Embora a homeopatia seja utilizada por 36 % dos franceses, existem muitas zonas escuras quanto à sua destinação e às suas indicações Vamos tentar esclarece-las.

“A quem se destina a homeopatia?”

A terapêutica homeopática convém a todas as idades e a todos os indivíduos – bebés, pessoas de idade, mulheres grávidas, diabéticas – ou em primeira intenção, ou em complemento de um tratamento.

  • Para os bebés, antes dos seis meses, é aconselhado derreter os grânulos num restode biberão a fim de termos a certeza de que o bebé engole o conteúdo todo. Depoisdesta idade, os grânulos podem ser postos, um ou dois, diretamente na boca; depoisde um tempo de surpresa exprimido através de um “beicinho” dubitativo, o bebé habituar-se-á muito facilmente.
  • Do mesmo modo. o tratamento homeopático não tem perigo para as mulheres grávidas, e constitui muitas vezes uma medicina de primeira intenção. As outras terapêuticas são sempre delicadas de utilizar durante este estado especial, porque podem ter uma repercussão significativa sobre a mãe e sobre o feto. Por conseguinte, os ginecologistas enviam-nos regularmente as suas parturientes. ou seja, as mulheres grávidas, que apresentem perturbações para as quais a terapêutica alopática poderia constituirum risco.
  • Para as pessoas de idade, devido ao abrandamento do seu metabolismo e dacronicidade das suas doenças, a homeopatia é um tratamento de opção. Utilizada sozinha ou em complemento, a homeopatia permite reduzir as terapêuticas alopáticas,lutar indiretamente contra os seus efeitos secundários, e proporciona bem-estar e conforto ao doente de idade.
  • Nos diabéticos, a composição em lactose e em sacarose dos grânulos homeopáticosnão constitui uma contra-indicação para a sua utilização. Pelo contrário, muitas vezes,a adjunção de um tratamento homeopático permite um equilíbrio melhor da doença, euma redução dos tratamentos com um objetivo antidiabético.

Originally posted 2014-03-24 11:42:14.

Comments

comments