Delphinium staphisagria 002 - Staphysagria

Staphysagria

Origem

Delphinium staphysagria, a erva-piolheira, é uma planta da família das ranunculáceas que cresce no sul da Europa e na bacia do Mediterrâneo.

Composição

A tintura-mãe preparada a partir das sementes secas, contém alcaloides tóxicos que explicam a sua atividade cutânea e vesical (sobre a bexiga).

Indicações

Espasmofilia

  • Desencadeada:
  1. por contrariedades não exprimidas, contidas, recalcadas;
  2. por vexames, fúrias interiorizadas;
  3. nos sujeitos dominados, recalcados, que não podem exprimir-se (cônjuge ou superior muito autoritário);
  4. por uma indignação, uma humilhação, a injustiça.
  5. pelo excesso sexual ou a abstinência
  • Que aparece nos sujeitos que respondem bem na maioria das vezes, cujas fúrias interiorizadas, «contidas», passam muitas vezes despercebidas para os que estão à sua volta e provocam:
  1. tremores, esgotamento, insónia;
  2. perturbações somáticas, tal como cólicas com ou sem diarreia, palpitações, uma tosse nervosa, lombalgias e dorsalgias.

Perturbações do carácter

Da criança que responde bem.

Cistite

Com micções indolores e ardores nos intervalos destas últimas.

Staphysagria é indicada nas:

  • cistalgias com urinas claras, ou seja, ardores urinários sem infeção;
  • «cistites dos jovens casais» que aparecem a seguir às primeiras relações sexuais, ou nas cistites desencadeadas regularmente por uma relação sexual;
  • nas dores ao urinar que aparecem após a passagem de uma sonda na bexiga.

Na ausência de melhoras rápidas, o seu médico pedir-lhe-á para fazer um exame citobacteriológico das urinas.

Indicações cutâneas

  • A comichão que muda de lugar quando coçamos nas doenças de pele.
  • As feridas vivas, nítidas, feitas por um objeto cortante ou por incisões cirúrgicas.
  • Nos sujeitos que respondem bem os terçolhos, os calázios, as verrugas.

Vertigens

  • Que melhoram quando andamos à roda.
  • No enjoo dos transportes, principalmente de barco.

Staphysagria convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • A fúria interiorizada, a frustração.
  • A indignação, a humilhação, o vexame.
  • Os cortes nítidos, cirúrgicos ou feitos por uma faca.

As modalidades forem:

Uma agravação com o vexame, a contrariedade, a indignação, a fúria interiorizada, com o mais pequeno toque, com as carícias

Os sujeitos que respondem bem a Staphysagria

São os sujeitos – obcecados sexualmente, mas recalcados e secretos – extremamente suscetíveis, que não suportam nem a injustiça nem as contrariedades as quais recalcam.

As crianças são irritáveis, caprichosas, atiram fora os objetos que acabaram de reclamar com lágrimas e gritos Este estado piora quando os dentes estão a romper.

Posologia

A seguir a uma fúria recalcada ou a um vexame, tomar imediatamente e nos dias seguintes nos sujeitos que respondem bem:

  • no primeiro dia: uma dose de Staphysagria 9CH;
  • no segundo dia: uma dose de Staphysagria 15CH;
  • no terceiro dia: uma dose de Staphysagria 30CH.

Originally posted 2014-04-14 10:55:15.

gardnarellez - Tuberculinum

Tuberculinum

Origem

É a tuberculina bruta obtida a partir da cultura em meio glicerinado de Mycobacterium tuberculosis de origem humana e bovina.

Não é um medicamento da tuberculose; ao contrário, nesta patologia, a sua utilização é contraindicada, porque pode reativar a doença. É o medicamento central do modo tuberculinico.

Indicações

Doenças do bebé e da criança pequena

Das crianças que respondem bem.

  • Perturbações ORL a repetição que aparecem no tempo húmido ou são desencadeadas por fatores infeciosos nas crianças com amígdalas grossas e vegetações adenoides.

Indicações: rinofaringites, bronquites, anginas, otites.

