Lycopodium clavatum clavatum1 - Lycopodium clavatum

Lycopodium clavatum

Origem

Lycopodium clavatum, o licopódio denso ou pé-de-lobo é uma planta vivaz da Europa central, da família das licopodiáceas; corrente em França, prefere os sítios com sombra e húmidos.

Era utilizada em decocção como diurético, antirreumatismal, antiepilético e antidiarreico, e em pó nas chanças com a pele gretada.

Composição

A tintura-mãe é preparada a partir dos esporos, porque estes últimos contém até 50% de lípidos, ácidos orgânicos, enxofre, açúcar e alcaloides tóxicos: a licopodina, a clavatina, a clavotoxina.

Indicações

Inchaços

Provocados normalmente pela mais pequena mudança de hábitos alimentares, ou por cebolas, doces, ostras nos sujeitos que respondem bem.

Os inchaços localizados sob o umbigo aparecem depois das 16 horas e duram até à refeição da noite. O sujeito não se sente aliviado nem com os gases nem com os arrotos, mas sente-se melhor quando desaperta as calças ou o vestido.

Acompanhados por cefaleias e por vezes prisão de ventre.

Enxaqueca

Do lado direito da cabeça.

De origem digestiva com os inchaços supracitados nos sujeitos que respondem bem.

Crises de acetona

Acompanhadas por vómitos na criança que come pouco.

Litíases biliares e urinárias

Nos sujeitos que respondem bem com tendência para um excesso de colesterol e/ou de ácido úrico.

Adenoma da próstata

Em tratamento de terreno nos sujeitos que respondem bem.

Eczema

Que sangra facilmente, com prurido, que melhora com o fresco, nos sujeitos que respondem.

Fadiga sexual

Do homem jovem, com ejaculação precoce, mas com o desejo que se mantém.

Angina vermelha

Começando por uma dor na garganta no lado direito, fixando-se ai ou passando para o lado esquerdo. As dores melhoram com bebidas quentes.

Rinofaringites crónicas

Que aparecem nos bebés que respondem bem – ou seja, sujeitos a perturbações digestivas e a eczema – que ressonam, e têm o nariz entupido durante a noite e a pingar de dia.

Tiques do rosto

Que encontramos por vezes nos sujeitos – principalmente nas crianças – que respondem tem.

Lycopodium clavatum convém se

As modalidades forem:

  • Uma agravação entre 16 e 20 horas, ao levantar, com ostras, matérias gordas, catar e frio.
  • Melhoras em pleno ar, com alimentos e bebidas quentes.

Os sujeitos que respondem bem a Lycopodium clavatum

São as crianças precoces, inteligentes, autoritárias, mas são ansiosas e têm falta de confiança em si próprias. Parecem mais velhas do que a sua idade com uma cor amarelada e a pele seca e enrugada. A palma das mãos também está seca, a sua musculatura é fraca, tem um tórax estreito e uma barriga grande.

Adultos, estas características reproduzem-se. São pouco abordáveis ao acordar, hiperemotivos, reagindo à contradição através de fúrias violentas durante as quais perdem todo o controlo.

Procuram a companhia mas são desagradáveis com ela.
Assimilam mal as cebolas, as ostras as quais adoram, gostam de doces e preferem comer os alimentos muito quentes.

Não suportam deixar passar a hora das refeições (o que gera mau humor e fúria), embora fiquem depressa satisfeitos à mesa.

Originally posted 2014-04-10 15:17:22.

Strychnos nux vomica 002 - Ignatia amara

Ignatia amara

Origem

Ignatia, ou a fava de Santo Inácio, Strycnos ignati, planta da família das loganiáceas, originaria das Filipinas, é fornecida por uma árvore vizinha da árvore que dá a noz-vómica.

Composição

O grão seco utilizado em homeopatia para preparar a tintura-mãe é muito rico em alcaloides (3 a 4%) 60% dos quais são estricnina associada à brucina.

Indicações

Espasmofilia

As manifestações psicossomáticas clássicas e frequentes desta última estão presentes

  • humor triste, desgostoso, com fadiga pronunciada:
  • tendência para os desmaios;
  • nó na garganta;
  • suspiros ruidosos frequentes,
  • palpitações, taquicardia à mais pequena emoção;
  • cefaleias com a sensação de prego espetado na cabeça;
  • colites espasmódicas, aerofagia;
  • insónia com sono agitado.

Estas manifestações são extremamente inconstantes e variáveis na sua forma e nau intensidade.

Depressão reacional

Aparece a seguir a:

  • um luta, uma deceção sentimental;
  • uma contrariedade, vexames;
  • medos, terrores;
  • emoções fortes e repetidas

É acompanhada por manifestações psicossomáticas do tipo sensível.

Medo

Precede uma data importante pouco habitual e manifesta-se através de perturbações psicossomáticas descritas mais atrás.

Por exemplo, quando um estudante passa um exame, ou quando um adulto vai a uma entrevista profissional importante.

Tosses secas espasmódicas “automantidas”

Aparecem num contexto infecioso; quanto mais o doente tosse mais vontade tem de tossir.

Ignatia amara convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • As emoções fortes de toda a espécie.

As modalidades forem:

  • Uma agravação com as emoções, com o consolo, por volta das 11 horas da manhã.
  • Melhoras com a distração.

