boa saúde, o seu crescimento, as doenças sexualmente transmissíveis, a acne e a contraceção.

Originally posted 2014-04-07 10:36:47.

Comments

comments