  • Perturbações do crescimento:
  1. ou atraso de desenvolvimento físico com crescimento tardio, dentes em atraso;
  2. ou, ao contrário, crescimento muito rápido.
  • Os eczemas secos ou húmidos da Primavera e do Outono.
  • Terçolhos iterativos.
  • Nervosismo e agitação.

No adolescente que responde bem

  • Perturbações caracteriais, espasmofilia dos adolescentes (ver os sujeitos que respondem bem na página seguinte).
  • Cefaleias dos estudantes por esgotamento intelectual.
  • Magreza ou emagrecimento dos sujeitos que respondem bem apesar de um apetite normal, até mesmo maior, mas com diarreias ou fezes moles, mais ou menos crónicas.
  • Perturbações da puberdade nas jovens com a menstruação em avanço, abundante, esgotante e lecorreias («perdas brancas»).

No adulto que responde bem

As mesmas indicações que as anteriores, às quais se acrescentam ou acentuam-se;

  • Depressão, espasmofilia São caracterizadas por uma ansiedade e uma emotividade extremas, manifestadas através de uma febrilidade e de uma agitação doentias Estas perturbações são acompanhadas por tristeza, pena, desgosto, e lacrimação que piora ao acordar.
  • Reumatismos sem localização precisa mas com dores que mudam muitas vezes de lugar, começam e acabam brutalmente, e pioram com o tempo húmido.
  • Infeções urinárias a repetição.
  • Tosse noturna que piora de noite. O doente tosse enquanto dorme sem ser acordado.

Tuberculinum convém se

Os fatores desencadeantes forem:

  • Fatores infeciosos «espontâneos» ou induzidos:
  1. por vacinas vivas: BCG, ROR, ROUVAX, RUDIVAX, DT Coq;
  2. por doenças alergizantes sarampo, coqueluche, hepatite virai, mononucleose infeciosa.
  3. por antibioterapias repetidas.
  • Fatores dietéticos na origem de carências alimentares, ou de desmineralização.

As modalidades forem:

  • Uma agravação numa atmosfera confinada, com o tempo húmido e frio, com as temperaturas extremas, com o mais pequeno esforço, com a fadiga.
  • Melhoras ao grande ar, com o movimento.

Os sujeitos que respondem bem a Tuberculinum

O bebé com o olhar vivo e alegre, já é agitado.

Criança, é remexida e turbulenta, cresce muito – a sua futura constituição longilínea começa a adivinhar-se -, torna-se friorenta mas com necessidade de ar, cansa-se depressa e mantém-se magra apesar de ter um apetite normal.

Fraca fisicamente, é precoce intelectualmente. As suas constipações frequentes complicam-se muitas vezes com bronquite; as suas amígdalas são grossas.

Adulto, o seu aspeto longilíneo é nítido e característico, tal como a sua instabilidade nervosa que se traduz por uma hiperemotividade, uma variabilidade de humor, um nervosismo, uma irritabilidade acompanhada por fúrias na mais pequena ocasião.

Esta instabilidade repercuta-se em todas as áreas da vida (profissionais ou sentimentais) e manifesta-se a mínima através de uma predileção pronunciada pelas mudanças de casa, pelos rearranjos interiores (frequentes mudanças de lugar dos móveis ou dos objetos do apartamento), e pelas viagens.

Fisicamente, os sujeitos que respondem bem são na maioria das vezes altos, magros, friorentos, cansam-se muito rapidamente e transpiram com o mais pequeno esforço.

O seu apetite é bom, têm uma tendência marcada para a diarreia, para os suores noturnos e para as perturbações venosas.

Posologia

Em todas estas perturbações, a prescrição é mais hebdomadária: Tuberculinum 15CH, uma dose por semana integrada num tratamento de fundo: exceto para as tosses, Tuberculinum 5CH, classicamente.

Originally posted 2014-04-14 14:37:13.