Os sujeitos que respondem bem a Ignatia amara

Os sujeitos hiperemotivos, muito sensíveis à dor, extremamente irritáveis, com reações paradoxais e contraditórias que se traduzem da seguinte maneira:

  • risos e lágrimas que alternam facilmente;
  • uma agravação com o consolo que faz chorar em vez de confortar;
  • risos nervosos nos funerais;
  • náuseas ou dores digestivas que acalmam quando comemos;
  • uma digestão fácil de uma pesada refeição de negócios, e uma indigestão a seguir a um lanche leve.

Estas pessoas, com o humor versátil, esquecem logo os seus problemas com a mais pequena distração.

Não suportam os cheiros, tanto de tabaco como de cozinhados.

Posologia

  • Nas depressões reacionais: é necessário dar, imediatamente a seguir ao fenómeno que as desencadeou, 3 dias de seguida ao levantar as doses distribuídas da seguinte forma:
  1. no primeiro dia: Ignatia 9CH, uma dose;
  2. no segundo dia: Ignatia 15CH, uma dose;
  3. no terceiro dia Ignatia 30CH, uma dose.

Em todos os casos, consultar um médico que associará um tratamento de fundo.

  • O medo.

Originally posted 2014-04-10 10:13:06.

20130427035617807 - Sinal homeopático

Sinal homeopático

Sinal homeopático: sinal individualizado que permite a prescrição do ou dos medicamentos homeopáticos.

Originally posted 2014-04-17 10:00:22.

Sem Título1 - Magnesia carbonica

Magnesia carbonica

Origem

O carbonato básico de magnésio, a cré ou terra magnesiana, encontra-se nos cristais incolores solúveis na água e no álcool.

Era utilizado como penso gástrico, como laxativo, e nos pós de dentífricos. Há já bastante tempo que o magnésio é utilizado nos estados ditos “espasmófilos”, tanto em alopatia como em oligoterapia.

Indicações

Espasmofilia

Que aparece na mulher magra, nervosa, cansada, friorenta, que digere mal o leite e com tendência para as nevralgias e para as colites A sua menstruação é dolorosa, em atraso, pouco abundante, e corre sobretudo de noite.

Colite espasmódica

No adulto, o excesso de lacticínios provoca espasmos abdominais – que melhoram quando estamos dobrados ao meio – e diarreia de fezes esverdeadas.

Colites do bebé

  • Intolerante ao leite artificial.

Manifestam-se através de:

  1. crises de colite – o bebé torce-se durante as refeições – e inchaços com gases;
  2. diarreia com fezes esverdeadas com um cheiro azedo, e vómitos ácidos.

Daí o risco de atraso de crescimento.

Refluxo gastroesofagiano

No bebé sujeito às colites, que chora durante as regurgitações – provavelmente ácidas – dos alimentos ou do leite que não suporta.

Nevralgias no rosto

Que pioram durante a noite e com o repouso, melhoram com o movimento e com a pressão. Com dores agudas que obrigam o doente a levantar-se e a caminhar.

Originally posted 2014-04-10 15:35:11.

Homeopatia para adelgazar 2 - Urologia

Urologia

Adenoma da próstata

Só poderá fazer este tratamento se o diagnóstico for feito pelo seu médico. Em todos os casos, deve absolutamente ir a uma consulta.
Tome sistematicamente:

  • Baryta carbónica 7CH: 2 grânulos ao levantar e ao deitar.
  • Pereira brava 6DH, nos adenomas da próstata acompanhados por vontades constantes e ineficazes de urinar, e de uma necessidade de fazer esforços para esvaziar a bexiga
  • Sabal serrulata 6DH, quando acorda muitas vezes durante a noite e o jato urinário é fraco e aos saltos.

Posologia: estes dois últimos medicamentos podem ser tomados sob a forma de uma preparado à razão de 20 gotas de manhã e à noite.
Acrescente:

  • Squilla marítima 7CH, se urinar muito e muitas vezes.
  • Contai maculatum 7CH, se urinar em várias vezes.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

  • Lycopodium clavatum 9CH, nos sujeitos que respondem bem e que sentem vontades frequentes de urinar.

Posologia: 2 grânulos ao levantar.

Incontinência urinária

Para além dos medicamentos (Causticum, Kalium carbonicum, Equisetum hiemal) descritos no capitulo sobre a incontinência urinária da pessoa de idade, há dois medicamentos muito interessantes:

  • outra vez. Causticum 9CH, nas incontinências urinárias que aparecem a seguir a um esforço moderado nos sujeitos que respondem bem;
  • e Ferrum metallicum 9CH, nas incontinências urinárias que aparecem a seguir à tosse, esforços, ou espirros nos outros sujeitos.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos ao levantar.

Em geriatria, a homeopatia e indicada em numerosas outras áreas, entre as quais as perturbações psiquiátricas, que não desenvolvemos, porque necessitam de uma prescrição especializada.

A homeopatia integra-se no conjunto dos meios terapêuticos permitindo uma melhor qual dado de vida da pessoa de idade e um conforto maior do doente senil ou não.

A sua atividade exerce-se em todos os níveis, tanto na área preventiva como curativa (sozinha ou em associação). Para terminar, vamos insistir sobre o interesse geral desta terapêutica: eficácia, inocuidade, complementaridade.

Originally posted 2014-03-28 12:34:16.