Vitaminas - Tratamento da Amamentação

Tratamento da Amamentação

Para favorecer a subida de leite

O rícino provoca a secreção láctea quando esta última tarde a chegar: Ricinus 5CH.
No caso de insuficiência de lactação, a preparação seguinte é muito eficaz:

  • Agnus castus 4CH
  • Asa foetida 5CH
  • Phytolacca 4CH
  • Ricinus 4CH
  • Urtica urens 4CH
  • Sabal serrulata 4CH

No caso de fadiga física e psíquica a seguir ao parto, é aconselhado acrescentar a esta preparação Alfalfa 5CH.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 3 vezes por dia enquanto durar a amamentação mas pode parar antes se as quantidades lhe parecerem suficientes ou se a se o bebé aumentar de peso normalmente.

Se tiver leite de mais

O excesso de lactação manifesta-se sobretudo no inicio da amamentação através de uma obstrução mamária. Esta última pode ser prevenida com uma amamentação precoce, ou com
cataplasmas e massagens. Usar um soutien confortável de dia e de noite é uma ajuda apreciável

  • Calcarea carbónica 5CH regulariza a secreção láctea quando esta última é muito abundante no princípio da amamentação.
  • Lac caninum 5CH é utilizado tradicionalmente para limitar as subidas de leite numa mulher com os seios inchados e doridos.
  • Phytolacca 5CH deve ser utilizado se um corrimento leitoso, aquoso persistir depois do desmame.
  • Pulsatilla 5CH deve ser tomado antes do desmame quando decidir parar a amamentação.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos 5 vezes por dia durante 2 dias. Depois 3 vezes por dia durante 3 dias.

Se as mamadas forem dolorosas

No caso de dores e/ou de irritação dos mamilos, verifique a posição do seu bebé, que deve estar colocado face ao seu peito. Enquanto segura o peito, assegure-se de que o mamilo está mesmo no meio da boca do bebe e que este ultimo não mama com o lábio para dentro, o que e uma fonte suplementar de irritação

  • Borax 5CH; no caso de dores mamárias espasmódicas no seio oposto no momento da mamada
  • Phellandrium 5CH: quando as dores dos mamilos são agudas, atravessando-os de um lado ao outro durante e fora das mamadas
  • Phytolacca 5CH: se as dores dos mamilos — com gretas — se propagarem em todo o corpo quando o bebé mama. O leite é muitas vezes espesso e insuficiente.

Posologia (para todos estes medicamentos): 2 grânulos do medicamento indicado antes de
cada mamada.

No caso de aparecimento de gretas

Entre as mamadas, os mamilos podem ser secos com um secador de cabelo na posição fria ou morna. A utilização de almofadinhas de plástico é desaconselhada porque favorecem a maceração.

  • Castor equi: este medicamento à base de glândulas e aplicado sob a forma de pomada (pomada Castor equi 4% tintura-mãe) entre as mamadas 2 ou 3 vezes por dia, e tornado em grânulos em 5CH antes de cada mamada.
  • Ratanhia: sob a forma de pomada (pomada Ratanhia 4% tintura-mãe), esta raiz (de ratanhia do Peru) alivia as fissuras do mamilo muito sensíveis ao tocar. As condições de utilização são as mesmas que as precedentes.

No caso de ameaça de abcesso

Quando o seio se toma vermelho, duro, quente, muito dorido, a utilização concomitante dos três medicamentos seguintes: Hepar sulfur 30CH (uma dose), Pyrogenium 5CH, Belladonna 5CH pode fazer abortar o abcesso. Na ausência de resultados rápidos, ou seja, nas horas seguintes, vá consultar o seu médico.

Posologia: 2 grânulos de meia em meia hora ao princípio, depois espace os medicamentes logo que a dor diminuir e o seio começar a ficar com o seu aspeto normal. Não repita a dose de Hepar sulfur.

No caso de depressão durante ou depois da amamentação

Enquanto não vai consultar o seu médico homeopata:

  • Phosphoricum acidum 9CH, nas mulheres muito cansadas, que respondem bem ou não, que amamentaram durante muito tempo.

Posologia: 2 grânulos ao levantar e ao deitar.

Originally posted 2014-03-28 13:01:47.